Camaçari: Vídeo mostra unidades de Ford Ka e Ecosport inacabadas sendo destruídas até virarem sucata após fechamento de fábrica

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de segunda-feira (8). Vídeos flagraram o momento em que a montadora Ford destrói mais de 900 unidades não acabadas de modelos Ka, Ka Sedan e Ecosport na fábrica que teve suas atividades recém encerradas em Camaçari (BA). As imagens mostram as carrocerias dos veículos sendo amassadas até virarem sucata.

Com a fábrica tendo sua atividade encerrada em janeiro deste ano, a Ford começa a se desfazer de unidades inacabadas.

Ao total, foram cerca de 900 veículos que ficaram inacabados com o encerramento repentino das atividades e que precisaram ser destruídos.

Além dos veículos, a fábrica também começa e se desfazer de outros equipamentos que também estão sendo desmontados e retirados da fábrica.

O governo da Bahia busca no exterior marcas interessadas na compra da antiga fábrica da Ford. Marcas chinesas, indianas, sul-coreanas e japonesas foram sondadas em busca da ideal compradora. A Caoa também foi apontada como possível compradora e admitiu interesse na unidade de Camaçari.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Após saída da Ford, Audi anuncia suspenção das atividades no Brasil após desentendimento com governo: “Governo deve R$ 289 milhões”

Uma triste notícia circulou nas redes nesta manhã de sexta-feira (12). Após a ford ter anunciado o fechamento de sua fábrica no Brasil, a montadora Alemã Audi anunciou que irá interromper sua linha de montagem no país.

No entanto, diferentemente da montadora americana Ford, a Audi trata a interrupção como uma suspenção, e não um encerramento definitivo da produção no país.

A fábrica afirma que a decisão se deve à um desentendimento com o governo com a arrecadação dos impostos. A Audi explicou que “Boa parte dessa decisão passa pela definição do que irá ocorrer com os créditos de IPI acumulados durante os anos de Inovar-Auto e que não foram integralmente devolvidos”.

De acordo com a montadora, o governo deve atualmente R$ 289 milhões às fábricas abertas no país. O dinheiro se refere aos benefícios oferecidos pelo governo em troca da produção em solo nacional de carros da Audi, BMW e Mercedes.

A empresa afirmou também que fez “todos os estudos necessários para trazer um novo modelo para a nossa linha de produção”, mas a decisão cabe à matriz e fatores como o IPI serão cruciais para a manutenção da fábrica no país.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Camaçari: Determinação Judicial impede demissão de funcionários da Ford

Em cumprimento a determinação judicial  proferida na noite de  sexta-feira (5)  pela Justiça do Trabalho, fica proibido a demissão de funcionários da Ford. A empresa possui uma filial localizada em Camaçari, região metropolitana de Salvador. Segundo a liminar , as demissões não poderão ocorrer enquanto acordo  entre empresa e funcionários não se concretizar. 

A decisão garante por exemplo, que pagamentos  e licenças remuneradas não sejam suspensos. A empresa  pode recorrer da decisão. Mas não é só isso.

A Ford anunciou na segunda-feira (11/1) o encerramento  de sua produção de veículos  no Brasil, após mais de um século em atividade. Em operação seguirá apenas as vendas e assistência técnica no país, focando em produtos importados. 

Em vendas de carro a montadora do Brasil, em 2020, foi a quinta que mais se destacou. Ao todo possui 6.171 funcionários. 

 

Da redação do Acontece na Bahia   

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Regional, Social.

Após saída da Ford do Brasil, gigante do setor demonstra interesse no complexo de Camaçari, na Bahia

Recentemente, a saída de uma gigante gerou bastante desconforto em todo o país. Contudo, nesta terça-feira(19) chegou a informação de que novos nomes parecem cobiçar esse espaço. Mas afinal, o que aconteceu?

A saída da Ford do Brasil gerou grande preocupação. Depois de mais de 100 anos, a gigante anunciou que fecharia suas fábricas no Brasil, deixando milhares de pessoas desempregadas de forma direta e indireta. Entretanto, agora uma outra grande montadora despertou interesse nesse “vácuo” deixado pela Ford. Em entrevista ao portal UOL, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, chairman do grupo Caoa e maior revendedor da empresa do país, afirmou que existe interesse no complexo industrial da cidade de Camaçari, na região metropolitana de Salvador, na Bahia:

“Sempre tenho interesse em novos negócios, mas é preciso analisar todo o processo porque não queremos desgastar a nossa imagem. E só iremos para frente se eu sentir muita segurança.”

Ainda segundo ele, tudo pode acontecer, pois é esperada uma série de incentivos fiscais no setor, principalmente na região Nordeste. Contudo, o governo precisaria viabilizar isso. Carlos explicou: “O governo também precisa dar condições de trabalho”.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.