Após perder 2 bebês, influenciadora dá luz à gêmeos, porém, um morre logo após o parto

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de sexta-feira (9). Os influenciadores Maluzinha e Roninho, amigos do famoso influencer Carlinhos Maia ficaram devastados com a perda de um dos gêmeos nascidos na última semana.

Uma das crianças teve uma parada cardíaca na terça-feira (6), e não resistiu.

“Viemos aqui comunicar a todos que Deus levou o nosso João. Nossos corações estão despedaçados, mas seguimos acreditando que Deus tem um grande propósito para tudo”, informou o casal nas redes sociais.

“Agora, nosso pequeno guerreiro é um anjinho que estará olhando por nós e pela sua irmãzinha!”.

“Peço a todos que continuem as orações pela nossa pequena Maria, para que logo ela esteja em casa conosco”, continuou na nota.

Ela compartilhou com os fãs os problemas que teve no parto: “Comecei a sentir muitas dores e muitas contrações, mas continuei aguentando firme, pois precisava que os bebês completassem pelo menos 30 semanas na barriga. […] Mesmo com medicamentos, as dores só aumentavam e eu já não conseguia fazer nada. Na terça [30 de março], fui ao médico, a bolsa ainda não tinha estourado, tomei mais uma injeção para desenvolver os pulmões dos meus filhos e teria que aguentar até sexta para ela fazer efeito”

“As dores pioraram muito e sem intervalos. Eu chorava, gritava e me senti muito mal por não estar aguentando por eles. É um pouco frustrante, sabe? Até que chegou a noite e eu já não tinha a menor condição de passar nem 10 minutos. Ligamos para o meu médico e fomos fazer o parto.”, relatou.

A mulher contou aos fãs que já tinha perdido duas crianças em gestações anteriores. “Depois de ter perdido dois filhos, algo muito difícil de acontecer seria eu engravidar sem tratamento. Agora vocês conseguem imaginar que são gêmeos?!”,

Assim, o bebê, batizado como João, não resistiu e faleceu na UTI neonatal. Já sua irmã, Maria, ainda não tem previsão de alta.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Conceição do Coité: Família de 14 filhos com nomes de jogadores recebe a 1ª menina

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (31). Depois de quinze tentativas feitas finalmente dona Jucicleide Silva pode escolher o nome para sua filha. Natural do interior da Bahia, a ”família erre” como é conhecida, é formada por 14 filhos com nomes de jogadores de futebol e também uma menina recém chegada. Uma tradição na família fez com que todos eles tivessem os nomes com a letra ”R” no início. 

A história começa em Conceição do Coité, 200 km de Salvador onde reside a família que é composta por dona Jucicleide, 40 anos, e Irineu Cruz, 44 anos, que fizeram um acordo de escolha dos nomes dos filhos. Os nomes dos filhos homens seriam escolhidos por Irineu e os nomes das filhas seriam de responsabilidade de dona Jucicleide. Já faz 23 anos desde a vinda do primeiro filho. 

“Eu comecei com essa história quando vi Zagalo escalar a seleção brasileira e tinha seis jogadores com a letra R no time. Eu disse a minha mulher que chamaria meus filhos por nomes de jogadores e por aí foi”, comentou Irineu.  

A esposa do agricultor aceitou o acordo desde que os nomes das filhas fossem escolhidos por ela. “Eu disse com uma certeza danada que logo teria uma menina, mas aí foi vindo menino atrás de menino. Aí, disse a ele que a gente só ia parar de fazer filhos quando chegasse uma filha”, lembrou dona Jucicleide. 

A família ”erre” enfim está completa agora com a chegada da Raiane, a caçula. “Dessa vez, minha mulher escolheu o nome. Promessa é promessa e eu cumpri a minha. E ela ainda manteve a tradição dos erres”, lembrou o agricultor. 

A escalação do time de futebol do casal agora segue a seguinte ordem: Raiane, Rodrigo, Ronaldo, Robson, ReinanRauan, Rubens, Rivaldo, Ruan, Ramon, RinconRiquelme, Ramires, Railson e Rafael. 

Depois do nascimento da filha Raiane, dona Jucicleide ligou as trompas e não pode mais engravidar. “Eu tinha certeza que seria menino, mas avisei que, se fosse, seria muito feliz. Mas veio uma menina e fiquei muito mais feliz. Agora, a família está completa”, destacou. 

Os 3 filhos mais velhos já casaram e não moram mais com os pais. A família que vive um momento delicado por falta de emprego e a situação gerada pela pandemia, conta no momento com o Bolsa Família e algum dinheiro que vem de bicos. 

 

Da redação do Acontece na Bahia  

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Regional.