Caso menino Henry: Padrasto vereador e mãe são presos no início da manhã após descoberta

O Brasil acordou diante de uma reviravolta nesta quinta-feira (8). Isso porque o padrasto e a mãe do menino Henry Borel acabaram presos.

O conhecido vereador e médico Dr.Jairinho, o padrasto, e a Monique Medeiros, a mãe, foram presos, bem cedo pela manhã, na quinta-feira de hoje, no Rio de Janeiro. Ambos são suspeitos na caso da morte de Henry, que ocorreu há um mês, exatamente no dia 8 de março.  Durante depoimento em sua defesa, o casal afirmou estar dormindo e argumentou que acordaram com um barulho. Ao irem para o cômodo onde Henry estava, eles teriam encontrado o garoto caído no chão, o que teria ocorrido por conta de uma queda ou acidente. Bastante debilitado, Henry foi levado ao hospital pelos dois. Chegando lá, o menino apresentara diversos traumas no corpo e não resistiu, mesmo com a ajuda da equipe médica. Então, a agora a polícia descobriu algo inédito sobre a história.

A descoberta

Após perícia, descobriu-se que a quantidade de lesões e os locais onde elas foram encontradas denotavam muito uma situação de agressão e não de queda ou acidente. Agora, de acordo com o portal Globo, durante as investigações os policiais descobriram que o vereador Jairinho agredia o menino com chutes, rasteiras e até golpes na cabeça, o que pode explicar a gravidade das lesões encontradas no menino. Surpreendentemente, a mãe supostamente teria conhecimento disso há pelo menos um mês antes da morte de Henry. Mas não termina aí.

Além disso, o casal também é suspeito de atrapalhar nas investigações e ameaçar testemunhas. Eles estariam pressionando-as a combinar versões sobre o caso. As autoridades também compilaram dados dos celulares dos dois e descobriram muitas informações, inclusive que eles teriam apagado conversas e talvez até trocado de aparelhos. Então, baseando nisso tudo a Polícia pôde embasar o pedido de prisão. Os dois seguem presos aguardando por julgamento.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Nacional.

Filho de Luciana Gimenez com Mick Jagger precisa passar por cirurgia e preocupa fãs com foto no hospital

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de terça-feira (6). O Filho da apresentadora Luciana Gimenez, Lucas Jagger, deu um susto nos fãs após passar por uma cirurgia. O jovem publicou fotos ainda no hospital.

Ele precisou realizar uma cirurgia na orelha e apareceu em uma das fotos deitado em uma maca, desacordado e com a cabeça enfaixada. Além dessa, ele apareceu em uma foto em uma cadeira do rodas.

Assim, os fãs ficaram preocupados com o estado de saúde do jovem. Porém, o rapaz logo deu uma explicação e tranquilizou seus seguidores. “Ele está bem. Cirurgia na orelha 10/20, foto do look 2/10”, brincou Lucas.

O rapaz é filho do famoso cantor Mick Jagger.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Sem saber da gravidez de 39 semanas, mulher dá à luz sozinha no banheiro e pesquisa na internet como cortar o cordão umbilical

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (26). Aymee de Almeida Cruz, natural em Cárceres, Mato Grosso, resolveu seguir o seu sonho de prestar o vestibular de medicina e então mudou de cidade em 2018 indo morar em Cuiabá aos 18 anos. No período da mudança, Aymee  tinha um relacionamento complicado e chegou a pesar 45 quilos. 

Diante dos problemas enfrentados, e por se alimentar de forma inapropriada, Aymee começou a engordar o que a deixou feliz pois pensava estar ganhando o ”corpão” desejado. 

Mantendo uma vida ativa no cursinho para conseguir realizar os seus sonhos, a jovem começou a ter alguns problemas de saúde como pressão arterial baixa e pés inchados, mas depois de uma consulta o médico disse que era o estresse do pré-vestibular.Informou ao médico sobre a menstruação que estava normal. 

Com um inchaço repentino nos pés, Aymee precisou ir ao médico que questionou sobre sua menstruação. A jovem menstruava normalmente e a médica descartou a hipótese de gravidez receitando um poderoso remédio indicado para problemas nos rins que foi o diagnóstico feito.”Aymee conta que se soubesse que estava grávida e houvesse tomado aquele remédio prescrito o fim seria o aborto” 

A jovem começou a sentir dores na barriga no dia 8 de novembro de 2018 e após a aula foi direto pra casa para descansar. O mal estar se intensificava mais e mais ao ponto de Aymee precisar da ajuda de uma amiga que morava no condomínio e que aplicou compressa de água quente na barriga da jovem, mas sem sucesso. Aymee contou que o único alívio que sentia era quando tomava uma ducha quente, mas ao sair do banheiro o incômodo permanecia. 

As dores chegaram a tal ponto que Aymee já não conseguia sair debaixo do chuveiro e ali mesmo ela ficou sem forças até mesmo para gritar por ajuda. Aymee pensou que iria morrer ali e então percebeu o que estava acontecendo. Viu a cabeça do bebê saindo de dentro dela e apesar do susto conseguiu pegá-lo sem que caísse no chão. Paralisada por alguns segundos, a mãe pensou que era espectadora de um filme. Depois do susto inicial, Aymee aconchegou seu filho que estava quietinho e olhava para ela. O bebê chorou algum tempo depois. 

Mesmo em estado de êxtase, a jovem pesquisou na internet como cortar o cordão umbilical. Com o bebê no colo foi até a cozinha, pegou uma faca e cortou o cordão umbilical. Como sangrava bastante resolveu amarrar o cordão e funcionou. A médica que atendeu Aymee  logo depois elogiou o corte que foi feito no cordão umbilical. Sorte de principiante, só pode ser. Afirmou Aymee, mãe de Pedro Lucas. 

 

Da redação do Acontece na Bahia

Aymee e Pedro Lucas (Foto: Arquivo Pessoal)  

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Filho acaba preso depois de desenterrar o pai e levar caixão para casa

Um episódio complicado chegou à população nesta segunda-feira (22). Após perder o pai, um homem tomou uma atitude extrema e acabou na delegacia.

Ainda era madrugada quando as autoridades receberam o chamado. De acordo com as informações do caso, um homem jovem acabou preso após tentar desenterrar o corpo do próprio pai, que havia sido enterrado 1 dia antes. Tudo começou quando ele foi até o cemitério onde o pai estava sepultado, na cidade de São Sebastião, no interior de Alagoas. Contudo, o que ocorreu em seguida deixou o povo desacreditado.

Após cavar e fazer quase  que uma “exumação”, o homem retirou apenas o caixão da sepultura e deixou o corpo do pai por lá. Então, depois disso ele teria saído pelas ruas arrastando o caixão e fazendo bastante barulho, o que assustou o povo. O rapaz seguiu caminhando até a porta de casa, onde deixou o objeto bem em frente ao portão. Depois de protagonizar tal feito, o homem acabou detido por agentes da polícia que o encaminharam à delegacia. Lá, o rapaz relatou que não trouxe o corpo do pai pois não conseguiu carregá-lo. As autoridades seguem apurando o que levou o homem a fazer isso.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Nacional.