Mulher é morta por companheiro após festa do próprio aniversário: “Ele ficou doido quando viu ela dançando”

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (20). Lorena Patrícia da Silva, 25 anos, foi morta pelo companheiro quando voltava de sua festa de aniversário nesse sábado (17), em Taipu, Rio Grande do Norte. De acordo com a polícia, o suspeito de ter cometido o crime fugiu do local e continuam as buscas nesta terça-feira (20) para encontrá-lo.

Segundo as investigações, Lorena voltava para sua casa acompanhada de sua irmã quando foi seguida pelo seu companheiro identificado como Neilson Coutinho Alves, 29 anos, que desferiu golpes de faca e a matou. A irmã de Lorena foi atingida durante a ação porém não se sabe ao certo o seu estado de saúde. Lorena Patrícia morreu no local.

A irmã da vítima disse em depoimento que Neilson Coutinho é o autor do crime e que havia fugido após matar Lorena.” Ele fugiu em um veículo Palio de cor branca e até o momento não foi capturado. A motivação teria sido ciúmes”, informou à Polícia Civil. A delegacia do município de Taipu está investigando o caso.

A polícia informou que Lorena fez uma festa de aniversário em um clube-fazenda e na ocasião o seu companheiro se desentendeu com outra pessoa por motivo de ciúmes. Uma dança entre Lorena, que usava biquini, e um primo durante a festa teria irritado Neilson, de acordo com testemunhas que relataram ao portal Uol.

“Ele ficou doido quando viu ela dançando com um primo dele. Nada a ver. Não estava acontecendo nada de mais. Mas ele partiu para cima”, informou uma pessoa que estava na festa.

Segundo informações, a festa precisou ser encerrada e depois da confusão Lorena saiu em companhia de sua irmã. Então, no trajeto elas foram abordadas por Neilson que cometeu o crime.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Ao ter festa de aniversário impedida por Polícia Militar, mulher canta música ‘Seu Polícia’ para convencer o policial

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (16). Uma situação inusitada aconteceu em Rio Branco, Acre, quando a Polícia Militar foi chamada em uma ocorrência para acabar com uma festa de aniversário que estava acontecendo na madrugada. Inconformada com o fim do aniversário da família, uma mulher cantou partes da música  “Seu Polícia”, da dupla Zé Neto e Cristiano, para os policiais.

A Polícia Militar recebeu uma denúncia para averiguar uma festa ilegal que estava acontecendo em uma residência na noite de quarta-feira (14), e foi aí que tudo começou. Atividades como a que estava acontecendo estão proibidas das  22h às 5h por causa dos protocolos de segurança trazidos em função da pandemia.

Ao verificar a veracidade da denúncia, a Polícia Militar encerrou a festa mas a mulher se recusou a aceitar a determinação dos agentes e não se conformou em ter que acabar a festividade. Foi então que começou a cantar trechos da música para um dos policiais. A tática obviamente não funcionou e a festa foi finalizada.

Confira o vídeo:

 

 

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.