Macaúbas: Homem suspeito de matar companheira a pedradas é preso pela Polícia Militar

Uma notícia tem repercutido nas mídias sociais ainda nesta quarta-feira (19). Isso, porque a Polícia Militar efetuou a prisão de um homem suspeito de assassinar a própria companheira a pedradas em janeiro.

Durante uma operação conjunta da Delegacia Territorial (DT) de Macaúbas, das Policias Militares da Bahia e de Pernambuco, um homem foi preso sob a suspeita de ter matado a própria companheira em um bar na cidade de Macaúbas, região da Chapada Diamantina, no interior da Bahia.

A vítima, Maria Inês de Souza Andrade, de 36 anos, que teve sua cabeça esmagada com pedras no dia 1º de janeiro de 2021. Na ocasião, os dois estariam comemorando o réveillon em um bar na localidade Cana Brava, em Macaúbas, quando iniciaram uma briga motivada por ciúmes e, ao saírem do carro, apenas o suspeito teria retornado para casa, alegando desconhecer o paradeiro da mulher. Em seguida, o corpo da vítima foi encontrado em um matagal da região e, desde então, o homem estava foragido.

O suspeito foi preso após as equipes da 24ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Bom Jesus da Lapa) receberem noticiais anônimas, que ajudaram na localização do homem na casa de familiares no município de Serra Talhada, em Pernambuco.

De acordo com o delegado titular da DT de Macaúbas, Clemilton Martins, o homem agiu com frieza após matar a companheira de forma cruel.

“Ele esmagou a cabeça dela com pedras, para ter certeza de que ela tinha falecido. A família, desconfiada, indagou, e ele negou tudo. Uma equipe da Polícia seguiu os rastros do carro e encontrou o corpo dela na mata. Ele dizia que não tinha nada a ver, que não sabia de nada”, relatou o delegado.

“Todas as pessoas ouvidas no inquérito deram a mesma versão: de que ele dizia que a amava muito, que ela era o amor da vida dele e que ele não era responsável por nada. Mas, quando acharam o corpo, ele fugiu. Ele abandonou o veículo dele nas margens da estrada”, concluiu.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Após ter saído para festa, jovem é encontrada morta em um cemitério em São Mateus do Maranhão

No domingo (16), uma mulher de 22 anos foi encontrada morta dentro de um cemitério, em São Mateus do Maranhão. A polícia informou que a jovem estava nua e com uma forte lesão na cabeça.

De acordo com a polícia, a jovem estava em uma festa e deixou o local por volta de 00h. A partir daí, ela não foi mais vista. Seu corpo apresenta suspeita de violência sexual.

Ainda não há informações sobre a motivação do crime, nem sua autoria. No domingo (16), um homem foi encontrado com a bolsa e o celular da jovem.

Aos policiais, o homem contou que era amigo da vítima e que ficava com os pertences dela quando ela estava muito bêbada. Ele disse ainda que deixou a jovem perto de casa após a festa.

Questionado sobre deixar a vítima perto de casa, o homem disse que não a deixou em casa porque a mãe da jovem poderia brigar. O caso segue sendo investigado.

Com informações e textos do Portal Jornal de Brasilia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Segundo investigações, esposa de promotor pode ter sido morta em ritual macabro

Uma notícia chocante está sendo destaque nesta terça-feira (18). O caso Lorenza de Pinho ganhou mais informações. Segundo fontes ligadas à investigação do caso, Lorenza pode ter sido assassinada em ritual macabro. O principal suspeito é o promotor André Luiz de Pinho, marido da vítima,  que foi denunciado pelo Ministério Público, e de acordo com o órgão, tem-se provas suficientes para acreditar que ele atuou sozinho no crime.

O mais intrigante de todo o caso é a falta de sangue no corpo da mulher. Os investigadores buscam entender como isso foi possível. O legista responsável conseguiu extrair apenas 25ml para fazer exames toxicológicos e a dosagem de álcool.

“Uma mulher normal, de um peso normal, (tem) uma média de cinco, cinco litros e meio de sangue no corpo”, disse o legista Marcelo Mares Castro.

Além disso, na agenda do promotor foram encontrados dois contatos de cursos de um técnica chamada tanatopraxia, na qual conserva cadáveres, trocando o sangue por substancia sintéticas, porém, ele nega os cursos.

Por conta disso, o Ministério Público investiga, agora, a possibilidade do casal frequentar locais destinado a práticas de atividades de cunho religioso. De acordo com as informações passadas de uma fonte ligada à investigação para o jornal “O Tempo”, existe a suspeita do uso do sangue em um ritual.
“Uma das linhas [de apuração] é o uso [do sangue] em um ritual”
“Existe a desconfiança, por parte da equipe que apura o crime, que André tirou o sangue de Lorenza para realizar um ritual macabro”, revelou a fonte.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque.

Jovem morre após ser agredida pelo companheiro com um taco de beisebol: “Mãe, está morta, eu matei ela”

Uma noticia impactante tem sido destaque ainda nesta segunda-feira (10). Isso, porque uma jovem morreu após ser agredida com um taco de beisebol.

O caso ocorreu no ultimo domingo (9) no Distrito Federal, onde a jovem foi agredida pelo companheiro que conseguiu fugir após o crime, no entanto, já foi localizado e preso. O suspeito já havia sido detido por agredir a vítima em abril.

O corpo de bombeiros já encontrou a jovem Larissa Pereira do Nascimento, de 22 anos, já sem vida. Segundo a Polícia Civil, o suspeito de cometer o crime é João de Paulo de Moura Santos, de 23 anos, namorado da vítima.

Conforme o boletim de ocorrência, vizinhos do casal acionaram a Policia por volta das 5h de domingo. Aos investigadores, as testemunhas relataram terem ouvido a vítima gritar durante a madrugada: “para, para, para de me bater, deixe eu ir”, revelou o portal.

Agentes de segurança chegaram a ir até o endereço em que o casal morava, na quadra 6 do condomínio Del Lago, no Itapoã, mas foram informados pela mãe do suspeito que nada acontecia no local.

Ainda segundo o boletim, pela manhã, João de Moura, mãe e o irmão dele discutiram do lado de fora da residência sobre o que fariam.

“Mãe, está morta, eu matei ela, eu não quero ir preso”, teria dito o auto na ocasião, relata. o documento

O Corpo de Bombeiros foi acionado e localizou a jovem feriadas às 10h30. Ainda segundo o boletim de ocorrência, os militares constataram que Larissa Pereira morreu 30 minutos antes de ser encontrada. Ou seja, mesmo após ser agredida com o taco de beisebol ela ficou viva por algumas horas. Quando os bombeiros chegaram no local, o jovem já havia fugido.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.