Feira de Santana: cédula de R$ 420 com número de série e “assinatura” do BC circula pela cidade; entenda

Uma notícia tem chamado a atenção nas redes sociais nesta quinta-feira (18). A ” antiga nota de R$ 200 ” lançada há pouco tempo pelo Banco Central, acaba de ser superada por uma cédula recente de R$ 420 circulando pelas ruas de Feira de Santana, mais especificamente no ” Bar de Pequeno”, região de Marajó. Mas não é só isso… 

 A cédula que é falsa obviamente, conta com número de série e também assinatura do Banco Central, traz o bicho preguiça em homenagem a fauna brasileira e o tom de brincadeira ficou por conta de folha de maconha impressa. 

“A cidade de Feira de Santana é o diabo. Uma nota de 420 já saiu aqui. ‘Ê minino da disgrama’. E o negócio não é falso, não”, afirma o homem, que se deparou com a cédula no “Bar de Pequeno”, região do Marajó. 

Da redação do Acontece na Bahia 

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque, Regional, Social.

Feira de Santana: Simpatizantes de Bolsonaro fazem carreata na cidade; Protestos aconteceram neste domingo em várias cidades pelo país

Uma notícia foi destaque nas redes sociais neste domingo (14). Um grupo de simpatizantes do presidente Bolsonaro promoveu uma carreata neste domingo (14) em Feira de Santana. As pessoas se reuniram na Avenida Getúlio Vargas e seguiram para à frente do (35° BI), Batalhão de Infantaria. O evento foi convocado nas redes sociais e aconteceu em várias partes do Brasil. 

A psicóloga Rocheane Rocha, que lidera o movimento Meu partido é o Brasil, em Feira de Santana, esteve entre os participantes. Rocheane disse ao Acorda Brasil, que os brasileiros mostram descontentamento com o Supremo Tribunal Federal (STF), com as medidas impostas por muitos gestores como o toque de recolher como forma de combater o avanço do coronavírus e ainda afirmou que o grupo pede intervenção militar. 

“Há uma indignação do povo brasileiro com o que o STF está fazendo. Deixaram de ser ministros guardiões da constituição e estão agindo como políticos. Estão usurpando o poder do legislativo e do executivo também e nós não vamos aceitar isso. Nós somos cidadãos de bem, trabalhamos para pagar nossos impostos e estamos impedidos de trabalhar. Esse Toque de Recolher é inconstitucional, porque isso só pode ser decretado em estado de sítio e só quem pode decretar o estado de sítio é o presidente da república. Os governadores tomaram o poder que só pertence ao presidente da república ao decretar esse toque de recolher em alguns estados do país. Estamos aqui porque estamos pedindo que os militares tomem o poder e que esse poder moderador entre em ação para colocar o país em ordem, porque o país está em completa desordem”, afirmou. 

A psicóloga criticou decisão recente do ministro do STF, Edson Fachin, em relação ao ex-presidente Lula e mais uma vez pediu intervenção militar. 

“O ministro Fachin anulou todas as condenações de Lula, proibiu que lá no Rio de Janeiro fossem feitas operações da Polícia Militar e os bandidos estão livres, leves e soltos para fazerem o que quiserem. Nem drones podem sobrevoar as favelas para fazer o controle da bandidagem no estado. Em 1964 foram as mulheres e as igrejas que começaram o movimento para pedir intervenção militar no país e nós aqui no Brasil temos que nos levantar. Chega do cidadão de bem ficar calado, chega de o país ficar na mão de corruptos. E o senado está acovardado, não toma providência de nada. Fachin inocentou um cara que foi condenado em três instâncias. A gente teme que o comunismo literalmente tome o poder do país. Não vamos permitir, a nossa bandeira é verde e amarela, jamais será vermelha”, ressaltou. 

Os protestos foram organizados pelas redes sociais sobre iniciativa da deputada de São Paulo Carla Zambelli e tinha como objetivo “protestar contra a destruição dos empregos por conta de medidas restritivas, aumento de impostos e para cobrar dos governadores dos estados melhores uso de verbas federais”. 

O protesto convocado pela deputada afirmou não apoiar manifestações pedindo intervenção militar ou ataques a instituições. A carreata, no entanto, descumpriu as recomendações feitas e apoiadores de Bolsonaro ostentaram faixas pedindo intervenção militar. 

 

Da redação do Acontece na Bahia  

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Regional, Social.

Após contabilizar 1.261 novos casos da doença, Feira de Santana decreta lockdown com proibição de venda de bebidas alcóolicas

Uma triste notícia circulou nas redes nesta manhã de sábado (13). Devido ao gritante número de casos de covid-19 confirmados no município de Feira de Santana entre segunda (8) e sexta-feira (12), todos os estabelecimentos comerciais e serviços não considerados essenciais serão fechados neste fim de semana após o decreto municipal que determina medidas de restrição para diminuir a transmissão da covid-19.

No total, foram registrados 1.261 casos da doença entre o dia 8 e 12 de março.  Além dos números alarmantes, a cidade sofre com a lotação dos hospitais e falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva na cidade. Assim, São 135 pessoas internadas em hospitais do município no total.

Em entrevista ao Acorda Cidade, secretário municipal de Prevenção a Violência, Moacir Lima, faz apelo à população para que respeitem as medidas restritivas afim de frear o avanço do vírus.

“Estamos mais uma vez em uma semana em que houve necessidade destas medidas continuarem em razão dos números apresentados pela área de saúde. Por conta disso, a gente continua fazendo nosso trabalho de fiscalização em todos os segmentos e festas. Infelizmente ainda tem pessoas que ficam descumprindo o decreto, organizando festas nos distritos. Temos pessoas que estão com a Secretaria de Meio Ambiente e a 67ª CIPM fazendo toda a cobertura da zona rural e zona urbana para que a gente tenha um cumprimento deste decreto. A população pode ajudar cumprindo as medidas que colaboram tanto na questão da redução da contaminação do vírus, quanto na redução da nossa carga de atuação. Bares e restaurantes não podem abrir em hipótese alguma, bebidas alcoólicas não podem ser vendidas, e só as atividades essenciais podem abrir.”, afirmou.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Feira de Santana: 2 dias antes do aniversário, mecânico é morto dentro da oficina e choca população

Um crime está chocando a população nesta quinta-feira (11). A história ocorreu na noite da última quarta-feira (10).

O mecânico Jonathas da Costa Ramos,  completaria 24 anos amanhã (12). Contudo, pouco antes da idade nova ele teve a vida ceifada. Jonathas estava dentro de uma oficina, na rua Tupy, bairro da Rua Nova, quando acabou surpreendido. foi  assassinado por volta de 19h  da quarta-feira (10) . 

Era por volta das 19h quando o jovem acabou alvejado por disparos na cabeça, dentro da oficina. Ele não resistiu e veio a óbito no local. Até o fechamento da matéria  não há maiores informações sobre o assassinato e se desconhece a motivação. Conhecido por seu trabalho com veículos, Jonathas residia no conjunto Feira IX. Além disso, recentemente os dados sobre a violência estão preocupando a população de Feira. Desde o início do ano a cidade já registrou 47 homicídios. Deste, 14 casos ocorreram somente no mês fevereiro, o que representa mais de um caso por dia até o momento. 

Foto : reprodução/mídias sociais 

Da redação do Acontece na Bahia  

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Regional.