Após atender 3 mil pacientes, falso médico que atendia na UPA na ala contra covid é preso no Rio de Janeiro

Uma notícia está sendo destaque nesta semana. Isso porque, policiais da 12ª DP (Copacabana), prenderam, em flagrante, um falso médico que estava trabalhando na UPA, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

A Polícia Civil informou que homem, identificado como, Itamberg Oliveira Saldanha, de 31 anos, estava atendendo na ala de pacientes com COvid-19, e que ele tinha sido vacinado contra o coronavírus

Segundo o portal O Globo, o falso profissional da saúde, teria atendido mais de 3 mil pessoas desde janeiro deste ano. Além disso, ele teria ganhado cerca de R$ 100 mil em salário durante o período que esteve trabalhando. Os agentes também disseram que ele fazia uma média de 70 atendimentos por plantões.

Durante as investigações, a polícia encontrou um atestado de óbito, assinado pelo falso médico, e um carimbo com registros de um médico, chamado Álvaro Pereira de Carvalho, que está registrado no Conselho Regional de Medicina (CRM) que estava sendo usado pelo Itamberg.

Quando o verdadeiro médico foi receber a vacina contra Covid-19, lhe foi negada a imunização, pois o seu nome já estava na lista de pessoas que haviam se vacinado. Ele conseguiu explicar o que havia ocorrido, sobre o falso médico, sendo assim, Álvaro finalmente conseguiu ser imunizado.

Em entrevista para o portal O Globo, a delegada titular da  12ª, Bianca Lima, declarou que ficou chocada com o caso. “É uma doença na qual os pacientes podem ter quadros que evoluem muito mal e forma rápida. Então o tratamento precisa de um olhar bem especializado, técnico. É uma situação absurda”, declarou a delegada.

Itamberg informou aos policiais que não era médico, mas que havia estudado medicina na Universidade Gama Filho até o 6° período. Mas como ficou sem como pagar, desistiu dos estudos. Itamberg foi preso, e responderá pelos crimes de tentativa de estelionato, falsidade ideológica e exercício ilegal da profissãoo da medicina.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Sem saber, mulher faz procedimento estético com falso médico e acaba internada em UTI devido às complicações da cirurgia

Uma notícia revoltante chamou a atenção dos internautas nesta manhã de sábado (1). Após fazer um procedimento estético para aumentar o bumbum em uma clínica clandestina, uma mulher de 46 anos acabou internada na unidade de terapia intensiva (UTI) da cidade de Anápolis (GO), a cerca de 56 km de Goiânia.

De acordo com a Polícia Civil, quem realizou o procedimento foi um biomédico, que se apresentava como médico, e uma estudante de medicina.

Nesse contexto, a mulher está em estado grave no Hospital Municipal de Anápolis (Huana) desde o dia 31 de março. No entanto, o estado de saúde da mulher é estável e ela não corre risco de vida.

A mulher, identificada como Ronilza Johnson, mora na Inglaterra e veio visitar o pai, na cidade de Anápolis. Assim, a mulher decidiu realizar o procedimento estético em sua estadia no Brasil. A filha de Ronilza afirma que sua mãe está com uma infecção séria e precisa de aparelhos para conseguir respirar.

“Ela está em cuidado intensivo e não está comendo. A infecção piorou. Ela não consegue respirar apropriadamente e o oxigênio está baixo”, afirmou a filha.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.