Falsa jurista que dava aulas na Bahia é presa em cidade do estado de Santa Catarina

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (25). Cátia Regina Raulino foi presa em Florianópolis, Santa Catarina, por exercício ilegal da profissão e plágio. A suposta jurista foi levada para a sede da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), e deve ser transferida para Salvador. Cátia se apresentava como formada em Direito, mas não apresentou documentos que comprovassem o mestrado, doutorado e pós-graduação que dizia ter. 

O mandado de prisão contra Cátia foi expedido pela 9ª Delegacia (Boca do Rio), em Salvador, e ela foi encontrada com a ajuda da polícia catarinense. “No cumprimento do mandado de busca e apreensão, descobrimos que ela havia fugido para outro estado. Nas investigações entramos em contato com a Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública de Santa Catarina, onde ela foi localizada e o mandado de prisão, cumprido”, afirmou o titular da 9ª Delegacia, delegado Antônio Carlos Magalhães Santos.   

A suposta jurista responderá pelos crimes de estelionato, falsificação de documento público e falsidade ideológica, e o inquérito contra ela se iniciou em outubro de 2020.Cátia estava sendo investigada depois de denúncias feitas por algumas alunas. Questionada pela polícia, Cátia não apresentou documentos que comprovassem sua formação e além disso as universidades apontadas por ela negam que tenha terminado as graduações alegadas 

  (Foto: Nara Gentil/Arquivo CORREIO)

Da redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.