Ao tentar separar briga, rapaz entra em meio a confusão, é atingido e perde a vida em Itamaraju

Um caso segue repercutindo nesta terça-feira (5). Um jovem pai de família morreu após se envolver em uma confusão e ser atingido por golpe de faca durante uma festa que aconteceu na noite desse sábado (2). O crime aconteceu na comunidade do Pau D’Alho, interior de Itamaraju, cidade que fica localizada a 619 km de Salvador.

Testemunhas disseram que vários jovens participavam de uma festa quando a confusão teve início e Guilherme Alves, filho de um servidor do Fórum de Itamaraju, foi atingido por um golpe de faca ao tentar separar a briga.

Guilherme Alves chegou a receber atendimento médico no Hospital Municipal de Itamaraju, mas não resistiu ao ferimento e veio a óbito. O jovem deixou um filho pequeno. Os autores deste crime ainda não foram presos pela polícia. Houve também a informação de que duas pessoas foram baleadas em uma festa na comunidade de Campo Alegre. As vítimas não correm risco de morrer.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

‘Cresceu na igreja’, diz pastor sobre estudante de medicina que matou os pais e deixou recados na casa

Uma triste notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (5). O caso ainda sem explicação aconteceu quando Guilherme Heringer Cesar, de 22 anos, tirou a própria vida após ter matado os pais, segundo a polícia.

De acordo com o líder religioso da Igreja Missão Praia da Costa, Simonton Araújo, o jovem acusado de assassinar os próprios pais em Praia Grande, Vila Velha, cresceu na igreja junto com a irmã. O crime aconteceu na madrugada dessa quarta-feira (4), e as vítimas são o pastor e médico urologista Paulo de Oliveira Cesar e sua esposa Raquel Heringer Cesar, que foram assassinados pelo próprio filho no apartamento em que residiam. O filho Guilherme tirou a própria vida na sequência.

Simonton disse que conhecia o pastor Paulo de Oliveira há cerca de 40 anos e que os dois eram muito amigos.”Na semana passada, nós conversamos durante duas horas e não havia nada de incomum. Estava tudo bem. Se tivesse algo, ele teria me contado”, contou.

O religioso ainda disse que contatou a filha do casal, Renata Heringer, que mora no Canadá, nessa quarta-feira (4), para se solidarizar.”Falei com a filha, e ela, assim como todos nós, ficou sem chão com a notícia. Ela vai tentar chegar aqui no Brasil a tempo para o velório”, disse.

Simonton quando questionado sobre um possível envolvimento de Guilherme com uma seita, o religioso afirmou que em nenhum momento o pai do jovem falou sobre isto.”Ele (pastor Paulo) nunca comentou sobre o filho participar de uma seita. Se ele soubesse, teria me falado. Tenho plena certeza de que ele não sabia de nada, pois conversávamos sobre tudo”, contou.

O crime chocou os fiéis que frequentavam a igreja evangélica Missão Praia da Costa e o pastor Simonton ressaltou que não havia sinais de que algo estaria errado a ponto de uma tragédia dessas proporções ocorrer. “Existem coisas que não podem ser explicadas. Foi uma fatalidade que eu, ainda há pouco, estava pensando: a nossa tendência é procurar uma explicação, mas chega uma hora que não há. Não houve nada na nossa caminhada que levasse a isso”
“Festejai o céu. O diabo desceu até vós, pouco tempo lhe resta”, escreveu o acusado de assassinato Guilherme Heringer Cesar, em alusão a um trecho do livro do Apocalipse.

O casal estaria dormindo em quartos separados. Primeiro Guilherme assassinou a mãe com uma facada no pescoço. O pai teria escutado e correu para o banheiro, mas foi alcançado por Guilherme. Após luta corporal com o filho, o médico também morreu esfaqueado. Guilherme teria ligado para um familiar e contado que teria feito uma besteira. De acordo com a polícia, por volta de 4h Guilherme tirou a própria vida. Os corpos dos três foram encaminhados ao Departamento Médico Legal de Vitória.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

‘Ele pegou uma faca na gaveta’, diz Pamella Holanda ao Fantástico sobre episódios de agressões de DJ Ivis

Uma notícia tem gerado muita polêmica nesta segunda-feira (19). A ex-mulher de DJ Ivis, Pamella Hollanda, falou em entrevista que foi a ar neste domingo (18), no Fantástico, sobre as agressões cometidas pelo ex-marido. Pamella falou na ocasião sobre a sua atitude de divulgar o vídeo com o registro das agressões que sofreu de Iverson Araújo, DJ Ivis, captado por imagens de câmeras de segurança do circuito interno de monitoramento, no qual a arquiteta aparece sendo agredida na presença da filha e de outras duas pessoas.

Durante a entrevista, Pamella disse que as agressões começaram quando foi morar com DJ Ivis, em 2020, e continuou durante todo o ano, período em que estava grávida. De acordo com Pamella, as piores agressões ocorreram quando ela estava grávida de cinco meses. “Eu estava grávida da Mel, de cinco para seis meses (…) (Ele) me segurou pelo pescoço e foi me arrastando do corredor até o sofá”, disse.

A ex-mulher do DJ Ivis falou ainda de outro caso de agressão ocorrida este ano. Em uma briga que teria sido motivada por ciúmes, Pamella conta que teria caído no chão sem conseguir respirar direito e disse ainda que uma babá teria sido demitida por presenciar uma das agressões. Disse ainda que em julho houve uma briga também motivada por ciúmes e nesta ocasião ela teria sido estrangulada dentro do apartamento. Em outra briga Pamella conta que DJ Ivis pegou uma faca. A arquiteta contou que o pior não aconteceu por ajuda de uma mulher que trabalhava como governanta para a família.”Ele pegou uma faca na gaveta da cozinha. A funcionária dele foi e segurou braço dele”.

Pamella disse que encontrou forças para divulgar as imagens de agressão contra ela em sua filha. DJ Ivis foi preso preventivamente e deve responder por dois inqritos. As músicas de sua autoria foram excldas das plataformas digitais.Por fim Pamella contou que ainda teme pela fúria do ex-marido.”Tenho muito medo, e vou continuar com medo um bom tempo”, contou.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Artistas.

Paulo Afonso: Polícia prende suspeito de tirar a vida de duas pessoas com requintes de crueldade; homem carregava orelha da vítima na carteira

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (15). Foi preso na manhã dessa sexta-feira (14), no município de Paulo Afonso, interior da Bahia, um homem acusado de cometer dois homicídios. Segundo apontou as investigações da polícia, o homem teria tirado a vida das vítimas com golpes de faca e na sequência ateava fogo nos corpos ainda no local.

O primeiro homicídio que ele é suspeito de ter praticado foi em 2018, na ocasião, segundo relatos de testemunhas, ele cortou as orelhas da vítima e levou dentro de uma carteira para mostrar a colegas no intuito de se gabar por ter cometido o crime. E ainda relatou ter matado a vítima porque ela rasgou seu short favorito”, disse o delegado João Henrique Nunes dos Santos, da Delegacia Territorial da cidade. Mas não é só isso…

De acordo com as investigações, o homicídio mais recente que o suspeito teria cometido ocorreu com as mesmas características do anterior e trouxe curiosidade nos investigadores que chegaram no homem acusado de ser o autor dos crimes. “Após a gente checar a ocorrência, percebemos que era mais um crime bárbaro. Ainda estamos ouvindo testemunhas para chegar na motivação”, continuou o delegado.

A polícia informou que as investigações continuam para embasar o inquérito e que o suspeito já se encontra a disposição da justiça.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.