Aluna agride professora deficiente de 64 anos e polícia descobre que ela estava realizando “brincadeira”

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais neste sábado (9). Uma aluna agrediu com socos uma professora de 64 anos, da Covington High School, em Lousiana (EUA). Para a polícia o crime foi motivado por um desafio do TikTok. Larrianna Jackson, de 18 anos, acusada de ter cometido o crime foi presa e o vídeo da agressão que foi publicado nessa quarta-feira (6) é fruto do movimento criado ‘Estapeie um professor’, lançado no TikTok.

A polícia informou que a professora agredida é deficiente e precisou de atendimento médico após o ataque. O The New York Times, informou que a professora possui limitações para andar. O vídeo compartilhado nas redes sociais mostra Larrianna em pé, em frente à mesa em que a professora está sentada. Após conversa, Larrianna dá um soco na mulher, levando-a ao chão. A sequência da ação não foi filmada, mas segundo a polícia houve mais agressões.

“O Departamento de Polícia de Covington gostaria de lembrar a todos que qualquer pessoa que participar de tal desafio será devidamente fichado”, informa a publicação. “O assunto ainda está sob investigação e pode haver mais prisões em breve”. Os telefones celulares dos estudantes que acompanharam a sequência de agressões foram apreendidos pela polícia.

O colégio onde houve a agressão fica a 72 quilômetros ao norte de Nova Orleans. Após se tratar dos ferimentos nos braços e na cabeça a professora recebeu alta médica. O TikTok afirmou, em nota oficial, que o suposto desafio não é uma tendência no aplicativo e que não permite e nem incentiva vídeos que promovam qualquer tipo de violência.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Criança recebe prêmio de R$ 180 mil após se negar a tirar a máscara na hora da foto da escola

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais neste domingo (3). O aluno Mason Peoples, 6 anos, tomou uma atitude inusitada no dia em que as crianças de sua escola, na Virgínia, EUA, iriam ser fotografadas. Mason mostrou que obedece a sua mãe em tudo o que ela diz.

FOTÓGRAFO: Ok, pode tirar a sua máscara.

MASON: Minha mamãe disse para eu ficar o tempo todo de máscara e só tirar na hora de comer, quando não houver ninguém por perto.

FOTÓGRAFO: Mas tenho certeza de que será OK tirar a máscara só para a foto.

MASON: Não, mas minha mãe falou muito sério. Não posso fazer isso.

FOTÓGRAFO: Nem por 2 segundinhos?

MASON: Não, obrigado, eu sempre ouço o que minha mãe fala.

FOTÓGRAFO: Ok, então. Diga “queijo”!

A mãe de Mason publicou a imagem nas redes sociais e reproduziu na legenda o diálogo acima.”Estou tão orgulhosa por ele ter cumprido sua palavra, mas eu deveria ter sido mais clara sobre as regras desse dia [da foto]”, brincou a mãe de Mason. A foto de Mason tirada para a escola teve grande visibilidade e o garoto passou a ser visto como referência infantil em protocolos de prevenção da Covid-19.

Nas redes sociais muitos internautas se sensibilizaram com o garoto em razão de sua atitude e perguntaram a mãe de Mason se poderiam fazer doações pra recompensar o menino por sua conduta. A mãe de Mason criou uma ‘vaquinha’ para custear a faculdade do filho no futuro. Cerca de 1.600 pessoas contribuíram até este domingo (3), e foi arrecadado o equivalente a 33 mil dólares, cerca de 180 mil reais. “Ele está tão feliz de ver que ficaram orgulhosos de sua atitude”, disse a mãe de Mason.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Na tentativa de fugir do Afeganistão, diversas pessoas se agarram a lataria de avião dos EUA e caem com a decolagem

Uma situação desesperadora e lamentável está sendo destaque nesta segunda-feira (16). Com o retorno do Talibã ao poder da cidade de Cabul, a capital do Afeganistão, os moradores do país estão a todo custo tentando fugir, se submetendo a situações de perigo e risco de vida.

Na manhã de hoje uma cena de partir o coração tomou conta da internet. Isso porque diversos afegãos se dirigiram até a aeroporto da cidade e tentaram de todo jeito embarcar nos aviões. Em um avião militar dos Estados Unidos, muitos civis se agarraram a lataria externa da aeronave e acabaram caindo com a decolagem.

Ao menos cinco pessoas morreram no tumulto no aeroporto, mas ainda não se tem informações da identidade das vítimas e nem como morreram.

Contudo, à agencia de notícia Reuters, um funcionário dos EUA afirmou que os soldados norte-americanos atiraram para o alto, na tentativa de conter as pessoas que buscavam embarcar nos voos militares, mas segundo o Wall Street Journal, ao menos três pessoas foram atingidas e mortas pelos disparos.

Os afegãos vivem um desespero com a tomada do poder pelo Talibã. Muitos temem que os novos governantes instaurem o mesmo regime fundamentalista que aplicaram quando governaram o país entre 1996 e 2001.

Assim como os Estados Unidos, outras nações também retiraram seus nativos da região.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Miss que estava com prisão decretada por ir ao Miss Universo ganha asilo político nos EUA

Uma notícia está sendo destaque nesta quinta-feira (27). Após viajar para os Estados Unidos para participar do Miss Universo 2021, no último dia 16, a Miss Myanmar – país asiático- teve a prisão decretada pelo seu país, que sofre com a junta militar que assumiu o comando do país. Porém, a Miss não ficou desamparada e ganhou asilo político no país americano.

Candy Thuzar participou do concurso e aproveitou a grande visibilidade para fazer um protesto ao governo do país e clamou por ajuda. Em um cartaz, ela escreveu: “Orem por Myanmar” “Nos matam como animais” “Por favor, nos ajudem. Estamos desamparados”.

Como corria risco de ser presa no retorno ao seu país, graças a esse exilio a asiática viverá em Indianápolis, em Indiana, na qual foi recebida com muita festa e alegria pelos imigrantes do seu país.

Até o momento, o país da Miss conta com 780 mortos e mais de 4 mil presos por conta do regime.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Artistas, Internacional.