Software que converte sinais de libra em texto é desenvolvido por estudantes brasileiros da Etec

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (25). Um passo importante no processo de inclusão foi dado com o desenvolvimento de um software que reconhece sinais de libras e converte em texto feito pelos estudantes Vinicius, luciano e Fabricio da Escola Técnica Estadual (Etec) Lauro Gomes, em São Bernardo do Campo, SP.

Os estudantes conseguiram conquistar o 9º lugar na votação popular da 19ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), e ainda receberam o convite para participar da  Mostratec Jovem-Pará, feira de ciência e tecnologia.

A estrutura do projeto que foi desenvolvida por meio do Sistema Operacional Ubuntu, possui 100 sinais em libras programados para reconhecimento. Por meio de uma biblioteca de códigos e uma câmera, o sistema captura gestos e movimentos como por exemplo sinais de mão.

Um dos inventores do projeto, Luciano, nasceu com lábio leporino e possui dificuldade de fala. Seu objetivo desde o início de seus estudos era claro.

Por conta do meu problema, falei com meu pai que, quando iniciasse o curso, queria fazer algo para ajudar as pessoas, isso foi o que mais me motivou e me motiva a continuar com o projeto”, contou Luciano. Os estudantes contaram com o apoio de seus professores e o software foi desenvolvido como projeto de TCC. Parabéns aos estudantes.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Rui Costa comunica que estudantes de renda baixa da rede pública terão bolsa-permanência

Uma notícia está sendo destaque nesta terça-feira (16). O governador baiano Rui Costa anunciou que alunos da rede pública de renda baixa terão uma bolsa-permanência por 6 meses. Em entrevista, ele explicou como funcionará.

“São, ao todo, 260 mil famílias. São pessoas que, de alguma forma, estão na categoria de renda mais baixa. A única condição exigida é que seus filhos mantenham a atividade escolar, nesse momento a atividade remota, e quando as aulas começarem no ensino híbrido, eles mantenham a frequência”.

Segundo Rui Costa, o valor do benefício será de R$150 e quantidade de famílias escolhidas se baseou nos dados de matrículas com inscrições no CadÚnico. O projeto de lei está sendo redigido para ser enviado à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e após análise e aprovação por parte dos deputados estaduais, e as escolas logo depois serão instruídas sobre como contactar os estudantes contemplados para o recebimento do auxílio.

Além disso, foi informado que o auxílio-alimentação de R$55 será renovado ao estudantes da rede pública por três meses e o programa de monitoria também foi ampliado para esse ano. Nesse, dois alunos por sala atuaram como auxiliar dos colegas e receberão R$100 ao longo dos meses letivos.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.