3 dias após tirar a vida de estudante de medicina, acusado é localizado pelas autoridades e preso

A população aguardou atentamente por mais informações no caso do estudante de medicina que teve a vida ceifada no último domingo. Então, nesta quarta-feira (13) agentes conseguiram capturar o principal acusado no caso.

Após o Juiz da comarca de Canarana decretar a prisão do principal acusado no caso, agentes realizaram buscas ininterruptas para localizá-lo. Então, nesta quarta feira ele foi finalmente localizado. Com nome sob a sigla de C.A.G.V., vulgarmente conhecido como Dofa, de 19 anos, o acusado foi localizado e preso hoje. Além disso, mesmo apenas 1 ano depois da maioridade, ele também já tinha passagem na polícia em outro caso. Mas afinal, o que aconteceu com o estudante de medicina?

No último domingo, Caíque Martins, de 22 anos, que estava em Canarana mas morava em Ibititá, foi surpreendido enquanto passeava com amigos na Praça dos Dois Poderes. De acordo com informações locais, dois homens abordaram o grupo e um deles esfaqueou o jovem bem no peito, deixando-o bastante debilitado. Então, por conta dos ferimentos, o rapaz morreu no local, causando comoção em toda a região. Agora, como mencionado acima, o principal acusado no caso está preso e à disposição da Justiça.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Estudante de medicina chora ao encontrar corpo de amigo na aula de anatomia

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (3). A reação do estudante de medicina Enya Egbe, 26 anos, que saiu da sala onde tinha aula de anatomia, aos prantos, é bastante comovente. O estudante não se controlou ao ver o corpo do amigo, o qual teria que analisar, bem a sua frente.

Enya estava na Universidade de Calabar, na Nigéria, com outros alunos em volta de três mesas com um corpo em cada uma delas. Quando Enya se aproximou não conteve o susto e gritou. Tinha acabado de ver o corpo de seu amigo Divine.”Costumávamos ir a clubes juntos”, ele me contou.

“Tinha dois buracos de bala no lado direito do peito dele”. Enya foi achado por Oyifo Ana, no lado de fora, aos prantos.”A maioria dos cadáveres que usamos na escola tinham marcas de balas. Eu me senti muito mal quando percebi que algumas daquelas pessoas poderiam não ser criminosos de verdade”, contou Ana.

Egbe conseguiu contatar a família de Divine que estava a sua procura. Segundo informações, Divine teria desaparecido junto com três amigos após terem sido presos por agentes de segurança quando voltavam de uma festa. A família pôde recuperar o corpo do jovem.

O trauma foi tão grande que Egbe abandonou os estudos por algumas semanas. Dizia que imaginava Divine em pé ao lado da porta da sala de anatomia. Concluiu os estudos um ano após os seus colegas e atualmente trabalha em um laboratório. Alguns oficiais envolvidos na morte de Divine foram demitidos com o empenho da família que lutou contra injustiças naquele país.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Mesmo sem comorbidades, Estudante de medicina de 33 anos morre de Covid-19 e causa comoção em sua pequena cidade

Uma triste notícia circulou nas redes e emocionou os internautas nesta manhã de quinta-feira (11). O estudante de medicina Antonio Francisco Bertocco Júnior, de 33 anos foi mais uma das vítimas da grave pandemia do coronavírus. Ele ficou cerca de cinco dias internado na UTI lutando bravamente contra a doença.

Antônio era residente da pequena Avanhadava de pouco mais de 13 mil habitante no interior de São Paulo, a 479 km da capital paulista. Durante o agravamento da doença, Junior teve que ser encaminhado para um hospital de Penápolis, já que a cidade onde ele residia não possui hospital adequado para tratar a doença.

O rapaz durante 15 dias apresentou apenas sintomas leves, porém, uma súbita piora levou o rapaz a ser entubado. “No domingo (7) houve necessidade de intubação orotraqueal. [O quadro clínico] continuou com piora severa e progressiva, e evoluiu para óbito ontem”, explicou o diretor técnico da Santa Casa, onde o rapaz ficou internado, Sidnei Albregard.

O jovem era estudante de medicina e não sofria de nenhuma comorbidade conhecida. Além disso, o rapaz havia sido imunizado com a primeira dose da Coronavac em fevereiro. Porém, infelizmente, Júnior não havia tomado ainda a segunda dose do imunizante e não desenvolveu inteiramente a proteção contra o coronavírus.

Da redação Acontece na Bahia.

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.