Sargento da PM é morto a tiros em estacionamento de supermercado em Juazeiro

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (2). O sargento da Polícia Militar Josivan Rodrigues da Fé foi assassinado a tiros na tarde desse domingo (1º), na cidade de Juazeiro, 507 km distante de Salvador. O policial que era lotado na 91ª CIPM, em Capim Grosso, BA, foi morto no estacionamento do supermercado Atacadão, em Juazeiro.

De acordo com informações preliminares, alguns homens chegaram até o local em um veículo e efetuaram disparos contra o agente de polícia que não teve chance de reagir a ação. O policial foi atingido na cabeça no estacionamento do supermercado, que fica localizado no bairro Itaberaba.

Ainda não há informações sobre o que teria motivado a morte do policial militar e a autoria ainda é desconhecida. O sargento não estava de serviço no momento em que foi executado. A Polícia Militar realizou rondas pela localidade com o objetivo de capturar os responsáveis por este crime.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

publicidade

Pai é impedido de entrar em hospital, e para animar filho com câncer dança no estacionamento

Chuck Yielding, pai de um garoto de 14 anos com leucemia, resolveu dar uma força pro filho, mesmo a distância, já que apenas a mãe podere ficar com ele no tratamento, durante a pandemia.

Mesmo do lado de fora do Hospital Cook Children’s Medical Center, Chuck chama a atenção com uma dança improvisada e divertida pra alegrar o filho Aiden na quimioterapia.

Todas as terças-feiras, enquanto Aiden está no hospital com Lori, Chuck aparece no estacionamento do lado de fora.

Com um alto-falante e músicas alto astral, ele marca presença toda semana com uma nova coreografia e arranca sorrisos do filho.

“É divertido tentar adivinhar o que ele vai fazer. E isso anima”, disse Aiden.

A família é de Fort Worth, Texas, EUA e a mãe Lori trabalha no Hospital.

Aiden não é o único que gosta de ver o repertório de dança chuck. Os funcionários do hospital ficam esperando as performances.

“Família é tudo, união é tudo. Mesmo quando você não pode ficar junto como uma família, a gente encontra maneiras de estar de alguma forma”, disse a mãe.

Quanto a Chuck, ele revela que faria qualquer coisa pra ajudar o filho, como raspar a cabeça, o que fez quando o filho perdeu os cabelos pela primeira vez.

“Faço qualquer coisa para melhorar um pouco o ânimo do Aiden”.

As danças também são uma forma de mostrar a Aiden que ele não está passando pelo  tratamento sozinho.

O pai está ali com ele, mesmo a três andares de distância!

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Social.

publicidade