Esposa que matou o marido enquanto dormia por um ataque de ciúmes, depois dele ter sido convidado para uma festa, na qual ela também foi, está em liberdade e família clama por justiça

Uma notícia revoltante está sendo destaque neste domingo (16). Isso porque mesmo depois de aproximadamente três anos de um crime brutal, a família da vítima Bruno Almeida, ainda clama por justiça.

Entenda: Em 2018, o jovem Bruno Almeida foi assassinado a facadas e a principal suspeita é a esposa, que teria tido um ataque de ciúmes. Segundo informações, ele havia recebido uma mensagem de uma amiga o chamando para uma festa. Enciumada, ela o matou com uma facada no peito enquanto ele dormia. Mas não é só isso. Andressa matou o companheiro antes de ler a parte em que ela também era convidada.

Após o crime, os vizinhos ouviram gritos de socorro de Andressa e segundo as testemunhas, ela teria começado a gritar depois de encontrar o marido no chão. Bruno foi encaminhado para o Hospital Pronto Socorro Mário Pinotti, em Belém, no Pará, mas já teria chegado sem vida ao local.

Os dois estavam juntos há 7 anos e eram considerados um casal feliz nas redes sociais. Porém, Andressa sempre expôs os ciúmes que sentia do marido. Em uma postagem no Facebook, em 2017, ela publicou a seguinte frase: “Será que é só eu que sinto uma vontade louca de matar o marido as vezes?”

Image

O crime pode ser considerado homicídio qualificado e dependendo das investigações, a pena pode ser de até 25 anos de prisão. Porém, ela responde em liberdade e no ano passado a  família ainda clamava por justiça. Segundo os familiares, ela vive sua vida normalmente e até o ano passado, estava com um novo namorado.

Imagem

Ainda de acordo com os relatos de amigas, Andressa era uma pessoa normal com todos, mas exagerada nos ciúmes com o marido.

“Com ele, sim, sempre foi desse jeito, tinha muito ciúmes. Conosco, era uma pessoa tranquila, muito amiga. Ela tem vários afilhados por sempre gostou de ajudar todo mundo”, disse uma amiga

“Ela era uma pessoa possessiva, já chegou a desconfiar até mesmo de nós, amigas dela”, continuou.

Em sua conta no Instagram, que hoje está desativada, Andressa tinha colocado a seguinte frase em sua biografia: “Lembre-se sempre que sou humana. E me julgar nunca caberá a você. Então viva a sua vida e deixe a minha. Desejo o dobro do que desejares para mim”.

Image

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.