Homem suspeito de roubar arma de Policial Civil e matá-lo enquanto estava sendo preso em flagrante é incluído na lista de mais procurados do Ceará

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de segunda-feira (3). O suspeito de matar o escrivão Aloizio Alves de Lima Amorim, 60, identificado como Antônio Josivan Lopes Silva, 30, foi incluído na lista de foragidos mais procurados do estado do Ceará.

Aloizio era policial Civil e trabalhava como escrivão da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) há 10 anos. Ele foi morto na última sexta-feira, 30, no município de Tauá, na região do Sertão dos Inhamuns.

O suspeito de ter cometido o crime responde a tráfico de drogas, homicídio e latrocínio. No momento em que cometeu o assassinato, ele estava sendo preso em flagrante por tráfico de drogas, na Delegacia Regional de Tauá, e, enquanto o escrivão Aloizio Alves registrava seu depoimento, Antônio pegou a arma do policial, disparou e fugiu.

Infelizmente, o escrivão não resistiu aos ferimentos e faleceu no local.

“A SSPDS ressalta que o objetivo da divulgação é impulsionar denúncias que auxiliem na localização do investigado” afirmo o órgão.

Além disso, eles reiteraram, “que todos os recursos disponíveis no Sistema de Segurança do Estado estão sendo empregados para que a prisão do suspeito aconteça o mais rápido possível”.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Enquanto registrava depoimento, policial veterano é assassinado dentro da delegacia: “Ele conseguiu pegar a arma do agente”

Uma Noticia impactante tem sido destaque nesta sexta-feira (30). Isso, porque uma policial escrivão acabou sendo morto enquanto colhia depoimento de suspeito.

O caso aconteceu na cidade de Tauá, localizada a 347 Km de Fortaleza, Ceará, na madrugada desta sexta-feira (30). O escrivão da policia civil Aloizio Alves de Lima Amorim, de 60 anos, registrava o depoimento de Antônio Josivan Lopes Silva, de 30 anos, que estava sendo autuado em flagrante por tráfico de drogas, na Delegacia Regional da cidade.

Segundo informações da Polícia, Josivan realizou os disparos contra o escrivão após conseguir pegar a arma do policial. Foram realizados os primeiros socorros ainda na delegacia, porém o agente não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Após o crime, o homem conseguiu fugir. O secretário de Segurança Publica e Defesa Social Sandro Caron determinou o envio de reforços policiais para a região e disponibilizou aparo necessário para que Antônio Josivan seja capturado o mais rápido possível. Logo que tomou conhecimento do crime, o delegado geral da Polícia Civil, Sérgio Pereira, viajou para a região para acompanhar o caso. Equipes de policiais civis de delegacias de todo o Estado foram enviadas para a área, além de composições da Polícia Militar.

Aloizio Alves de Lima Amorim trabalhou na Polícia Civil durante dez anos, três meses e 20 dias. O escrivão prestou serviços no Grupo Provisório de Investigação e Homicídios, na Delegacia Municipal de Parambu, além das Delegacias Regional de Juazeiro do Norte e Regional de Tauá, onde estava lotado desde 2014. Em nota, a Polícia Civil reconhece os relevantes serviços prestados à sociedade cearense pelo policial civil, lamenta a partida precoce do policial que tanto contribuiu no combate à criminalidade no Ceará e coloca o aparato da instituição à disposição da família dele.

Agentes realizam diligências para capturar o suspeito. Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) ajuda nas buscas.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Delegada e escrivão da Polícia Civil são presos pelo Gaeco acusados de extorquir agente da PRF

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (23). Foram presos nessa quinta-feira (22), uma delegada e um escrivão da Polícia Civil suspeitos de praticarem o crime de concussão, que se caracteriza pela exigência de vantagem indevida por agente público. A servidora Maria Solidade de Souza, foi alvo de investigação e teve o mandado de prisão preventiva decretado por tentar extorquir um agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Na operação também foi apreendido uma certa quantidade de dinheiro em espécie que não teve a soma total informada. Além do dois mandados de prisão, também foram expedidos três mandados de busca e apreensão.

Esta operação denominada ‘’Cara de Pau’’, foi deflagrada pelo Núcleo de controle da atividade policial ( NCAP), em parceria com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), do Ministério Público da Paraíba. A delegada Maria Solidade foi alvo de investigação em 2016, suspeita de desvio de valores oriundos dos pagamentos de fianças.

Veja a nota emitida pelas autoridades.

‘’O Núcleo de controle da atividade policial ( NCAP), em conjunção de esforços com Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – GAECO -, do Ministério Público da Paraíba, desencadeou no dia de hoje a operação Cara de Pau, com a finalidade de cumprir dois mandados de prisão e três de busca e apreensão, em face de uma delegada de polícia civil do Estado da Paraíba e seu escrivão, pela prática de concussão’’.

Da redação do Acontece na Bahia


Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.