Polícia Civil indicia homem suspeito de ter matado a própria esposa colocando uma substancia toxica na cerveja

Uma notícia chocante tem repercutido ainda nesta segunda-feira (10). Isso, porque um homem foi indiciado sob suspeita de matar a esposa envenenada.

A Polícia Civil indiciou, nesta segunda-feira (10), um homem de 42 anos, por envenenar a esposa pondo o anticongelante dietilenoglicol na cerveja que a vítima estava tomando. O caso aconteceu em abril na cidade de Mateus Leme, região metropolitana de Belo Horizonte.

As investigações apontaram que o suspeito comprou a substancia toxica no dia 15 de fevereiro pela internet, por cerca de R$ 35, mas guardou o momento oportuno para colocar o produto na bebida da esposa. A mulher consumiu a cerveja envenenada no dia 11 de abril, quase dois meses depois.

A perícia feita no corpo da vítima comprovou a presença do dietilenoglicol. Os investigadores também ouviram testemunhas que confirmaram que o relacionamento do casal era conturbado. Este foi um dos fatos que teria motivado o homem a envenenar a esposa.

O suspeito foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil, uso de veneno, com recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima e feminicídio. Ele está preso desde o dia 19 de abril.

Gisele Lidiana, de 37 anos, foi internada em um hospital de Mateus Leme dois dias após consumir a cerveja oferecida pelo marido. Horas depois, o estado de saúde da mulher se agravou e ela foi levada para um hospital de Contagem. Gisele morreu na última sexta-feira (7), após 24 dias internada.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Marido tenta envenenar esposa com substância tóxica em cerveja e é preso; A substância é a mesma encontrada no caso Backer

Uma notícia está sendo destaque nesta quinta-feira (22). Um homem de 42 anos foi preso depois de ser considerado suspeito no envenenamento da esposa, de 37 anos, em Mateus Lemes, Belo Horizonte, por motivos conjugais e financeiros. Para envenena-la, ele usou uma substância tóxica na bebida da mulher, o dietilenoglicol, a mesma encontrada no caso das cervejas Backer, que se caracterizou pelo seu poder destrutivo.

O casal estava junto há 19 anos e possuíam dois filhos, de um 8 anos e outro de 17 anos. Segundo a delegada do caso, o homem teria comprado a substancia por R$35 na internet em fevereiro deste ano. “O autor colocou a substância no copo de cerveja da esposa que ingeriu a bebida e logo após começou a passar mal. A vítima encontra-se internada em estado grave em razão desse envenenamento.”, disse Lígia Mantovani, delegada.

A delegada ainda revela que ele confessou a autoridade do crime. “O autor, se dizendo arrependido, ligou para o hospital, contou às atendentes do envenenamento, relatando que aquele estado de saúde da esposa se devia ao fato do envenenamento em razão dessa substância e logo após já compareceu na polícia para esclarecer os fatos. De pronto a Polícia Civil representou pela prisão preventiva dele, que foi concedida pelo Poder Judiciário.”, finalizou.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Família de Tom Veiga pensa em exumar o corpo do artista por suspeita de envenenamento

Uma notícia está sendo destaque nesta terça-feira (06).  A família de Tom Veiga, conhecido por interpretar o Louro José, está pensando em exumar o corpo do artista pois estão suspeitando de envenenamento.  A informação foi passada pela coluna do jornalista Léo Dias, e segundo ele, a ex-mulher de Tom, Cybelle Hemínio da Costa Veiga, teria conseguido que Tom fizesse um testamento e a incluísse, além dela conseguir uma pensão de 18 mil reais por um ano no inventário.

Tom Veiga teria tentado tirar o nome da mulher antes de ser encontrado morto 20 dias depois, e que tinha, inclusive, entrado em contato com um amigo para ser testemunha. Tom Veiga também teria dito que iria acompanhar a instalação das câmaras de segurança da sua casa.

Por conta disso, a família, principalmente os filhos, que consideram Cybelle uma mulher agressiva e ameaçadora, estão tentando exumar o corpo e ainda tirá-la do testamento de Tom Veiga.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Feira de Santana: Cerca de 70 gatos são encontrados mortos em bairro da cidade e moradores suspeitam de envenenamento

Uma notícia está sendo destaque nesta segunda-feira (22). Cerca de 70 gatos de rua foram encontrados mortos durante esse primeiro trimestre de 2021 no bairro Sim, de Feira de Santana e a suspeita dos moradores é de envenenamento. Uma moradora, inclusive, chegou a encontrar quatro gatos mortos com sinais de intoxicação e denunciou aos órgãos de defesa aos animais.

“O que a gente puder fazer para ajudá-los, como a Associação mesmo está querendo castrá-los, que é uma boa ideia castrar e colocar para adoção. É a melhor solução, do que deixar eles vulneráveis, entregues a própria sorte”, disse a moradora que não quis ser identificada.

Outros moradores também chegaram a relatar esses sinais nos gatos mortos, que eram encontrados em telhados, terrenos baldios e no meio da rua.

“Todos [foram encontrados] com os mesmos aspectos: o pelo todo retorcido, todo tortinho, encolhidinho, com sinal de envenenamento, com a língua do lado de fora e as pupilas bem dilatadas”, comentou outra moradora.

Com toda essa situação, os moradores do bairro estão catalogando os gatos para que sejam castrados e doados.

“A gente está buscando catalogar todos esses animais, separar por macho e fêmea, então levantar um dinheiro juntamente com os moradores do bairro para fazer a castração, encontrar um lar temporário e depois levá-los a um lar definitivo”, explicou Késia Fernandes, que faz parte da Comissão de Proteção aos Animais da Associação de Moradores.

O presidente da associação, Douglas Cara, chegou a comentar que diversas denuncias foram feitas por conta do incomodo com os gatos, “por causa do barulho e da bagunça”.

“A gente vê animais de situação de rua aumentando o número. Têm moradores que abraçaram a causa e alimentam esses animais abandonados. Mas está gerando alguns problemas, porque esses animais estão se reproduzindo muito, então eles entram em casa de vizinhos que não querem animais em casa, que não podem, porque são alérgicos ou têm crianças alérgicas. Então a gente está vendo aumentar as discussões por causa disso”, relatou.

O caso foi denunciado a Comissão de Defesa Animal da OAB de Feira de Santana.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Regional.