Bolsonaro afirma que, para Lula se eleger ‘na fraude’, STF planeja vetar o retorno do voto impresso

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (1).Em conversa com seguidores nesta quinta-feira, o presidente Bolsonaro afirmou que três ministros do STF planejam barrar o retorno do voto impresso nas eleições de 2022.O presidente afirmou que os ministros estão nos bastidores atuando contra a proposta.

“Tem uma articulação de três ministros do Supremo para não ter voto auditável. Se não tiver, eles vão ter que apresentar uma maneira de termos eleições limpas. Se não tiver, vão ter problemas no ano que vem. Eu estou me antecipando a problemas para o ano que vem. Como está aí, a fraude vai ser escancarada.”

O chefe do executivo federal não citou nomes, mas acusou os ministros do STF de tornar o ex-presidente Lula elegível para que pudesse ganhar em 2022, por meio de ‘‘fraude’’. Mas não é só isso…

“Já está arranjado dinheiro para as eleições, para comprar as impressoras. Então, nós queremos eleições limpas no ano que vem, porque tiraram o Lula da cadeia, tornaram elegível para ele ser presidente na fraude, isso não vai acontecer”, disse.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Tribunal dá 15 dias para Bolsonaro apresentar provas de supostas fraudes nas eleições de 2018

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (22).O ministro Luís Felipe Salomão, corregedor-geral da Justiça Eleitoral, estabeleceu um prazo de 15 dias para o presidente Bolsonaro apresentar provas de supostas fraudes nas urnas eletrônicas no pleito de 2018. De acordo com portaria editada pelo ministro, todas as autoridades que relatarem fraudes no processo eleitoral ficam obrigadas a apresentar provas no prazo de 15 dias.

O magistrado ainda solicitou a abertura de processo administrativo para apurar fatos que possam ter comprometido as eleições de 2018 e 2020. De acordo com o ministro o objetivo é conhecer possíveis falhas e preparar o sistema eleitoral para a disputa no ano que vem. Mas não é só isso…

“Considerando o teor das manifestações indicadas no anexo da portaria, que sugerem haver inconformidades no processo eleitoral, oficie-se às autoridades que as tenham produzido para que apresentem, no prazo de 15 dias, evidências ou informações de que disponham, relativas à ocorrência de eventuais fraudes ou inconformidades”, decidiu o ministro.

O ministro tomou esta decisão em meio a críticas feitas pelo presidente Bolsonaro às eleições de 2018 que segundo ele foram fraudadas e que impediram a sua vitória em primeiro turno. A decisão do ministro é embasada também por várias declarações feitas pelo presidente Bolsonaro ao sistema eletrônico adotado no Brasil ao longo desses anos.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Em entrevista, João Amoêdo comenta sobre eleições de 2022, se coloca como terceira via e defende impeachment de Bolsonaro: “Gestão desastrosa”

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de quarta-feira (28). Em entrevista ao site Metrópoles, o atual candidato à presidência nas eleições de 2022, João Amoêdo (Novo), afirmou que ainda acredita em uma possível vitória contra o ex-presidente Lula (PT) e o atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas eleições de 2022. “Temos que ter [um caminho]. Eu não me conformo, não entreguei os pontos”

“Eu não acredito que em um país com mais de 210 milhões de pessoas a gente fique à mercê de uma pessoa que, apesar do processo ter sido extinto, foi, sim, colocado como criminoso, tem as provas. Quer dizer, ele participou de esquema de corrupção. E de um outro que tem feito uma gestão totalmente desastrosa, brasileiros estão morrendo todos os dias por causa de uma gestão irresponsável. Não dá para imaginar que a gente fique entre essas duas opções e fique tranquilo”, afirma Amoêdo.

O fundador do partido Novo afirma também que não foi surpreendido com a notícia que o apresentador Luciano Huck teria renovado o contrato com a Globo e adiado os planos na política: “Eu já imaginava”.

Amoêdo também comentou sobre a CPI da Covid e um possível processo de impeachment: “Acho que a CPI pode ajudar a dar mais argumentos para o impeachment. Mas, do ponto de vista jurídico, há uma série de crimes cometidos pelo presidente da República que seriam suficientes para abrir o processo.”, afirmou, se colocando a favor do impeachment de Bolsonaro.

“Depois de toda essa gestão desastrosa, com a quantidade de brasileiros que estão morrendo, de desempregados, se isso não é suficiente para a gente abrir um processo [de impeachment], o que seria?”, indagou.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Em entrevista, ex-presidente Lula afirma que Bolsonaro perderá as eleições de 2022 para um candidato progressista e que torce para ser alguém do PT

Uma notícia vem sendo destaque neste domingo (07). O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) declarou em uma entrevista ao jornal espanhol El Pais, que  tem convicção da derrota de Bolsonaro para um candidato progressista nas eleições de 2022, e ainda que o PT seria capaz de vencer, apesar da grande rejeição que o partido vem tendo nos últimos anos.

O ex-presidente diz:
“O Bolsonaro vai perder as eleições, e a vitória será de alguém progressista, espero que seja o PT”
“Estou absolutamente certo de que podemos ganhar as eleições novamente. O que parece impossível hoje será possível amanhã. Este país é poderoso. Não quero que a sociedade vote em um Trump ou em um troglodita como o Bolsonaro nunca mais”

Ainda na entrevista, Lula informou que se colocaria à disposição de concorrer ao cargo de presidente caso outras lideranças de esquerda apoiem. Além disso, ele deixou claro que a sua idade, 75 , não é um empecilho:

“Não preciso necessariamente ser candidato a presidente, porque já fui. Mas estou com ótima saúde, e Joe Biden é mais velho do que eu e governa os Estados Unidos. Em 2022, terei apenas 77 anos, um garoto. Se quando chegar o momento os partidos de esquerda entenderem que posso representá-los, não tenho problema”

Porém, o ex-presidente ainda está inelegível por conta das condenações da Lava Jato, mesmo tentando reverter a situação no STF. Assim, ele chegou a citar sobre Fernando Haddad:
“O PT, porém, tem outras opções, como Fernando Haddad e alguns governadores. A única possibilidade de ser eu, porque não vou disputar com ninguém, é que as pessoas entendam que sou o melhor candidato. Do contrário, ficarei contente em sair às ruas para fazer campanha por um aliado nosso”

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.