Mandetta desiste de concorrer à presidência da República nas eleições de 2022

Uma decisão tem repercutido e gerado muitos comentários nesta quinta-feira (25). O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM), afirmou que não pretende mais disputar a Presidência da República em 2022. Mandetta revelou seu posicionamento ao comando do União Brasil, partido político que será criado a partir da fusão entre DEM e PSL.

Mandetta disse na reunião com a direção do partido, que prefere concorrer a um cargo legislativo no Mato Grosso do Sul. O site Poder 360 havia informado anteriormente sobre a possível desistência de Mandetta das eleições em 2022.

Com a saída do ex-ministro da Saúde da lista de candidatos que disputarão as eleições no ano que vem, o União Brasil tem a liberdade de apoiar outro nome da chamada “terceira via”. O nome escolhido vai ter pela frente o ex-presidente Lula, que atualmente aparece na liderança das pesquisas eleitorais, seguido de perto pelo atual presidente Jair Bosonaro.

O presidente do PSL, Luciano Bivar, (que vai presidir também o União Brasil), disse que o partido tem a liberdade de optar por um desses nomes para a terceira via: o ex-ministro Sérgio Moro, do Podemos; o candidato do PSDB, que ainda espera definição de um nome nas prévias entre os governadores João Doria (SP) e Eduardo Leite (RS); ou o MDB, que lançará a pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MS).

O partido ainda estuda a escolha de um nome, mas não descarta uma candidatura própria.”Estamos vendo quem aceitará efetivamente ser o candidato. Estamos considerando também outras candidaturas (de outros partidos), como a gente pode se agrupar, com o MDB, o PSDB e o Podemos”, afirmou Bivar ao Estadão.

Diante da saída de Mandetta da corrida presidencial, o União Brasil ainda não apresentou um substituto que tenha a intenção de disputar as eleições no ano que vem. O ex-juiz Sergio Moro fez sua filiação partidária no último dia 10 de novembro e já articula alianças com algumas legendas e tem procurado aproximação com União Brasil, Novo, Patriota, Cidadania e Republicanos.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

Bolsonaro afirma que, para Lula se eleger ‘na fraude’, STF planeja vetar o retorno do voto impresso

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (1).Em conversa com seguidores nesta quinta-feira, o presidente Bolsonaro afirmou que três ministros do STF planejam barrar o retorno do voto impresso nas eleições de 2022.O presidente afirmou que os ministros estão nos bastidores atuando contra a proposta.

“Tem uma articulação de três ministros do Supremo para não ter voto auditável. Se não tiver, eles vão ter que apresentar uma maneira de termos eleições limpas. Se não tiver, vão ter problemas no ano que vem. Eu estou me antecipando a problemas para o ano que vem. Como está aí, a fraude vai ser escancarada.”

O chefe do executivo federal não citou nomes, mas acusou os ministros do STF de tornar o ex-presidente Lula elegível para que pudesse ganhar em 2022, por meio de ‘‘fraude’’. Mas não é só isso…

“Já está arranjado dinheiro para as eleições, para comprar as impressoras. Então, nós queremos eleições limpas no ano que vem, porque tiraram o Lula da cadeia, tornaram elegível para ele ser presidente na fraude, isso não vai acontecer”, disse.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.