Médico brasileiro preso no Egito é solto e retorna ao Brasil

Uma notícia está sendo destaque nesta segunda-feira (07). O médico brasileiro Victor Sorrentino, que foi preso no Egito por assediar  e fazer piadas sexuais com uma mulher mulçumana, é solto e já retornou ao Brasil.

A informação foi passada pela assessoria de imprensa do próprio médico. Em nota, eles disseram:

“Comunicamos que o cidadão e médico, Victor Sorrentino, está de volta ao Brasil após prestar todos os esclarecimentos solicitados e ser liberado pelas Autoridades Egípcias. A prioridade é o reencontro com a família e, oportunamente, vai se manifestar publicamente sobre o ocorrido. A Família Sorrentino agradece a todos que torceram e que, de alguma forma, tiveram participação para que este desfecho ocorresse o mais rapidamente possível”.

Victor foi preso no último dia 30 após o governo do Egito tomar conhecimento do vídeo  publicado por ele fazendo piadas sexuais e assediando uma comerciante mulçumana. Assim, quando estava a caminho do Aeroporto Internacional do Cairo, ele foi levado ao Ministério Público do país. Com a mulçumana, ele falava em português para que a mulher não entendesse e “caísse” na brincadeira. Em um trecho, ele chega a dizer “Vocês gostam mesmo é do bem duro, né? Comprido também fica legal, né?”.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Família do médico brasileiro preso no Egito escreve carta pedindo desculpas

Uma notícia está sendo destaque nesta quinta-feira (03). A família do médico brasileiro preso no Egito por assediar  e fazer piadas sexuais com uma mulher mulçumana, publicou hoje, uma carta pedindo desculpas.

A mensagem, por sua vez, está escrita tanto em inglês, como em árabe. Nela, a família se desculpa e se solidarizam com com a vitima, a família dela e todo os egípcios.

“Quanto aos recentes acontecimentos ocorridos no caso do médico brasileiro Victor Sorrentino, no Egito, e aos danos morais e materiais que causou a todos os afetados. Nós, da família de Victor Sorrentino, e em nome de Victor, apresentamos um pedido oficial de desculpas à vítima, a sua família e a todos os que tocaram no assunto. A todo o querido povo egípcio e todos os funcionários do Estado do Egito.

Nossos mais sinceros sentimentos e empenho na reparação de todos os danos materiais e morais.

Solicitamos o recebimento de nossas desculpas”, dizia a carta.

Victor foi preso no último dia 30 após o governo do país tomar conhecimento do vídeo  publicado por ele fazendo piadas sexuais e assediando uma comerciante mulçumana. Ele falava em português para que a mulher não entendesse e “caísse” na brincadeira.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.