Conselheira Tutelar de 42 anos é morta na frente do filho: “No carro dela haviam R$ 18 mil”

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quinta-feira (24). O assassinato da Conselheira Tutelar e advogada Lucia Elen Vaz de Souza, 42 anos, está sendo investigado pela Polícia Civil de São Paulo. A vítima foi executada na frente do filho, na zona norte da capital, e a polícia investiga o envolvimento dela com a venda de terreno utilizando documentos falsos.

Lucia Elen foi executada na rua Paraná, no Tremembé, zona norte de São Paulo, nessa terça-feira (22), em um lugar estratégico escolhido por não ter câmeras de segurança. A Conselheira Tutelar foi morta no momento em que voltava pra casa e estava em companhia do filho de 12 anos, o qual não sofreu nenhum ferimento apesar de presenciar de perto o que aconteceu. O veículo que Lucia estava foi fechado ainda em movimento e ela foi abordada e retirada do interior do veículo por três homens encapuzados.

Os assassinos executaram a vítima com três disparos de arma de fogo na frente do filho e fugiram na sequência. Foram encontrados com a vítima R$ 18 mil em dinheiro, sendo que parte do valor estava em uma pasta e cerca de R$ 9 mil estavam escondidos no sutiã de Lucia. Mas não é só isso…

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga se o assassinato da mulher tem alguma ligação com a venda de terrenos na região onde ela morava e o uso de documentação falsa. A polícia também analisa o envolvimento da vítima com um ex-companheiro que faz parte de organização criminosa e no momento está preso. Colegas de trabalho de Lucia serão ouvidos e o crime foi registrado no 73º Distrito Policial do Jaçanã e o DHPP conduz as investigações.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.