Caravelas: Peixes apreendidos de pescadores ilegais são doados para famílias carentes e entidades sociais; quase meia tonelada de peixe foi doada

Uma boa notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de quarta-feira (7). Mais de 400 quilos de peixes foram doados através da Secretaria de Assistência Social e Cidadania para cerca de 70 famílias carentes. Os candidatos foram escolhidos baseado no cadastro do CRAS (Centro de Referência da Assistência Social). Moradores dos bairros amor Alcântara, Ramal, Ponta de Areia e São Judas Tadeu foram beneficiados.

Além disso, uma parte dos peixes foi doada para o Lar dos Idosos Santo Antônio, Hospital Municipal de Caravelas e duas igrejas evangélicas, uma em Caravelas e outra em Ponta de Areia.

Os peixes doados foram apreendidos de pescadores ilegais no Parque Nacional dos Abrolhos. Assim, após a prisão, o pescado foi encaminhado para Secretaria de Assistência Social que encaminhou o material para doação.

De acordo com a Secretária de Assistência Social e Cidadania, Ayna de Souza, “a distribuição seguiu critérios objetivos para auxiliar as famílias e instituições públicas, com relevantes serviços sociais”.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Após se sensibilizar, Wesley Safadão doa casa mobiliada à família carente no interior nordestino: “Ficamos tocados”

Uma bela história chamou a atenção dos internautas nesta manhã de sexta-feira (19). O cantor cearense Wesley Safadão e a esposa, Thyane Dantas, deram exemplo de empatia esta semana ao compartilhar em suas redes sociais um momento de solidariedade com uma família carente de Aracoiaba, no interior do Ceará, ao presenteá-los com uma casa mobiliada.

A história começou quando o casal conheceu a Dona Mimi em 2020, a mãe da família, quando faziam doações de cestas básicas na região. O cantor se emocionou ao ver a situação que a família vivia e decidiu ajuda-los.

A casa foi entregue por ações da ONG W Solidário, um projeto social criado por Wesley, que tem ajudado diversas famílias em situação de vulnerabilidade.

O cantor relatou sobre a vida da família antes da doação e como isso o sensibilizou: “Ficamos tocados, porque aqui era a antiga casa da Dona Mimi e aqui ao lado é a nova casa. Acho que a palavra certa para hoje aqui é dignidade. Um pouco mais de dignidade para a Dona Mimi e seus dois filhos”

Além da casa, Wesley Safadão e sua esposa também presentearam a senhora com os móveis e eletrodomésticos que a família precisava.

Wesley aproveitou a situação para falar sobre empatia em momentos difíceis e a importância de ajudar o próximo. “Criamos o W Solidário com o intuito de receber, organizar e executar ações transformadoras, tudo aquilo que preenche o coração e nos faz acreditar em dias de sol. Se esse vídeo por acaso tenha te tocado, lembre-se que todos nós temos o poder de fazer a vida de alguém melhor, seja através do auxílio com recursos ou uma simples palavra amiga”, afirmou o cantor.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Mulher que faleceu após alergia a tinta de cabelo não poderá doar seus órgãos

A triste história da mulher de 34 anos que faleceu após uma reação alérgica a uma tinta de cabelo ganhou mais um capitulo nesta segunda-feira (15). Por conta da alergia, a mulher não poderá ter seus órgãos doados.

Segundo os médicos da Santa Casa de Catalão, onde ela estava internada em estado gravíssimo na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e onde a operação seria realizada, as complicações no organismo da vítima  impediram com que os órgãos fossem capitados. Karine de Oliveira Souza seria doadora de coração, pulmão, rins e fígado, porém, foi encontrada muita secreção purulenta na região da cavidade abdominal e uma trombose no intestino assim que se iniciou a cirurgia.

De acordo com as fontes, antes do procedimento de capitação dos órgãos, não foram identificadas as complicações. Ainda foi informado que os rins de Karine, caso fossem capitados, seriam doados a dois pacientes de Goiânia. O pulmão e o coração seriam doados a duas pessoas de São Paulo e o fígado iria para um paciente de Minas Gerais.

A marca da tinta de cabelo que causou a morte de Karine não foi divulgada, mas foi confirmado ser de uma marca importada. Antes da morte, a mulher foi avisada de médicos que não poderia usar tintas capilar, pois ela teria sido diagnosticada com alergia grave a qualquer produto.

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Família da mulher que faleceu após reação alérgica à tinta de cabelo autoriza doação de órgãos da vítima

A triste história da mulher que faleceu após um química no cabelo ganhou um novo capítulo que está repercutindo neste domingo (14). Para lembrar, na última semana, a auxiliar administrativa Karine de Oliveira Souza faleceu após uma reação alérgica a uma tinta de cabelo. A causa do óbito foi morte encefálica

Agora, a família autorizou a doação dos órgãos da mulher. A informação foi confirmada pela Santa Casa de Misericórdia de Catalão. De acordo com as informações, o corpo de Karine ainda está no hospital e a retirada dos órgãos devem ser feita amanhã, dia 15. Para saber quais órgãos poderão ser doados é preciso que os exames sejam concluídos, e isso deve acontecer também até amanhã.

Em uma entrevista dada a a equipe médica da Central Estadual de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos de Goiás (CNCDO-GO), os familiares informaram que desde o conhecimento da morte da mulher, a Santa Casa foi informada sobre a autorização da doação dos órgãos.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.