“Dei um tapa na cara dela porque vi” diz viúva de MC Kevin ao falar da modelo que estava com o cantor

Uma notícia está sendo destaque nesta sexta-feira (21). A viúva do Mc Kevin, a advogada criminalista Deolane Bezerra, deu a sua primeira entrevista desde a morte do cantor e explicou alguns momentos que aconteceram desde então, como a briga entre ela e a acompanhante, Bianca Dominguez, que estava com o MC no momento do acidente.

Sobre a agressão, Deolane afirmou que para ela, Bianca e o MC VK (amigo de Kevin que também estava no quarto com Bianca e Kevin), estavam combinando lá na delegacia a versão que contariam as autoridades. “Dei um tapa na cara dela porque vi ela e o MC VK cochichando. Ela falava: ‘Ele queria me beijar, e não queria’. Não sei de quem ela está falando, mas vi isso. Na verdade, queria bater no Victor [VK], só que como vi ela fazendo isso, dei um tapa na cara dela, e minhas irmãs me retiraram do local”, contou Deolane.

A advogada também falou do momento descoberta da traição. Quando descobriu, ela estava no hospital e ficou dividida entre o luto e a vergonha. “Fui traída, não sei o motivo, até porque ele [Kevin] mandou mensagens poucos minutos antes, falando onde estaria, que poderia ir lá, ligar por vídeo, mandou vídeos falando que me amava, tenho relato de amigos dele falando que ele não queria ficar com essa menina”, disse.

“Chegou um policial me convidando para ir à delegacia. Cheguei na delegacia [e perguntei:] ‘Cadê o Victor, porque ele não está aqui?’. Estou lá sentada, achando que, porque [a queda] foi da janela, a polícia teria que investigar todas as linhas. Nesse momento, o que mais pedia para Deus é que o Kevin estivesse se escondendo de mim mesmo e que fosse uma fatalidade”, completou

“Falei com o delegado, e a minha irmã já me olhava com pena. Comecei a sair do luto, um pouco, e ficar envergonhada. Não estava entendendo, mas conheço a minha irmã. Quando olhei para a minha irmã e falei: ‘Me fala o que está acontecendo’, foi quando ela me falou: ‘Tinha uma mulher lá’”, prosseguiu. “Questionava a minha irmã toda hora: ‘Como assim, ele transou com a menina? Ela não estava com o Victor?’. Queria me enganar para não passar por esse luto sendo traída. Constatei que fui traída quando li os depoimentos”, finalizou.

A entrevista foi concedida ao jornalista Roberto Cabrino, da RecordTV, nessa última quinta-feira (20).

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.