Em espera de vaga na UTI, blogueira mirim de 14 anos morre sem diagnóstico; a suspeita era de dengue e meningite

Uma notícia triste tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (4). A morte de Emily Alves Pereira da Silva,14 anos, blogueira, foi um mistério principalmente por não ter tido um diagnóstico preciso acerca dos sintomas apresentados enquanto aguardava por uma vaga em Unidade de Terapia Intensiva, em Praia Grande, litoral paulista. Havia suspeita de dengue e meningite, mas não houve confirmação: “É um anjo, tinha muitos sonhos, mas Deus a recolheu”, comentou o pai, Ismael Pereira da Silva, de 38 anos. 

De acordo com Ismael, por volta do dia 24 de março, Emily começou a apresentar sintomas como febre e dor de cabeça, foi medicada e permaneceu em casa. Como a adolescente não melhorou, ela foi levada pelos pais a unidade de saúde em Mongaguá onde mais uma vez foi medicada e voltou pra casa. Sem regredir no quadro clínico apresentado, voltou a procurar ajuda médica. 

Nessa sexta-feira (2), Emily deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Quietude, em estado grave. Segundo informações de Ismael, a filha teve uma parada cardiorrespiratória e precisou ser intubada em razão de um quadro clínico que se agravava e a urgência de internação em UTI. “Eu vi minha filha dormindo e pensei que o Senhor já tinha recolhido ela”, afirma o pai de Emily. 

O pai da adolescente confirmou que os profissionais de saúde fizeram o que estava ao alcance, mesmo depois da parada cardiorrespiratória e conservaram a medicação a fim de que ela fosse transferida. No exame feito constou uma mancha na cabeça de Emily e o pulmão estava comprometido. A suspeita era de dengue com possibilidade de ser meningite bacteriana de acordo com um médico. 

A adolescente faleceu na manhã de sábado (3) e foi sepultada no período da tarde. “Não tem mais como trazer minha filha de volta”, desabafa o pai. “Minha menina era um amor de pessoa, completaria 15 anos no fim deste mês. Muito caseira, estudiosa, inteligente, fazia vários vídeos para as redes sociais e pensava em ser famosa. Deus a recolheu e dará forças para nós”, diz Ismael. Emily contava com milhares de seguidores nas redes sociais que lamentaram a morte da adolescente. 

 

Da redação do Acontece na Bahia 

 

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.