Ipirá: Morre, aos 50 anos, o ex-delegado e ex-vereador da cidade, Caryl Oliveira, vítima de um infarto

Uma triste notícia está sendo destaque nesta segunda-feira (31). Morreu hoje, aos 50 anos, o ex-delegado e ex-vereador da cidade de Ipirá, o Caryl Oliveira. Ele sofreu um infarto e não resistiu.

Durante 14 anos Caryl atuou como delegado titular na cidade. Já em 2016, ele se elegeu pelo Solidariedade para vereador, exercendo o mandato de 2017 a 2020.

Nas redes sociais, amigos e familiares prestam homenagens e enaltecem a competência e dedicação no trabalho.

“Acabo de perder vítima de infarto um amigo, verdadeiramente IRMÃO.’. e exemplo de honradez e dignidade no exercício da função policial e na vida pública.
Incorruptível e digno. Severo contra os desmandos daqueles que infrinjam a lei.
Perseguido politicamente, saiu de Ipirá, mas deixa um legado de postura ética e trabalho em favor da sociedade.
Siga no caminho da Luz Caryl”, escreveu um amigo.

O sepultamento acontecerá hoje, na cidade de Salvador.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Regional.

“Nunca fui acusado”, diz delegado baleado em briga com noiva, um ano após o ocorrido

Um ano após o delegado Paulo Bilynskyj ser atingido por seis tiros durante uma briga com a noiva Priscila de Bairros em São Bernardo do Campo (SP), as investigações sobre o que aconteceu no dia em que a modelo morreu seguem em aberto.

Em entrevista ao “Domingo Espetacular”, da Record, Bilynskyj diz que não seria possível ele atirar: “Nunca fui acusado de nada, sempre ficou bem claro que eu era a vítima. Pelos ângulos dos disparos, era impossível fisicamente. Bala não faz curva”.

De acordo com o delegado, Priscila atirou em si mesma após realizar os seis disparos contra ele. Em entrevista ao programa, os advogados da família dela questionam o que motivou a modelo: “Dependendo o que motivou, o doutor Paulo pode responder por instigação ao suicídio”. Bilynskyj afirma que, na noite anterior aos tiros, Priscila viu uma mensagem de uma mulher no computador do namorado e não gostou. Ele diz que era uma mensagem anterior ao relacionamento dos dois, de uma admiradora do seu trabalho como policial.

Ainda segundo ele, ela disse que iria embora, para a casa de um ex, mas não saiu. Eles então dormiram em quartos separados. “A conversa dela foi muito explosiva, um comportamento que eu nunca tinha visto nela”, diz Paulo.

Textos e informações  do portal UOL

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Delegado responsável pelo caso da Creche de Saudades, divulga o depoimento do autor do crime ‘Queria matar o máximo’

Uma notícia está sendo muito compartilhada nesta sexta-feira (14), Isso porque o responsável por investigar interrogar o autor dos crimes na creche de SC, o delegado da Polícia Civil Jerônimo Marçal Ferreira, divulgou durante uma coletiva de imprensa o conteúdo do interrogatório que ocorreu enquanto o assassino estava estava internado no hospital. 

O delegado informou que o autor do crime, de 18 anos, não fez nenhuma objeção, não pediu a presença de defesa ou tão pouco ficou calado, muito por ao contrário, fez questão de responder às perguntas da Polícia Civil;

“Ele tem consciência do que fez, isso mostra que tinha discernimento de tudo. Não há qualquer indicativo que alguém tenha lhe auxiliado” disse Ferreira.

Durante a coletiva de imprensa, o delegado informou que, o rapaz contou que  no dia 4 de maio ele saiu no intervalo do trabalho, foi para casa pegar a arma e em seguida, foi para a creche às 9h50 da manhã. Além disso, o agente contou que o objetivo dele era “matar o máximo possível de pessoas”, esse foi um dos motivos para entrar rapidamente em cada uma das salas.

“Ele agiu com crueldade, frieza e covardia, e tem sim que ser responsabilizado pelos crimes graves e cruéis que cometeu” desse.

“A família se reunia para jantar, ele pegava o prato e ia para o quarto. Quando queria comprar uma roupa, pedia para que a mãe fizesse isso. Ele foi se isolando cada vez mais nos últimos tempos e entrou em um mundo onde começou a ter contato com materiais violentos [fotos e vídeos] e com pessoas que pensavam do mesmo modo, o que alimentou esse ódio nele.” acresentou. “Ele não tinha ódio contra um grupo específico, criou esse ódio generalizado. Ele tinha acesso a muito conteúdo inapropriado e contato com pessoas com pensamentos ruins e violentos, mas não tinha acesso à deep web“ detalhou.

Ferreira Marçal contou que, o adolescente tentou comprar várias vezes uma arma de fogo. Porém não conseguiu, optando por armas brancas, que conseguiu comprar facilmente pela internet, recebendo em casa, através do correio.

“Elas chegaram na casa dele cerca de cinco dias antes do ataque. A família chegou a ter contato com elas, mas não sabia do que se tratava”

O agente também acrescentou dizendo que os familiares conseguiram ver as armas, entretanto, relataram que não entenderam para que seriam utilizadas.“Todas as pessoas do seu ciclo não tinham ideia, ele nunca tinha demonstrado isso [a ideia do massacre].” detalhou.

Ainda de acordo com o portal, com informações do delegado, o principal objetivo do rapaz, era matar as pessoas com quem ele estudava na escola. Entretanto, como ele não conseguiu comprar a arma de fogo, desistiu de confrontar adolescentes na mesma idade que ele, e procurou vítimas indefesas.

“O ato dele, por si só, já seria covarde, porque foi contra crianças e mulheres que não tinham como se defender, mas mostra que ele foi ainda mais covarde” explicou.

“Ele não “se garantia” contra outras pessoas e pensou ‘vou descontar minha raiva com pessoas que não têm nada a ver comigo, inocentes, que nunca fizeram nada para ninguém’, o que mostra que é ainda mais covarde”. concluiu.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da Redação do Acontece na Bahia.he S

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Delegado da Polícia Civil morre em operação policial para cumprir mandados de prisão em Pernambuco

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (19).O delegado cearense Flávio Anderson Liberato Alves do Nascimento, de 32 anos, titular da delegacia de Polícia Civil de Brejo da Madre de Deus, em Pernambuco, foi executado neste sábado (17) no momento em que cumpria dois mandados de prisão em desfavor de um casal que era acusado de cometer um homicídio em Jataúba, cidade localizada no agreste pernambucano.

O jovem delegado trabalhava em Pernambuco desde 2018 e segundo informações da polícia pernambucana José Carlos de Santana, 43 anos, disparou contra o delegado, e logo depois foi atingido pelos agentes que acompanhavam a operação.

Os mandados de prisão foram cumpridos e o casal foi preso pelo crime acontecido anteriormente e pela morte do delegado. Houve também a tentativa de homicídio dos agentes que fizeram parte da operação.

O secretário de Saúde de Jataúba, Adalmir Holanda, informou que o delegado foi encaminhado para uma unidade de saúde com três lesões provocadas pelos disparos. Disse ainda que um dos tiros atingiu o pulmão e o coração do delegado. Informou ainda que foi acionado suporte aéreo para encaminhar o policial para uma unidade de maior porte, porém antes da transferência ele veio a óbito.

O acusado que atirou no delegado de polícia foi atingido na troca de tiros e socorrido pelos agentes, porém foi executado dentro da ambulância no trajeto para o Hospital Regional do Agreste. De acordo com informações da TV Jornal Caruaru, no momento em que a ambulância encaminhava o homem ferido para uma unidade de saúde foi interceptada por homens armados que pediram para os médicos do Samu se afastarem do local e em seguida executaram o suspeito.

O corpo do delegado Anderson Liberato foi velado na funerária Ternura, no bairro Aldeota. Por meio das redes sociais amigos e autoridades lamentaram a morte do jovem delegado. Em nota a Polícia Civil destacou o brilhantismo do profissional.’’Neste momento de dor, a PCCE agradece os relevantes serviços prestados por Flávio Anderson, bem como lamenta sua partida precoce. A morte de um jovem policial representa uma grande perda para todas Polícias do Brasil’’.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.