Dois principais acusados na morte do soldado Gilson são mortos em confronto com a polícia

Policiais do 16º Batalhão e uma guarnição da CIPE, localizaram dois indivíduos, que acabaram morrendo durante um Auto de Resistência por volta do meio dia desta segunda-feira, 04.

De acordo com a PM, tão logo repercutiu a informação de que um policial militar foi alvejado e horas depois não resistiu aos ferimentos iniciou-se os trabalhos minuciosamente e juntando todas informações até que tiveram a informação que os dois criminosos que atiraram contra o soldado Gilson estavam homiziados em dentro de um motel as margens da BA 120, na saída de Coité para Riachão do Jacuípe e quando os policiais deram voz de prisão foram recebidos a tiros. Os militares reagiram da mesma forma, alvejaram os dois e socorreram até o Hospital Português Unidade Regional de Coité, mas não resistiram.

Ainda de acordo com a PM, fica a certeza de que tenha sido os dois que atiraram no solado PM no Povoado Vista Bela, foram encontrados com a roupa informada por testemunhas e o armamento usado que ainda estava em posse deles.

Apenas de um dos criminosos, José Menélio de Sá Novais Neto, “Netinho” que segundo a Polícia tinha envolvimento com tráfico de drogas e homicídio foi identificado.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Autoridades confirmam que jovem encontrada sem vida tinha histórico de desaparecimentos

Segundo informações dos próprios familiares à polícia, eles não tinha informações do paradeiro da vítima desde 24 de setembro, essa não foi a primeira vez que a garota sumiu, relatou os familiares. O corpo foi encontrado às margens de uma estrada em Avaré. Mas afinal, o que aconteceu?

Um corpo encontrado em estado de decomposição, às margens de uma estrada, na área rural de Avaré (SP), na última quinta-feira (30) é da jovem de 18 anos que estava desaparecida desde o dia 24 de setembro.

Ficou constatada a identificação da vítima, Jennifer Eduarda da Cruz Blimblem, pelo Instituto Médico Legal, apenas no sábado (2), por causa do avançado estado de decomposição. Segundo parentes, o motivo foi que Jennifer havia desaparecido outras vezes em 2014, 2018 e 2020, apenas no dia 28 de setembro a família resolveu fazer o registro da ocorrência, relatou a Polícia Civil.

Os detalhes não foram informados pela Polícia civil, nem sobre os outros desaparecimentos, nem sobre onde foi localizada nas vezes anteriores. Após encontrar um corpo em estado avançado de decomposição, um morador acionou a Polícia Militar na quinta-feira (30). o laudo foi divulgado na manhã deste sábado, onde constava  o reconhecimento do corpo da jovem que foi liberado para ser sepultado.

A jovem foi encontrada com lesões na cabeça e diversas perfurações pelo corpo. Ainda não foi divulgado se as perfurações foram causadas por arma de fogo ou arma branca. Segundo a Polícia Civil, foi registrado um boletim de ocorrência e a  delegacia de Avaré estará fazendo a investigação do caso. Até a tarde de domingo (3), ninguém havia sido preso.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Ex-namorado teria tirado a vida de estudante de engenharia para vender o carro da dela no sudoeste baiano

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (17). O corpo da jovem Sashira Camilly Cunha Silva, de 19 anos, foi encontrado nesta quinta-feira (16), na cidade de Planalto, que fica localizada a 50 km de Vitória da Conquista. O ex-namorado da jovem, que não teve a sua identidade revelada, confessou que cometeu o crime para depois vender o carro dela. De acordo com informações, o ex-namorado da vítima agiu em conluio com outras duas pessoas, também envolvidas no crime. Todos os envolvidos se conheciam do curso de engenharia civil da Fainor, (Faculdade Independente do Nordeste), instituto de ensino superior privado.

O ex-namorado de Sashira se entregou na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), por volta de 00h da quinta-feira (16), acompanhado do seu advogado. Equipes da Coordenadoria de Polícia e da Deam, foram nas casas de outros dois suspeitos indicados, momentos depois. Um dos suspeitos conduziu os agentes até o local onde o corpo foi abandonado, na cidade de Planalto.

A jovem foi assassinada em Vitória da Conquista, cidade onde residia. O ex-companheiro detalhou aos policiais como cometeu o crime. Disse que dopou a jovem com remédio controlado e, na sequência, esfaqueou rosto e pescoço, entretanto, quando chegou no local onde deixaria o corpo, percebeu que Sashira ainda estava viva e a estrangulou até a morte.

O segundo homem suspeito pegou o carro da vítima e levou o corpo dela e o ex-namorado da cidade de Vitória da Conquista até Planalto, com o objetivo de depois desta ação vender o veículo. O terceiro envolvido teria feito a conexão entre o ex da jovem e o segundo acusado, uma vez que não eram próximos. O homem foi o responsável por pagar um carro de aplicativo para conduzir o segundo envolvido até o local onde o crime seria praticado. Tanto o segundo quanto o terceiro envolvido alegam não saber que a vítima seria Sashira.

A jovem Sashira teria sido agredida pelo ex-companheiro com uma cabeçada no nariz há dois anos, de acordo com a polícia. Na época houve uma medida protetiva que foi expedida pelo Núcleo da Criança e do Adolescente, mas não estava mais em vigor. Os acusados foram presos e estão a disposição da justiça.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Adolescente de 15 anos perde a vida na presença da mãe enquanto comprava o almoço

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (13). Juliana Alves, 15 anos e estudante, havia saído em companhia de sua mãe para comprar o almoço e foi morta com pelo menos cinco tiros, sem chance de defesa. Este crime bárbaro aconteceu na Cidade de Deus, na Zona Norte de Manaus. A adolescente foi morta por volta do meio-dia, segundo informações do portal G1.

Alguns familiares de Juliana, que preferiram não se identificar, disseram que Juliana e a mãe foram surpreendidas por um homem não identificado que saiu de um veículo.

O homem só fez sair do carro e apontar o revólver para a cabeça dela e atirar. Não sabemos o motivo para este crime. Ela era uma menina tranquila e inocente, ainda estudava, estava na nona série e nunca se envolveu em crime nenhum”, contou um familiar de Juliana, que preferiu não se identificar.

Algumas testemunhas também disseram que a mãe de Juliana pediu para que ela corresse e se escondesse em algum lugar, porém ela não teve tempo.“A gente pensava que era até algum motorista perdido pelo bairro atrás de informações sobre a rua, mas não. Ela não teve tempo de defesa. Foi um crime cruel”, disse o parente da vítima.

Agentes da 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), foram acionados para o local e a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) está investigando o caso.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.