Idoso que desapareceu por achar que estava com Covid-19 é encontrado em beira de rio: “Não queria matar ninguém”

Uma notícia está sendo destaque nesta sexta-feira (21). Após passar nove dias desaparecidos, depois de sumir por receber orientações para se manter em isolamento pois estava sob suspeita de Covid-19, o idoso Raimundo Oliveira, de 61 anos, foi encontrado.

Apesar de ter sido encontrado um pouco debilitado, ele estava consciente. A equipe do Corpo de Bombeiros encontrou o idoso próximo a um rio da cidade de Crato, onde mora. As buscas se iniciaram desde o dia do desaparecimento. Cães farejadores e helicópteros foram usados para ajudar a encontrá-lo, mas ele se escondia.

“Ele disse que via o helicóptero, via o cão, as pessoas chamando ele, mas se escondia. A sorte foi que um rapaz viu ele sentado de longe em uma pedra, não o alarmou e ligou para mim, dizendo que tinha visto alguém parecido com ele [idoso]”, disse o capitão Humberto Júnior.

Durante os dias desaparecidos, ele sobrevivia bebendo água do rio e se alimentando com coco babaçu.

Os familiares contaram que antes de desaparecer, o idoso teve contato com uma pessoa que testou positivo para a Covid-19 e teve que realizar os exames e foi orientado a se isolar. Porém, angustiado com a situação, ele ao invés de se isolar em casa, fugiu afirmando que “não queria matar ninguém”.

O resultado do exame, no entanto, deu negativo. “Quando dei a notícia de que ele não estava com Covid, ele sorriu e disse: ‘que besteira que eu fiz”, contou o capitão Humberto.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque.