Durante a CPI da Covid, Senador avisa que caixa misteriosa com conteúdo alergico foi enviada para os gabinetes

Uma notícia está sendo muito comentada entre os internautas, isso porque durante a sessão da CPI, o parlamentar Marcos Rogério (DEM-RO), informou a todos presentes que havia uma caixa misteriosa, nas salas do políticos. Além disso, o conteúdo da caixa causava reações alérgicas. Segundo alguns parlamentares, o embrulho faz parte de uma campanha de defesa dos animais.

“A minha assessora teve contato com esse objeto e desenvolveu uma reação alérgica. Então, estou apenas advertindo os colegas senadores e seus respectivos gabinetes. Me parece ser uma campanha legítima, mas parece que é um material de gesso” informou o senador, durante a sessão.

“A gente está usando máscara, e mesmo com máscara, o cheiro [do coelho] é muito forte. A gente não vai tocar nisso não”, informou um dos funcionários do gabinete do político durante a gravação do vídeo.

De acordo com o portal R7, junto com o pacote, havia um carta com o título “Humane Society International (HSI)”. Essa organização trabalha protegendo mundialmente os animais.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

Defesa de Pazuello entra com pedido de habeas Corpus no STF para que ele não precise ter compromisso em falar a verdade na CPI da Covid

Uma notícia está sendo destaque nesta semana.Pois os advogados do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello entrou com um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal, para que o General não seja obrigado a dizer a verdade durante a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. Além disso, o documento pede para que ele não seja alvo de uma possível ordem de prisão.As informações são do portal R7.

Segundo o portal R7, o general Pazuello, será o próximo a depor na CPI da Covid, na próxima quarta-feira (19).

“Roga ao juízo também pela concessão da ordem de Habeas Corpus em favor do paciente no sentido de garantir assistência de advogado durante a aludida sessão, podendo o mesmo se retirar do recinto em caso de ofensa dirigida contra si por membro da CPI, não prestar o compromisso de dizer a verdade por estar na condição de testemunha, não sofrer constrangimento ilegal, bem como não ser conduzido à prisão por intepretação de qualquer dos membros que integram a CPI”, disse a defesa de Pazuello.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

CPI da Covid : Renan Calheiros ameaça pedir prisão de Wajngarten, após chamá-lo de mentiroso

Uma notícia tem sido muito comentada pelos internautas nas redes sociais. Durante a CPI da Covid, o relator Renan Calheiros (MDB-AL) declarou que pode pedir a prisão do ex-secretário de Comunicação do governo Fabio Wajngarten. Calheiros, afirmou que Wajngarten estaria mentindo à CPI da Covid, ao informar que não sabia do surgimento de um “ministério paralelo” .

“Vossa senhoria é a prova da existência dessa consultoria [paralela] porque iniciou essa negociação, dizendo-se em nome do presidente. É a prova. Vossa excelência é a primeira pessoa que incrimina o presidente da República”, declarou Renan, acrescentando que vai requisitar os áudios à revista.

“Se ele não mentiu, a revista [Veja] vai ter que pedir desculpas. Se ele mentir, terá desprestigiado e mentido ao Congresso Nacional, o que é um péssimo exemplo. Vou requerer, na forma da legislação processual, a prisão do depoente”, declarou.

Durante a sessão, o governista Marcos Rogério (DEM-RO) se manifestou: “Isso é abuso de autoridade. Não cabe prisão que não seja em flagrante”, afirmou.

De acordo com o portal Metrópoles, o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), informou que a comissão pode sugerir uma quebra de sigilo fiscal para verificar se existe algum vínculo entre a empresa privada do ex-secretário com o governo federal.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

CPI da Covid : Confira a carta que foi enviada pela Pfizer a Bolsonaro sobre vacina em 2020

CPI da Covid : Confira a carta que foi enviada pela Pfizer a Bolsonaro sobre vacina em 2020

Uma notícia tem sido destaque nesta semana. Isso porque o ex-secretário da Comunicação Fábio Wajngarten entregou nesta quarta-feira (12) à CPI da Covid no Senado Federal, uma carta enviada pela Pfizer em 2020 ao presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), sobre o contrato das vacinas contra o vírus Covid-19.

Segundo o portal R7, a carta foi encaminhada para Bolsonaro no 12 de setembro de 2020, assim como também foi enviado para o vice- presidente Hamilton Mourão, além do embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Nestor Foster e os ministros Eduardo Pazuello (Saúde), Paulo Guedes (Economia) e Braga Netto (Casa Civil). Durante a Comissão Parlamentar de Inquérito, o ex-ministro Wajngarten declarou que a carta permaneceu por dois meses sem receber nenhum tipo de resposta.

 

Confira a carta na íntegra abaixo :

“Excelentíssimo Senhor Jair Messias Bolsonaro

Presidente da República Federativa do Brasil

Excelentíssimo Senhor Presidente da República Jair Bolsonaro,

Na luta contra a covid-19, uma vacina é parte crítica para lidar com a crise de saúde global, diminuindo as taxas de infecção, doença e morte em todo o mundo. A Pfizer tem estado na linha de frente no enfrentamento desta pandemia que afeta brasileiros e pacientes em todo o mundo, desde os primeiros dias desta emergência. A Pfizer foi fundada na cidade de Nova York, está sediada nos Estados Unidos há mais de 170 anos, e opera no Brasil há aproximadamente 70 anos. Junto com nosso parceiro, a empresa alemã BioNTech, estamos aproveitando décadas de experiência científica para desenvolver, testar e fabricar uma vacina de mRNA para ajudar a prevenir a infecção pela covid-19. Atualmente, estamos conduzindo um ensaio clínico em grande escala de fase 2/3 com pelo menos 30.000 participantes em um grupo seleto de países em todo o mundo, incluindo dois centros de pesquisa no Brasil com cerca de 2.000 brasileiros voluntários. Estamos no caminho certo para buscar uma revisão regulatória de nossa vacina em outubro de 2020, com centenas de milhares de doses já produzidas.

A potencial vacina da Pfizer e da BioNTech é uma opção muito promissora para ajudar seu governo a mitigar esta pandemia. Quero fazer todos os esforços possíveis para garantir que doses de nossa futura vacina sejam reservadas para a população brasileira, porém celeridade é crucial devido à alta demanda de outros países e ao número limitado de doses em 2020. Como deve ser do conhecimento de Vossa Excelência, fechamos um acordo com o governo dos Estados Unidos para fornecer 100 milhões de doses de nossa potencial vacina, com a opção de oferecer 500 milhões de doses adicionais. A Pfizer tem o maior contrato com o governo dos EUA em termos de valor para uma vacina contra a covid-19 até o momento, demonstrando a confiança que a administração do presidente Donald Trump tem em nossa ciência e nossa capacidade de produção. O Dr. Moncef Slaoui, Conselheiro Chefe da Operação Warp Speed do Governo dos Estados Unidos, visitou a instalação da Pfizer que está produzindo nossa vacina contra a covid-19 e que poderia abastecer o Brasil. Temos ainda acordos com o Reino Unido, Canadá, Japão e vários outros países, e estamos em negociações finais com a União Europeia para fornecer 200 milhões de doses, com uma opção de fornecimento adicional de mais 100 milhões de doses.

Minha equipe no Brasil se reuniu com representantes de seus Ministérios da Saúde e da Economia, bem como a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos. Apresentamos uma proposta ao Ministério da Saúde do Brasil para fornecer nossa potencial vacina que poderia proteger milhões de brasileiros, mas até o momento não recebemos uma resposta. Sabendo que o tempo é essencial, minha equipe está interessada em acelerar as discussões sobre uma possível aquisição e pronta para se reunir com Vossa Excelência ou representantes do governo brasileiro o mais rapidamente possível.

Finalmente, como presidente mundial da Pfizer, estou orgulhoso em assinar um acordo histórico demonstrando um compromisso unificado em manter a integridade do processo científico enquanto trabalhamos para obter os registros regulatórios e aprovações das vacinas contra a covid-19. Caso Vossa Excelência ou membros de sua equipe tenham alguma dúvida, não hesitem em entrar em contato comigo diretamente ou com minha equipe no Brasil, incluindo o presidente de nossa subsidiária no país, Carlos Murillo.

Atenciosamente,

Dr. Albert Bourla.”

 

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.