Biomédica baiana que ajudou a sequenciar DNA do coronavírus é homenageada com boneca

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quarta-feira (4). O trabalho científico desenvolvido na pesquisa sobre o novo coronavírus, fez com que a biomédica brasileira Jaqueline Góes de Jesus fosse escolhida pela fabricante de brinquedos Mattel para ser homenageada com boneca Barbie.

Jaqueline estava na equipe responsável por fazer o sequenciamento genético do novo coronavírus dos primeiros casos de Covid-19 descoberto na América Latina. Também foram homenageadas, além de Jaqueline, outras cinco cientistas, entre elas a britânica Sarah Gilbert, que liderou a criação da vacina de Oxford-AstraZeneca.

Góes tem apenas 31 anos, mas já apresenta um trabalho brilhante no campo da biomedicina. Antes do trabalho desenvolvido na pesquisa sobre o novo coronavírus, Jaqueline estava na equipe que sequenciou o genoma do vírus da Zika. A biomédica é natural de Salvador e atualmente é pesquisadora  bolsista da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), em nível de pós-doutorado, no Instituto de Medicina Tropical de São Paulo — Universidade de São Paulo (IMT-USP).

A equipe empenhada no estudo do novo coronavírus, sob coordenação da imunologista Ester Cerdeira Sabino, conseguiu fazer o sequenciamento do genoma do vírus SARS-CoV-2 apenas 48 horas após a confirmação do primeiro caso de covid-19 no Brasil — um tempo abaixo da média mundial, que é de 15 dias.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Cientistas criam antiviral com 99,9% de eficácia contra o coronavírus

Marcos Oliveira, que viveu o personagem Beiçola, afirma estar passando por dificuldade e depende de ajuda financeira pra sobreviver

Um antiviral com ação contra o coronavírus demonstrou 99,9% de eficácia em testes com camundongos nas primeiras fases de testes. O medicamento é desenvolvido por cientistas da Griffith University, na Austrália, e do centro de pesquisas City of Hope, nos EUA.

A tecnologia utilizada é inovadora e envolve RNA silenciador de genes (siRNA) para atacar diretamente o genoma do vírus, impedindo a replicação.

O material é envolto em uma cápsula de nanopartículas lipídicas que levam o siRNA até os pulmões do paciente, que tende a ser o local mais crítico da infecção.

“O tratamento com a terapia em camundongos infectados com SARS-CoV-2 melhorou a sobrevida e evitou mortes. Notavelmente, em sobreviventes tratados, nenhum vírus pode ser detectado nos pulmões”, afirmou em comunicado um dos pesquisadores, o professor Nigel McMillan.

Outro ponto positivo do potencial medicamento é que ele é capaz de proteger contra uma família de betacoronavírus. Desta forma, pode ser usado no tratamento de variantes atuais ou que possam surgir no futuro.

“Também mostramos que essas nanopartículas são estáveis ​​a 4° C por 12 meses e em temperatura ambiente por mais de um mês, o que significa que este agente pode ser usado em ambientes com poucos recursos para tratar pacientes infectados”, continua McMillan.

As informações são do site R7.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Brasil bate novo recordes de mortes em decorrência da Covid-19 em 24 horas; foram 3.769 mortes e 91.097 novos casos

Uma triste notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de sexta-feira (2). O Brasil alcançou na noite de ontem (1) mais um triste recorde de mortes pela Covid-19. No total, são 91.097 novos casos da infecção e 3.769 mortes em 24 horas.

Assim, o país acumula desde o início da pandemia, em março do ano passado, 321.515 óbitos e 12.839.844 casos da doença.

Dentre os estados mais afetados estão São Paulo, com 75.734 mortes,  Rio de Janeiro com 37.114, Minas Gerais (24.728), Rio Grande do Sul (20.063) e Paraná (16.941).

Os números representam o pior momento da pandemia no país desde seu início. Assim, as flexibilizações da quarentena e o não comprometimento das pessoas em seguir os protocolos da OMS, como lavar as mãos, utilizar mascaras de segurança e manter o distanciamento social, são apontados por especialistas como os principais motivos da nova e pior crescente do vírus no Brasil.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Em vídeo, Zezé Di Camargo faz apelo à população em apoio à projeto de lei que flexibiliza a realização de eventos durante a pandemia: “Imagine milhões de famílias paradas por um ano sem salário.”

O cantor e compositor Zezé Di Camargo postou em suas redes sociais, ontem (22), um vídeo provocativo em relação às políticas de lockdown. O artista afirma que milhões de reais estão deixando de circular nas empresas de festas e eventos devido à política de distanciamento social e lockdown. Zezé afirma também que milhares de empregos estão deixando de serem gerados devido à falta dos shows.

Assim, o cantor faz um apelo à população que eles apoiem um projeto de lei chamado de Perse, projeto de lei 5638, que flexibiliza a realização de eventos e de shows e dá benefícios fiscais para os artistas,  afim de retomar a economia do setor e a geração de renda.

Em vídeo, o cantor afirma “O setor de eventos no Brasil gera mais de 6 milhões de empregos, é uma poderosa indústria com a participação de 4,5 % do PIB nacional. Este setor está há um ano faturando zero reais, gente. Imagine milhões de famílias paradas por um ano sem salário. Já imaginou? Por isso precisamos a aprovação do Perse, projeto de lei 5638 para impedir o colapso econômico deste setor. Perse de perseverança. Apoie essa ideia.”

Na câmara, o projeto de lei já transita e foi aprovado no plenário com algumas alterações. Agora o projeto segue para o senado.

“O Projeto de Lei 5638/20 cria o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse), com o objetivo de oferecer condições para que o setor de eventos possa mitigar perdas em razão da pandemia do novo coronavírus.”, afirma o texto da lei

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.