Após fazer festa de aniversário e ninguém aparecer, aniversariante diz: “Chorei, mas refiz a maquiagem”

A estudante de arquitetura, Maria Clara Monteiro Almeida, preparou uma festa de aniversário com bolo, refrigerante, mesa bonita e maquiagem perfeita, para festejar seus 26 anos de vida. A festa estava programada para acontecer no último domingo (12), e contava com a presença de 15 amigos, na casa dela, no bairro Ouro Preto, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte. Apesar dos preparativos, ninguém compareceu.

A jovem fez um desabafo na internet contando sobre o “bolo” que levou.”Convidei 15 amigos, da faculdade e da época do colégio. Só uma amiga que mora em outra cidade que me falou que não daria para ir. O restante nem mandou mensagem. Fiquei triste, chorei, cochilei, refiz a maquiagem, fiquei com minha família e depois cantamos parabéns”, desabafou Maria Clara ao portal g1 Minas.

A estudante disse que o episódio serviu para refletir sobre “amizades verdadeiras” e para saber quem está “na luta” com ela. Maria Clara nasceu com uma deficiência na perna e escreve sobre capacitismo nas redes sociais.

“Fiquei triste, mas não surpresa, porque ultimamente comecei a falar mais sobre capacitismo e percebi que muitos amigos não eram legais, não me respeitaram. Depois desse episódio, eu estou desprendendo deles, não quero saber mais”, lamentou.

Ao perceber que os amigos não iriam para a festa, a irmã de Maria Clara tirou a foto que aparece na manchete e registrou o momento. A estudante optou por ver a situação do “bolo” dos amigos por outro ângulo: “Pelo menos sobraram docinhos, salgados e bolo pra comer a semana inteira”, brincou a jovem.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.