Policiais assassinam comerciante de 32 anos durante operação e colocam arma no corpo do rapaz para alegar “autodefesa”; fraude foi descoberta e policiais foram detidos

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de quarta-feira (24). Após investigação, a Polícia Civil da Paraíba chegou à conclusão que empresário Gerfferson de Moura, de 32 anos, foi executado pela Polícia de Sergipe durante uma operação na última quarta-feira (17), em Santa Luzia (PB).

De acordo com o delegado Sylvio Rabelo, a vítima foi morta com 7 tiros e a arma que foi apresentada como do empresário, na verdade pertence à Polícia Militar de Sergipe.

Ainda de acordo com o delegado, houve fraude processual e execução da vítima: “Os policiais apresentaram uma arma de fogo, afirmando que ela pertencia à vítima, mas rastreamos a origem e descobrimos que ela pertence a um policial militar de Sergipe e que não havia nenhuma queixa de roubo ou furto. O exame realizado no corpo da vítima mostrou que ela sofreu sete disparos de arma de fogo. E foi socorrida já sem vida ao hospital”

“Em virtude de as investigações mostrarem condutas muito graves praticadas pelos servidores públicos e da presença de fortes indícios das autorias e materialidade dos crimes praticados, a Polícia Civil da Paraíba representou pela prisão temporária dos envolvidos, para garantir a tranquilidade necessária para a conclusão das investigações”, continuou.

Assim, após a investigação, os policiais envolvidos foram presos temporariamente. De acordo com a Polícia Civil, eles se apresentaram voluntariamente no dia de ontem (23) e estão sendo custodiados. Dentre os suspeitos estão um delegado, um policial civil e um militar.

De acordo com o relatório apresentado pelos policiais após a operação que vitimou o comerciante, eles afirmam que o homem estava armado, porém, a cena do rime foi fraudada.

“na altura da cidade de Santa Luzia, na Paraíba, no final da noite da terça, foi montado um bloqueio policial, onde vários veículos suspeitos foram parados. Os policiais se depararam com um homem em um veículo e na abordagem, o motorista identificado como Gefferson de Moura Gomes estava armado, esboçou uma reação e foi atingido, sendo encaminhado imediatamente para uma unidade hospitalar”, afirmaram os policiais.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Comerciante é morto a tiro após se recusar a abrir estabelecimento de madrugada

Uma notícia está sendo destaque neste domingo (14). O comerciante Adelcilio Rocha Ribeiro, conhecido como “Dil”, de 38 anos, foi morto a tiro na madrugada de hoje em Alto Bonito, distrito de Canabrava, após se recusar abrir o estabelecimento para um cliente por conta do toque de recolher.

O autor do crime, Osmarino dos Santos Cardoso, popularmente chamado de Bazim, de 41 anos, teria insistido para que o “Dil” abrisse o estabelecimento na madrugada, mas o comerciante negou por dois motivos:  pelo decreto municipal e por uma dívida de R$ 80 de Osmarino, o impedindo de vender algo a ele. Neste momento, Osmarino saiu do local e retornou com uma nota de R$100.

Enquanto entrava no estabelecimento para pegar o troco de R$20, “Dil” foi atingindo por um tiro na boca, disparado por Osmarino. O crime foi informado à polícia por volta das 04h e em torno das 5h os agentes e os profissionais do SAMU chegaram ao local, mas o comerciante já estava sem vida.

“Bazim” já tinha passagem pela polícia. Em 2017 foi baleado em um parque de vaquejada e em 2018 foi preso por estar em porte de arma e drogas. O corpo de “Dil” foi encaminhado ao Instituto Médico Legal-IML.

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.