Cinco acusados de ajudar o fugitivo Lázaro Barbosa são indiciados pela polícia

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quinta-feira (29). A Polícia Civil de Goiás indiciou cinco pessoas acusadas de acobertar o fugitivo Lázaro Barbosa, 32 anos, morto em confronto com a polícia no dia 28 de junho, após 20 dias em fuga na região de Cocalzinho de Goiás. Segundo a polícia, os indiciados são o fazendeiro Elmi Caetano Evangelista, um caseiro e a viúva de Lázaro, além da ex-mulher e da ex-sogra do fugitivo.

De acordo com as investigações, os cinco “prestaram auxílio para que ele não fosse capturado pelas forças policiais, tanto prestando informações, dando guarita – inclusive alimentação, levando ele para esconderijos e, sobretudo, iriam propiciar a fuga definitiva dele, que foi impedida pela captura”, disse o delegado Cléber Martins, titular da 17ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Goiás.

Está sendo avaliado pela polícia o pedido de sequestro da propriedade rural de um dos indiciados para amortizar os custos com a operação policial.“Nós estamos estudando para que, com a futura venda dessa propriedade, possamos amortizar o gasto feito para a captura dele, visto que, ao escondê-lo lá, ele atrasou em pelo menos uma semana a operação”, comentou Rodney Miranda, secretário de Segurança Pública de Goiás. Foram 13 inquéritos policiais instaurados e concluídos que estão sob a égide do poder judiciário.

Segundo o delegado Cléber Martins, a participação de outras pessoas ainda está sendo apurada.”Nada impede que, surgindo provas, sejam instaurados devidos procedimentos”, contou.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.