Pistoleiro pago por mulher para matar ex, chantageia a vítima para não realizar o serviço e é preso

Uma notícia está sendo destaque nesta quarta-feira (19). Um pistoleiro foi preso, suspeito de ser contratado por uma mulher para matar o ex-marido, pois não aceitava o fim do relacionamento. Mas não é só isso. O homem passou a chantagear a vítima para que ele não o matasse. O caso aconteceu em Goiânia.

“As investigações demonstraram que a mulher, que havia recentemente se separado do marido, por não aceitar essa separação, contratou esse pistoleiro, com o auxilio de dois intermediários, para matar o próprio ex-marido”, disse o delegado.

A mulher e essas duas pessoas não foram presos, mas seguem sendo investigadas. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados, mas o pistoleiro assumiu o crime e a contratação da ex-esposa da vítima. Ainda de acordo com as investigações, o valor cobrado foi de R$10 mil, dos quais R$6 mil já foram pagos, divididos em três parcelas, como forma de adiantamento. E que a ex-mulher contou com a ajuda da ex-nora e um outro homem.

Mesmo aceitando o pagamento, ele contou para o ex-marido que teria sido contratado e que para que não realizasse o crime, exigiu um valor superior. “Inicialmente, ele [o preso] aceitou a proposta para matar a vítima, mas, em um segundo momento, viu uma oportunidade de lucrar mais e passou a extorquir dinheiro, dizendo que se não cobrisse aquele valor e desse um valor superior, iria executar o contrato”, explicou o investigador.

Além disso, as negociações desse crime estavam acontecendo desde dezembro do ano passado, um pouco depois da separação do casal. A Polícia Civil, por sua vez, identificou o pistoleiro assim que ficou sabendo da situação e no momento que chegava no trabalho da vítima para receber o dinheiro de que cobrou para não matá-lo, foi preso.

“Essa negociação vem se arrastando desde dezembro de 2020, e ela [a ex-mulher] não estava mais na situação flagrancial, diferente dele [o pistoleiro], que, nos últimos dias, vinha ininterruptamente fazendo contato com a vítima. Ele foi preso em flagrante, mas tanto a mulher quanto as outras duas pessoas permanecem sendo investigadas”, explicou o delegado.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.