Menino que recebeu nota falsa de R$ 100 enquanto vendia trufas ganha estágio em fábrica de chocolate após repercussão do caso

Uma boa notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quarta-feira (28). O caso do adolescente de 13 anos que pegou uma cédula falsa de R$ 100 após uma motorista comprar toda a mercadoria de doces, em Jundiaí, ganhou grande repercussão ao ponto do adolescente receber um convite para estagiar em uma fábrica de chocolate no ano que vem, ao completar 14 anos. João Victor ainda recebeu muitas doações de várias partes do país depois que o caso veio à tona e a história ficou conhecida.

A mãe de João Victor, Priscila Lima, de 33 anos, disse que conseguiu quitar as dívidas da família com o dinheiro arrecadado e que pretende investir em curso de especialização para o filho:

“Ele deve começar a trabalhar assim que completar 14 anos. Ele faz aniversário no final do ano. A empresa não especificou como vai ser ainda, mas é uma grande oportunidade. A fábrica também forneceu uma ajuda de custo para ele”, contou.

Priscila ainda disse que João continua com o trabalho de vender trufas, além de se dedicar aos estudos. João e os outros quatro irmãos ainda foram presenteados com um ano de tratamento odontológico grátis, oferecido por dois dentistas da cidade.”Ele ganhou um voucher de tratamento, tem dentista e pediatra também. A vontade que a gente tinha era de pagar as contas. Estamos orando para ver se conseguimos comprar uma casa. Eu e meu marido não temos renda, então os bancos recusam o financiamento. Queremos um futuro melhor para as crianças.”

João Victor também conseguiu uma bolsa pra treinar futebol com o time do Paulista, de Jundiaí, com a primeira aula tendo sido realizada no último dia 20 de junho.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.