Presidente da CBF é pressionado a renunciar após e insatisfação da Seleção Brasileira

Uma notícia está sendo destaque nesta sexta-feira (04). A diretoria da CBF está em crise. Os integrantes da diretoria juntamente a dirigentes de federações estaduais estão tentando convencer Rogerio Cabloco a renunciar a presidência da CBF.

Isso porque além das críticas por conta da Copa América, da qual a seleção brasileira está bastante insatisfeita, uma funcionaria o denunciou por assédio sexual. Tornando, assim, insustentável a situação de Rogerio Caboclo.

Apesar das tentativas de renuncia, o dirigente continua resistindo a ideia. As denuncias da funcionaria revelam diálogos no qual ele pergunta a ela se masturba e tenta faze-la comer biscoitos para cachorro, a chamando de “cadela”. A denuncia foi feita formalmente à comissão de ética da CBF.

Essas denuncias são de conhecimento da entidade há mais de um mês e as sugestões para a renuncia já aconteciam desde então.

Porém, enquanto ele estiver no cargo de presidente, não deve desistir da organização da Copa América, visto que fez um investimento político muito alto, tanto em Brasília como na Conmebol, para conseguir traze-la ao Brasil.

Assim, diante da denuncia, é praticamente inviável a permanência dele no cargo.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Bahia emite nota de repúdio por comentário feito por narrador e comentarista que usaram o termo ‘exótico’ em referência às atletas

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (27). Acatando a um pedido feito pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), o comentarista Edson Florão e o narrador Paulo César Ferrarin, foram afastados de suas funções pela plataforma MyCujoo, após o polêmico caso de racismo envolvendo as atletas do Bahia. O incidente aconteceu durante transmissão do Brasileirão realizado no último domingo (25) e levou a uma nota de repúdio emitida pelo clube e divulgada nas redes sociais.

O vídeo divulgado faz referência ao termo ‘’exótico’’, que foi utilizado pelo comentarista Edson Florão e narrador Paulo César Ferrarin fazendo alusão ao cabelo das profissionais negras do Bahia. Faz parte do vídeo também um poema interpretado pala cantora Denise Correia.

Houve também a divulgação de um vídeo pela cantora Margareth Menezes, no qual comenta o uso de seu nome durante a transmissão em referência aos cabelos exóticos citados pelos profissionais.

Respeito, respeito aos cabelos das mulheres negras e das mulheres não-negras. O jeito que a gente quiser dar no nosso cabelo, isso faz parte da nossa integridade física e dos nossos direitos de existir como ser humano. Abaixo ao preconceito”, comentou Margareth Menezes.

O caso ganhou repercussão e a CBF lamentou o comentário feito pelos profissionais. Houve a solicitação feita pela entidade requerendo o afastamento dos envolvidos. O pedido foi acatado e se concretizou na tarde dessa segunda-feira (26).

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.