“Tive que usar a frieza”: fazendeira conta como convenceu caseiro suspeito de matar mulher, enteada e vizinho a se entregar

A fazendeira que convenceu o caseiro Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, suspeito de matar a mulher grávida, a enteada e um fazendeiro, a se entregar à polícia, na manhã desse sábado (4), em Gameleira de Goiás, deu detalhes de como foi a negociação. Após ter cometido o crime no dia 28 de novembro, o suspeito estava foragido e era procurado pelas forças de segurança.

“Eu estava dormindo e meu marido havia saído para pegar leite. Ele bateu na janela, apontou a arma para mim, falou que era um assalto e que ia me matar. Eu pedi calma, falei pra ele ficar tranquilo que eu iria ajudá-lo”, contou a fazendeira Cinda Mara.

Cinda contou que teve que ficar calma durante a ação. “Eu agi com a maior naturalidade que você possam imaginar. Eu tive que ser bem fria, tive que usar a frieza”, contou.

A fazendeira Cinda conseguiu controlar a situação a ponto de Wanderson ter tomado um café e ter colocado uma camisa. Cinda conseguiu chamar o marido e após colocar o suspeito no carro o levou até os policiais. A fazendeira manteve a calma a tal ponto que conseguiu tirar uma foto com Wanderson antes de sua prisão.

“Ele pediu bolacha, estava tremendo demais porque estava com muito frio. A gente deu uma blusa para ele vestir, aí ele vestiu a blusa. Sentei na frente dele e pedi para me olhar nos olhos. Ele estava com revólver, estava carregado, cheio de bala”, disse Cinda.

A polícia tomou o depoimento da fazendeira na delegacia de Anápolis, a 55km de Goiânia. O suspeito Wanderson se encontra preso nesse mesmo local.

O caseiro Wanderson Mota Protácio estava sendo procurado e se entregou à polícia na manhã deste sábado (4), em Gameleira de Goiás. A Polícia Civil de Goiás emitiu uma nota em que confirmou a prisão de Wanderson Mota e informou os detalhes da operação em uma coletiva de imprensa que foi realizada às 10h deste sábado, na Delegacia Regional em Anápolis.

Os crimes cometido por Wanderson aconteceram em Corumbá de Goiás, no Entorno do DF. Primeiro, o suspeito matou a mulher dele que estava grávida, Ranieri Aranha Figueiró, de 21 anos, e a enteada Geysa Aranha da Silva Rocha, de 2 anos e 9 meses, segundo a investigação da Polícia Civil.

Logo depois, o suspeito furtou um revólver e matou o fazendeiro Roberto Clemente de Matos, de 73 anos, com o objetivo de roubar a caminhonete dele e fugir da cidade. O caseiro Wanderson também tentou estuprar a mulher do fazendeiro, mas não conseguiu, e efetuou um disparo de arma de fogo no ombro dela.

Foi mobilizada uma força-tarefa entre as polícias Civil e Militar e com a ajuda da Rodoviária Federal (PRF), com a supervisão da Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), para prender o suspeito após os crimes cometidos por ele.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Depois de 6 dias de buscas, acusado de matar esposa, enteada e fazendeiro invade outra fazenda e depois se entrega para a polícia

O caseiro conseguiu se esconder na mata por 6 dias. Contudo, agora resolveu se entregar

Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, é o principal acusado de tirar a vida da própria mulher, que estava grávida, da enteada dela e de um fazendeiro. Depois de se esconder por cerca de 6 dias na mata e provocar bastante temor na região, Wanderson finalmente foi preso. Ele decidiu se entregar à polícia em Gameleira de Goiás, neste sábado. Mas não termina aí.

De acordo com o portal Globo, uma fazendeira da região foi surpreendida por Wanderson na manhã de hoje. Era por volta de 6h quando ele adentrou à casa dela com um revólver e chegou a apontá-lo para a fazendeira. Contudo, ela consegui conversar com ele. Ainda segundo o portal, a fazendeira relatou:

“Eu estava dormindo, a janela estava meio aberta na minha fazenda. Aí ele chegou com o revólver, apontou a arma e eu pedi calma, falei pra ele ficar tranquilo que eu iria ajudá-lo.”

Entenda o caso

De acordo com informações preliminares, Wanderson Mota Protacio, de 21 anos, teria matado mulher e a enteada no último domingo, numa fazenda próxima de Corumbá, também em Goiás. Em seguida, ele teria roubado a arma do patrão e tirou a vida de um outro fazendeiro, que tinha 73 anos. A mulher desse fazendeiro também teria sido atingida por um disparo, mas se fingiu de morta e conseguiu sobreviver. Mas não termina aí.

Logo em seguida, o homem se apropriou da caminhonete do fazendeiro e fugiu no sentido Abadiânia. Já na cidade, o acusado teria aproveitado para fazer algum dinheiro vendendo objetos que teria levado nessa caminhonete. Então, a história começou a se espalhar e as autoridades iniciaram uma força-tarefa com maias de 50 homens para encontrá-lo.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

3 dias de buscas e 3 pessoas enterradas: Buscas por Wanderson continuam na mata

As buscas por Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, entra no terceiro dia. Wanderson é suspeito de matar a esposa grávida, a enteada e um fazendeiro. Ele fugiu desde o último domingo (28), dia dos assassinatos.

A companheira do suspeito, a Raniere Aranha, de 19 anos, a enteada Geysa Aranha, 2 anos e 9 meses, foram assassinadas de forma brutal com golpes de faca. Depois, invadiu uma fazenda vizinha roubou a arma do fazendeiro Roberto Clemente de Matos, 73 anos, e atirou contra ele. Os crimes aconteceram em Corumbá de Goiás.

Os moradores da região seguem assustados e com medo dele fazer novos ataques.

Desde os crimes, ele foi visto duas vezes. A primeira por um morador que diz ter avistado Wanderson em sua fazenda no ultimo dia 30, atrás de uma árvore. Os moradores correram para dentro da casa e se trancaram. Segundo ele, o suspeito foi até a janela e um dos moradores o espantou.

A segunda possível aparição do suspeito foi em outra propriedade rural, em Abadiânia, também na terça (30). O dono da fazenda afirmou ter visto o homem através de câmeras de segurança. Nas imagens, o suposto Wanderson aparece rondando a propriedade e usava uma camiseta azul, calça jeans e um boné azul. Apesar do dono ter acionado a polícia, mas não há confirmações de que de fato o homem visto seja Wanderson.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque.

Homem que tirou a vida da mulher grávida e de outras duas pessoas em sequência já havia tentado tirar a vida de outro parente e havia sido preso

O caso Wanderson segue dando trabalho para dezenas de agentes. Então, agora veio à tona que ele já teria tentado cometer atos da mesma natureza no passado

Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, segue foragido na região de Abadiânia, em Goiás. No momento, cerca de 50 policiais procuram pelo rapaz, que é o principal acusado na morte da própria mulher, que estava grávida, da enteada, de um fazendeiro e também de atirar com a mulher desse homem do campo.

De acordo com informações preliminares, em 2019 Wandersson teria tentado obrigar a irmã da madrasta a entrar num quarto com ele. Contudo, ela não aceitou. Diante disso, Wanderson se revoltou e atacou a mulher com facadas. Na sequência, ele fugiu para uma casa nas redondezas, mas acabou preso. Na ocasião, o acusado estaria sob o uso de drogas e bebidas. A mulher recebeu atendimento e conseguiu sobreviver. Algum tempo depois de preso, Wandersson teve a prisão flexibilizada e recebeu direito à liberdade, precisando cumprir algumas exigências.

Entretanto, voltou a gerar problemas cerca de 2 anos depois de ficar atrás das grades. Além de tirar a vida da esposa, da enteada e do fazendeiro no último final de semana, Wandersson roubou o carro do homem levou alguns objetos para vender e levantar dinheiro durante a fuga. Atualmente suspeita-se que ele esteja numa região de mata.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.