Luís Felipe Manvailer é condenado a quase 32 anos prisão pela morte da advogada Tatiane Spitzner

Uma notícia está gerando bastante repercussão pelo Brasil inteiro..Isso porque o biólogo Luís Felipe Manvailer foi condenado, nesta segunda-feira (10), a 31 anos, 9 meses e 18 dias de prisão pela morte da advogada Tatiane Spitzner. O crime ocorreu em julho de 2018, quando Tatiane foi atirada do quarto andar do prédio onde moravam, no município de Guarapuava, no Paraná.

O réu foi condenado por homicídio com quatro caracterização (meio cruel, motivo fútil, feminicídio e fraude processual). Além disso, o condenado ainda terá que pagar R$ 100 mil por danos morais à família da vítima. A sentença foi deferida pelo juiz Adriano Scussiatto Eyng, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

Apesar de não ter confessado ter matado a advogada, Luis Felipe, pediu perdão à família de Tatiane, à sua própria família e também para todas as mulheres do Brasil, por ter batido na companheira.

De acordo com o portal R7, o julgamento de Manvailler iniciou-se na última terça-feira (4), e teve cerca de 65 horas de interrogatórios nos primeiros cinco dias. Foram ouvidas 13 testemunhas, moradores do mesmo prédio, vizinhos do casal e investigadores que estava acompanhando o caso, e mais três pessoas; o informante e dois assistentes técnicos que foram trazidos pela defesa do biólogo.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.