Sete irmãos perdem os pais em grave acidente de carro e são adotados por casal com 5 filhos

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (14). A história começa quando Pam Willis encontra a notícia no Facebook de 7 irmãos que precisavam de um lar para ficar depois que perderam os pais em grave acidente de carro. Os 7 irmãos de diferentes idades naquele momento residiam em lares temporários desde o grave acidente que vitimou à sua família.

Pam Willis sentiu algo diferente ao ver as crianças e desde então sabia que deveria ser mãe deles como desejou. Conseguiu marcar o marido Gary Willis,53 anos, para que também lesse a matéria. Os 5 filhos de Gary e Pam já eram adultos e independentes porém o casal nunca antes havia discutido uma possível adoção.

Eu pensei que Gary ia me achar maluca – nós estávamos planejando a nossa aposentadoria”, porém felizmente Gary teve o mesmo sentimento que ela. “Eu senti que Deus queria que fizéssemos isso”, comentou Pam. Naquela mesma noite entraram em contato com o número no noticiário e ouviram que os irmãos “já tinham recebido milhares de ligações”.

Para surpresa do casal, dois meses depois já estavam em processo de pareamento com  Adelino, de 15 anos, Ruby, de 13, Aleecia, de 9, Anthony, de 8, Aubriella, de 7, Leo, de 5, e Xander, de 4 anos, (e adotaram todos os irmãos para não separá-los).A nova mãe descobriu que durante o período de adoção, as crianças haviam experimentado muitas decepções e que os antigos pais eram viciados e algumas vezes as crianças precisaram dormir em abrigos para pessoas necessitadas.

Foi fácil me conectar com os pequenos, eles apenas desejavam a permanência, a constância”, contou Pam, lembrando que um dos filhos mais velhos foi dos mais difíceis. “Eu acho que eles não confiavam muito que aquilo era real, como se a gente fosse ir embora”, contou. “Eu acho que é difícil confiar quando tanto foi tirado da sua vida. Ruby não sabia ser uma criança, ela era uma figura materna para os irmãos desde muito cedo”.

Pam Willis comentou que os primeiros seis meses foram os mais difíceis principalmente com pesadelos na hora do sono. “Uma noite a minha filha de então 7 anos (Aleecia) entrou no meu quarto e eu a perguntei: ‘Teve um pesadelo’, e ela respondeu: ‘Não, eu só queria ter a certeza de que você ainda estava aqui”, lembrou Pam.

O casal agora completou a família com a adoção de Aleecia e os seis irmãos dela em uma cerimônia online com a participação dos 5 filhos biológicos de Pam e Gary, Matthew, de 32 anos, Andrew, de 30, Alexa, de 27, Sophia, de 23, e Sam, de 20.

Foi demais”, disse Pam. “Nós levamos uma TV super grande para o parque, para todos poderem assistir e torcer seguros da covid-19. Teve tanto amor”, comentou Pam Willis.

 

 

Da redação do Acontece na Bahia  

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.