“Você não é melhor que ninguém da limpeza”, diz faxineira em carta de despedida para a chefe

Uma história viralizou nas redes sociais, depois que o filho de Julie Cousins, uma faxineira de Southampton, Reino Unido, postou uma foto da carta de despedida, depois de trabalhar 35 anos no HSBC.

Segundo o portal Metrópoles, a intenção de Julie, era deixar um “tchau” anexado com algumas orientações para a próxima pessoa que viesse ocupar o seu antigo cargo. Mas a carta, que também tinha um tom de desabafo, ganhou muita visibilidade, e bastante apoio por parte dos internautas, pois o texto contava todas as humilhações que ela sofreu durante mais de três décadas. 

“Por isso que amo a minha mãe. Ela limpa bancos há 35 anos e saiu com este lindo bilhete deixado para aquela gerente horrível. Feliz aposentadoria, mamãe. Sempre ria por último”, disse Joe Cousins, filho de Julie.

“Olá, senhora. Amanhã será o meu último dia de limpeza para o banco. Fiz um balde de materiais de limpeza para o próximo faxineiro, seja lá quem for”, escreveu Julie

“Deixei o trabalho depois da maneira como você me tratou no escritório, não foi nada mais do que agressivo e cruel. Isso é reflexo do seu caráter, e não do meu”, detalhou o ocorrido.

“Você pode ser o que quiser, então escolha ser gentil. Por que você não é melhor que ninguém da limpeza”, concluiu.

Ainda de acordo com o portal, a carta chamou tanta atenção que os sites de notícias da Inglaterra, procuraram Julie para saber mais sobre o caso.“Muita gente acha que é apenas um trabalho como faxineira. Eu sustentei meus sete filhos assim e gostava do meu trabalho. Faxineiros são pessoas esquecidas”. informou.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Monique Medeiros diz em documento enviado à família que “Jairinho é um homem ruim, doente e psicopata”

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (3). Monique Medeiros, mãe de Henry Borel, enviou uma carta escrita de dentro da cadeia para familiares em que descreve o vereador Dr. Jairinho como sendo‘‘um homem ruim, doente e psicopata. Meu filho dizia que ele era um homem mau. E eu não acreditei.’’

De acordo com reportagem transmitida pelo Fantástico nesse domingo (2), Monique Medeiros entregou esta e mais algumas cartas aos seus advogados. Contrariando o que disse em seu primeiro depoimento à polícia, a mãe de Henry Borel tem mudado a sua versão sobre o caso e contou o que aconteceu nos dias seguintes à morte do filho e faz acusações a seu primeiro advogado dizendo que ele havia montado uma farsa.

No documento escrito por Monique para seus pais e ao irmão, ela conta que‘‘acreditava segamente no Jairinho’’. “Depois que comecei a transcrever para o papel tudo o que ele fez comigo, em tão pouco tempo, que pude perceber o quanto fui usada, o quanto fui violentada, o quanto me humilhei e me rebaixei para fazer dar certo sobre um relacionamento de um psicopata”, escreveu.

Monique Medeiros ainda descreveu Jairinho como“um homem ruim, doente e psicopata”. “É triste, mas é verdade. Ele nos convence do contrário”, continuou.

‘‘Hoje sozinha, tendo vocês e ouvindo mais os detalhes de Deus em minha vida, vejo o quanto tinha um relacionamento doentiu. Não sei se em algum dia vou conseguir superar tudo isso’’.

No documento a mãe de Henry pede ajuda ao pai. “Confie em mim! Eu poupava vocês do que eu vivia, porque eu também não enxergava”, contou.

“Eu estou sendo apedrejada na cadeia! Todos os dias elas gritam dizendo que vou morrer e que irão me matar, pois acreditam que eu deixava o Jairinho bater no Henry”, escreveu em outro trecho.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Nacional.

“Não é digno” desabafa viúva do prefeito de Maguito Vilela sobre o atual gestor da cidade

Uma notícia está sendo destaque nesta sexta-feira (09). A viúva de Maguito Vilela, prefeito eleito de Goiânia pelo MDB e falecido após as complicações da Covid-19, publicou uma nota em seu Twitter afirmando que o atual prefeito da cidade, Rogério Cruz, não é digno da memória e do nome de Maguito. Rogério era o vice da chapa e assumiu o cargo após a morte de Maguito, pelo partido Republicanos.

“Como já foi dito pelos verdadeiros amigos de Maguito que deixaram a prefeitura recentemente, Rogério não representa mais o projeto que meu marido sonhou para Goiânia”, escreveu Flávia Teles, viúva de Maguito.

A carta de Flávia vem em resposta a duas situações:

  • Discordância entre Rogério e o filho de Maguito, Daniel Vilela

Nesta sexta-feira, Rogério Cruz deu uma entrevista ao jornal O Popular na qual afirmou que Daniel Vilela – filho de Maguito- se afastou da campanha do pai à prefeitura enquanto o político estava internado, no período da campanha eleitoral. Porém, segundo Flávia, isso não é verdade e que Rogério está “desrespeitando o nome e a memória de Maguito ao propagar mentiras com objetivos rasteiros”.

“Rogério Cruz mente ao dizer que Daniel Vilela ficou afastado da campanha de Maguito Vilela. Ao contrário, durante toda a campanha e durante todo o período de internação do meu marido, ninguém esteve mais próximo e mais empenhado que Daniel. Foi Daniel que, mesmo com a angústia de ter o pai acometido pela Covid-19, liderou a campanha, atendendo a um desejo do próprio Maguito”, respondeu Flávia.

  • Saída coletiva de 14 integrantes do MDB (partido de Maguito) da prefeitura

Com a chegada e intervenção de integrantes do Republicanos, partido de Rogério, à prefeitura de Goiânia, os integrantes do partido do MDB perderam espaço na gestão. Segundo Daniel Vilela, presidente do partido, os integrantes do MDB pediram exoneração por conta dos desgastes gerados por ações de Rogério nas últimas semanas e o avanço a direção nacional do Republicanos nas decisões da administração de Goiânia.

Além disso, alguns nomes do MDB, sugeridos para o primeiro escalão, foram exonerados sem aviso prévio. “Alguns tomaram conhecimento da exoneração pelo Diário Oficial, sem terem a dignidade de serem convidados para uma conversa antes. Isso gerou desmotivação e insegurança na equipe”, expõe Vilela.

Ao total, foram 21 integrantes do MDB em Goiás, dos quais sete – que eram secretários- se enquadram nos exonerados sem aviso e 14 que solicitaram a exoneração.

CARTA DE FLÁVIA

Diante de todo esse cenário, Flávia se viu revoltada com os acontecimentos. Hoje, portanto, ela escreveu uma carta à Rogério. Confira a carta na íntegra:

“A respeito da entrevista que o prefeito Rogério Cruz concedeu hoje pela manhã a este jornal e a rádio CBN, gostaria de manifestar o seguinte:

1) Rogério Cruz mente ao dizer que Daniel Vilela ficou afastado da campanha de Maguito Vilela. Ao contrário, durante toda a campanha e durante todo o período de internação do meu marido, ninguém esteve mais próximo e mais empenhado que Daniel. Foi Daniel que, mesmo com a angústia de ter o pai acometido pela Covid-19, liderou a campanha, atendendo a um desejo do próprio Maguito. Isso está registrado pela própria imprensa. Na verdade, foi Rogério, em dado momento também acometido pela Covid-19, quem ficou longo período fora da campanha.

2) Aliás, Rogério também nunca demonstrou preocupação com o estado de saúde de Maguito. Em mais de 80 dias de internação, a única vez que ele foi a São Paulo foi numa oportunidade em que tinha uma reunião com o bispo Edir Macedo naquela cidade. E, como ele mesmo disse a mim na ocasião, aproveitou “para dar uma passadinha no hospital”. Vale registrar que nos causou perplexidade o fato de Rogério, em declaração esta semana à imprensa, dizer que não torceu pela morte de Maguito, sem que ninguém tivesse o acusado ou sugerido isto.

3) Nas últimas semanas, Rogério mostrou-se desleal e deixou claro que, para ele, o poder está acima de tudo. Mas suas declarações de hoje mostram também que ele possui uma séria deficiência de caráter. Ele não respeitar as forças que venceram as eleições é uma coisa. Isso é um problema político dele. Mas não aceito que ele continue desrespeitando o nome e a memória de Maguito, propagando mentiras com objetivos rasteiros.

4) Aproveito para pedir publicamente que Rogério Cruz retire do seu gabinete a foto de Maguito. Rogério não honra e não é digno do nome e da memória de Maguito. Como já foi dito pelos verdadeiros amigos de Maguito que deixaram a Prefeitura recentemente, Rogério não representa mais o projeto que meu marido sonhou para Goiânia.

5) Sobre a Prefeitura, que Rogério Cruz toque a administração do jeito que quiser e depois preste contas aos goianienses. Mas deixe Maguito descansar em paz. Para mim, já é muito duro ter que lidar todos os dias com a ausência dele. Agora, ter que conviver com a ausência do Maguito e ainda ouvir declarações falsas e desrespeitosas é algo ainda mais doloroso. Senhor Rogério, respeite a memória de Maguito e a nossa família.”

Da Redação do Acontece na Bahia

 

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.