Segundo Bruno Reis, é preciso pensar no “Carnaval dos pobres”, já que “o Carnaval dos ricos está garantido”

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, concedeu uma entrevista ao portal Bahia Notícias e esclareceu alguns pontos sobre o carnaval de 2022. Apesar de afirmar que não tomará nenhuma atitude precipitada sobre o evento, ele concorda que o “Carnaval dos ricos está garantido”, uma vez que já se tem a certeza da realização de eventos privados com capacidade para até 5 mil pessoas.

Agora, segundo ele, é hora de “pensar no dos pobres”, buscando algumas alternativas para o público.
“Na prática o Carnaval dos ricos está garantido. O que nós vamos fazer pelo Carnaval dos pobres? Vamos ter que travar esse debate e ver se o caminho é por organizar algo que atenda as pessoas que estão nessa situação. Como eu disse, para isso temos um tempo maior. Sempre disse que a prefeitura teria condições de organizar um Carnaval tradicional em 30 dias. Temos know-how e expertise para isso. Já temos contratos firmados que dependem de ordem de serviço para entrar em exercício e que podemos fazer com um limite de trinta dias”, explicou.

Bruno Reis alega que pode-se pensar na organização das festa até 30 dias antes dos tradicionais dias que são comemoradas, mas que precisa ir observando como a pandemia se comportará.

“Vamos ver como vai acontecer o Réveillon em outras partes do Brasil e do mundo. Vamos ver com vai ser o verão, o Carnatal, o rodeio de Jaguariúna e tantos outros eventos que estão ocorrendo para a gente tomar uma decisão. O importante é que iremos tomar essa decisão de forma coletiva, junto com o governo do estado e com cautela. Eu não hesitarei em decidir. Isso vocês podem ter certeza. Mas nós sabemos que todo momento que precede as decisões tem essa tensão, tem as opiniões das mais diversas, mas cabe a gente decidir”, disse.

De toda forma, alguns artista já confirmaram presença no carnaval de Salvador em algumas festas privadas, como Ivete Sangalo, Xanddy e Saulo.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque, Regional.

Carnaval: Ao ser questionado em entrevista, Jair Bolsonaro diz que por ele “não teria Carnaval” em 2022

O presidente Bolsonaro (sem partido) afirmou ser contra a realização do carnaval, no inicio de 2022. “Por mim, não teria Carnaval, mas tem um detalhe, quem decide não sou eu. Segundo o STF, quem decide são governadores e prefeitos”, disse.

A realização do carnaval ainda está sendo uma grande incógnita. Isso porque alguns municípios já cancelaram o evento, como as cidades do interior de São Paulo. As celebrações em Salvador, Recife e Olinda, locais em que o Carnaval é bastante comemorado, continuam incertas.

Ainda em entrevista, Bolsonaro responsabilizou os governadores e gestores pelos altos números de mortes pela Covid-19, por causa da realização do carnaval no ano passado.

“As consequências vieram. Chegamos a 600 mil óbitos. E alguns tentaram imputar a mim essa responsabilidade. Não tenho culpa disso. Não estou esquivando, nem apontando outras pessoas. É uma realidade, é uma verdade. Todo o trabalho de combate à pandemia coube aos prefeitos e aos governadores. O que coube a mim? Mandar recursos”, reclamou.

Por fim, ele citou sobre a nova onda de casos na Europa, onde restrições voltaram a serem feitas e Bolsonaro mostrou preocupação com a economia. “Estou vendo que alguns países da Europa estão retomando medidas de lockdown. Se tiver outro lockdown no Brasil, em estados e municípios, vai quebrar de vez a economia”, concluiu.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Durante a transmissão do “Papo Correria” Rui Costa disse que acha “absolutamente viável” a realização do Carnaval de 2022

Uma notícia tem sido destaque nesta semana. Pois com o avanço da vacinação da população baiana, o governador já cogitou a realização de grandes eventos. Durante uma transmissão do “Papo Correria” em uma live na sua conta do instagram. Rui Costa afirmou nesta terça-feira (11), que acredita que seja “absolutamente viável” a realização do carnaval em 2022

“Acho que sim, absolutamente viável. Tem todas as condições de vacinar a população brasileira e baiana até final do ano. Já é ‘barbeiragem’ e incompetência ter deixado o Brasil chegar nessa situação. Se até final do ano não conseguir vacinar a população inteira, paciência”,disse  o gestor da Bahia.

De acordo como o portal BN, o tradicional evento de folia no segundo mês do ano foi cancelado neste ano,  devido a pandemia da doença coronavírus.Ainda segundo o portal, por momento foi pensando mudar o Carnaval de data e transferir para o mês de junho, entretanto, os casos de infectados pela Covid-19 estavam e continuam aumentando cada vez, além disso com poucas pessoas vacinadas, a conclusão foi cancelar de fato o evento desde ano.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

Igor Kannário terá de pagar indenização para Policiais Militares após insulto no Carnaval de Salvador do ano passado

Uma notícia está sendo destaque neste domingo (18). O cantor Igor Kannário, de 36 anos, terá de pagar uma indenização a quatro oficiais da Policia Militar, por ter chamado os agentes de “bunda mole” no Carnaval de Salvador em 2020, enquanto puxava a pipoca no Campo Grande. A decisão foi tomada última sexta-feira pelo juiz Ronaldo Alves Neves Filho.

“Nesta senda, xingar Policiais Militares de “bunda mole”, bem como incitar milhares de pessoas contra a Polícia Militar em pleno carnaval, solicitando uma vaia para aquela não acrescenta em nada na coibição de eventuais abusos praticados por parte dos membros da referida corporação, mas, por outro viés, poderia ter levado até mesmo a uma situação de violência generalizada, acaso o incitamento aludido redundasse em agressão contra a tropa em trabalho”, disse o juiz.

Apesar de não ter citado nenhum nome em específico na ocasião, referindo-se aos policiais de modo geral, a Justiça entendeu que os quatro policiais que entraram com a ação deveriam receber a quantia de R$4 mil do cantor, mesmo não estando trabalhando no local no dia do ocorrido.

“Embora verifica-se dos autos que a conduta do acionado não se dirigiu de forma individual a nenhum dos requerentes, e que estes não estiveram presentes no evento e no momento das ofensas, estas foram de tal ordem que extrapolaram o direito de crítica comum, sendo de tal forma que, pelas circunstâncias da lide, mostra-se razoável o pleito de danos morais”, continuou o juiz.

Dessa forma, receberão a indenização o coronel Arthur Mascarenhas Fernandes e seus colegas Eduardo Antônio Souza Pacheco, José Roberto Suarez Santana e Lucas Garcia Viveiros.

Igor Kannário poderá recorrer a decisão.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.