Padre desaparece após escorregar em pedra em cachoeira; Bombeiros encontraram o corpo do sacerdote um dia depois

Uma triste notícia circulou nas redes nesta terça-feira (26). O padre Paulo Roberto Marques, de 42 anos, desapareceu durante um passeio com a família no domingo (24). O religioso, que fazia parte da catedral metropolitana de Montes Claros (MG), se acidentou ao escorregar em uma pedra e desapareceu na cachoeira da Roleta, na zona rural de Buenópolis, em Minas Gerais.

Infelizmente, o padre não sobreviveu a queda de aproximadamente 8 metros na cachoeira. Durante o acidente, os bombeiros foram acionados, porém, só encontraram o corpo de Paulo nesta segunda-feira, por volta do meio-dia.

O trabalho do Corpo de Bombeiros foi interrompido com a chegada da noite, mas eles continuaram hoje pela manhã.

De acordo com a família do padre, eles passeavam próximo a cachoeira da Roleta. No caminho, o Padre Paulo escorregou em uma pedra coberta por limo e caiu na água. Desesperados, os familiares do padre buscaram de todas as formas encontrar o sacerdote, porém, sem sucesso.  Assim, eles pediram ajuda aos bombeiros, que chegaram ao local pouco tempo depois.

Em nota, o arcebispo metropolitano dom João Justino de Medeiros Silva lamentou a morte do padre Paulo Roberto e comunicou a data e local da sepultura.

“Pedimos as orações de todos, especialmente pelos pais e irmãos do padre Paulo. Nesse momento, reforcemos nossa comunhão e cultivemos as boas recordações desse irmão que amou a Cristo e serviu a Igreja”, disse.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.