Segundo Bruno Reis, é preciso pensar no “Carnaval dos pobres”, já que “o Carnaval dos ricos está garantido”

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, concedeu uma entrevista ao portal Bahia Notícias e esclareceu alguns pontos sobre o carnaval de 2022. Apesar de afirmar que não tomará nenhuma atitude precipitada sobre o evento, ele concorda que o “Carnaval dos ricos está garantido”, uma vez que já se tem a certeza da realização de eventos privados com capacidade para até 5 mil pessoas.

Agora, segundo ele, é hora de “pensar no dos pobres”, buscando algumas alternativas para o público.
“Na prática o Carnaval dos ricos está garantido. O que nós vamos fazer pelo Carnaval dos pobres? Vamos ter que travar esse debate e ver se o caminho é por organizar algo que atenda as pessoas que estão nessa situação. Como eu disse, para isso temos um tempo maior. Sempre disse que a prefeitura teria condições de organizar um Carnaval tradicional em 30 dias. Temos know-how e expertise para isso. Já temos contratos firmados que dependem de ordem de serviço para entrar em exercício e que podemos fazer com um limite de trinta dias”, explicou.

Bruno Reis alega que pode-se pensar na organização das festa até 30 dias antes dos tradicionais dias que são comemoradas, mas que precisa ir observando como a pandemia se comportará.

“Vamos ver como vai acontecer o Réveillon em outras partes do Brasil e do mundo. Vamos ver com vai ser o verão, o Carnatal, o rodeio de Jaguariúna e tantos outros eventos que estão ocorrendo para a gente tomar uma decisão. O importante é que iremos tomar essa decisão de forma coletiva, junto com o governo do estado e com cautela. Eu não hesitarei em decidir. Isso vocês podem ter certeza. Mas nós sabemos que todo momento que precede as decisões tem essa tensão, tem as opiniões das mais diversas, mas cabe a gente decidir”, disse.

De toda forma, alguns artista já confirmaram presença no carnaval de Salvador em algumas festas privadas, como Ivete Sangalo, Xanddy e Saulo.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque, Regional.

Salvador: Preifeito Bruno Reis alerta para risco de uma possível terceira onda da pandemia na capital baiana

Uma noticia tem causado preocupação entre os moradores da capital baiana nesta segunda-feira (17). Isso, porque o prefeito de Salvador alertou para o risco de uma terceira onda da pandemia do coronavírus na capital baiana.

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (17), na inauguração do novo Terminal da Barroquinha, Bruno Reis, prefeito de Salvador, demonstrou preocupação com o aumento da taxa de ocupação de UTI no fim de semana e alertou o risco de uma possível terceira onda da pandemia da Covid-19.

“Estamos enfrentando um momento muito difícil. Preciso fazer uma alerta para a cidade e informar que os números aumentaram de forma expressiva. Amanhecemos com 79% de ocupação de leitos de UTI. Tínhamos apenas um paciente aguardando regulação na sexta-feira. Agora temos 12. Há um número crescente de pacientes aguardando leitos de enfermaria”, disse Bruno Reis.

Para o gestor, há a possibilidade de terceira onda chegar e, com isso, novas medidas restritivas à população devem surgir. “Tivemos a coragem de reabrir a economia, as atividades e por isso faço um apelo para que não tenhamos que adotar novas medidas de isolamento social. Há um risco de chegar uma terceira onda, isso ocorreu no mundo todo, não só Salvador. O mundo passou por uma terceira onda. As histórias das pandemias registraram uma terceira onda”, completou o prefeito de Salvador.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Salvador: Bruno Reis anuncia início de pagamento do auxilio no valor de R$1.100

Uma notícia está sendo destaque nesta quinta-feira (06). O prefeito de Salvador Bruno Reis anunciou uma boa notícia ontem. Trata-se do início do pagamento do benefício do programa SOS Cultura.

Segundo o prefeito, o pagamento começará nesta quinta-feira (5), e tem como público alvo os trabalhadores do setor da cultura e de eventos, tendo parcela única no valor de R$1.100.

Os beneficiários devem acessar o site SOS Cultura. Salvador.ba.gov.br e ver se já estão regularmente cadastrados. No site, por consulta de CPF, é possível fazer a conferência e contestação dos dados, bem como checar se já é beneficiário de um outro programa.

O pagamento será feito em conta poupança social digital, que pode ser consultada pelo aplicativo Caixa Tem, o mesmo app usado no pagamento do auxílio emergencial do Governo Federal. Os beneficiários poderão transferir ou sacar o valor em bancos e lotéricas.

No processo de recebimento, estão os trabalhadores do setor que possuem Número de Identificação Social (NIS). O prefeito detalhou, ainda, que 751 pessoas, que não têm conta poupança digital, receberão o pagamento até a segunda-feira (10).

Além disso, 172 pessoas serão listadas para receber pelo Bradesco, porque não preencheram requisitos para receber pela Caixa. De acordo com a prefeitura, para o pagamento deste benefício foram investidos R$ 5,4 milhões, além de R$ 1,2 milhão da iniciativa privada.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Regional, Social.

Salvador: Prefeito Bruno Reis diz que não descarta a possibilidade de corte nos salários dos professores que não retornarem às aulas no próximo dia 3

Uma notícia está sendo destaque nesta sexta-feira (30). O prefeito de Salvador, Bruno Reis, contou em entrevista ao programa Balanço Geral, da Record TV Itapoan, que não descarta a possibilidade de cortar salários dos professores que decidirem não voltas as aulas presenciais na próxima segunda-feira (03).

“Não vou trabalhar no campo da futurologia. A gente decide com base em fatos concretos. A partir de segunda, com base na realidade, vamos avaliar e tomar nossas decisões”.

Ainda na entrevista, o prefeito rebateu e criticou uma postura da APLB (Associação dos Professores Licenciados do Brasil – Secção da Bahia (APLB-BA)), que segundo ele, estaria politizando o tema.

“Não pode agora a APLB querer politizar o assunto, que nunca foi tratado no campo da política. […] Não é momento de sindicato querer travar embate político”, disse o prefeito.

A justificativa do prefeito para o retorno às aulas é de que, até o início das atividades semipresenciais, 80% dos professores já estariam vacinados com a primeira dose. Porém, os professores querem o retorno apenas com a imunização completa, ou seja, com as duas doses.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.