Brigadista com porte de atleta e sem comorbidades pede ajuda para sobreviver:”Não quero morrer”

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (13). O pedido de socorro feito por Fábio Gomes Batista, 38 anos, casado e pai de dois filhos, tem levado às pessoas a refletir acerca da gravidade do atual momento. O desespero do homem que luta e pede socorro para não morrer reflete a situação vivida por milhares de pessoas pelo Brasil. 

O brigadista está internado no Hospital de Ceilândia desde quinta-feira (11), com 75% de comprometimento dos pulmões e fez um vídeo clamando por socorro, dizendo sentir dor e afirmando que não consegue respirar. O estado atual de Fábio é considerado grave e necessita de ventilação adequada em leito de UTI para que possa se recuperar. Em mensagens trocadas com a esposa, o brigadista mostra o drama vivido com  fortes dores,  falta de ar e medo de morrer e afirma só pensar em viver para cuidar dos filhos.  Ele desabafou:

“Por favor, preciso de alguém que possa me ajudar. Eu não tô conseguindo mais ficar nessa situação. Eu tenho 2 filhos para criar, estou sentindo dor e falta de ar. Eu tenho medo de ser intubado e de morrer. Não tô nem conseguindo falar direito por causa da minha respiração” Mas não é só isso.

Os irmãos de Fábio têm acompanhado de perto e monitoram o tempo todo a situação do irmão além de contar a tristeza que é vê-lo assim. Eles imploram por assistência, e intercedem para que Fábio tenha a chance de permanecer vivo. Depois que o brigadista enviou o vídeo clamando por socorro às 14h não tem respondido aos parentes. 

Da redação do Acontece na Bahia 

      

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.