Biomédica baiana que ajudou a sequenciar DNA do coronavírus é homenageada com boneca

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quarta-feira (4). O trabalho científico desenvolvido na pesquisa sobre o novo coronavírus, fez com que a biomédica brasileira Jaqueline Góes de Jesus fosse escolhida pela fabricante de brinquedos Mattel para ser homenageada com boneca Barbie.

Jaqueline estava na equipe responsável por fazer o sequenciamento genético do novo coronavírus dos primeiros casos de Covid-19 descoberto na América Latina. Também foram homenageadas, além de Jaqueline, outras cinco cientistas, entre elas a britânica Sarah Gilbert, que liderou a criação da vacina de Oxford-AstraZeneca.

Góes tem apenas 31 anos, mas já apresenta um trabalho brilhante no campo da biomedicina. Antes do trabalho desenvolvido na pesquisa sobre o novo coronavírus, Jaqueline estava na equipe que sequenciou o genoma do vírus da Zika. A biomédica é natural de Salvador e atualmente é pesquisadora  bolsista da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), em nível de pós-doutorado, no Instituto de Medicina Tropical de São Paulo — Universidade de São Paulo (IMT-USP).

A equipe empenhada no estudo do novo coronavírus, sob coordenação da imunologista Ester Cerdeira Sabino, conseguiu fazer o sequenciamento do genoma do vírus SARS-CoV-2 apenas 48 horas após a confirmação do primeiro caso de covid-19 no Brasil — um tempo abaixo da média mundial, que é de 15 dias.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.