Salvador: Bruno Reis afirma que aulas presenciais podem ser retomadas em maio

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de sábado (27). Em entrevista à TV Record Itapoan, o atual prefeito de Salvador Bruno Reis (DEM), afirmou que pretende retomar as aulas presenciais e abrir as escolas no mês de maio na capital baiana. A entrevista foi realizada na última sexta-feira (26). sexta-feira (26).

Bruno afirma que a retomada dos serviços principais dependerá da diminuição do número de casos de Covid-19 e a diminuição da ocupação de leitos de UTI. Além disso, o prefeito pretende também vacinar os trabalhadores da educação capital baiana antes da retomada das atividades.

“Se os números continuarem cedendo, a gente pode retomar em maio o ano letivo presencial”, afirma o prefeito.

Da redação Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Juíza decreta que aulas na Bahia devem voltar até o dia 1º de março; ela também deu prazo para governo apresentar protocolos de segurança para os alunos

Uma notícia chamou a atenção dos internautas neste sábado (6). A juíza Juliana de Castro Madeira Campos determino, na última sexta-feira (5), que as aulas presenciais no estado da Bahia retornem até o próximo dia 1º de março.

Assim, a juíza suspendeu com essa decisão o Art. 9°, II do Decreto Estadual nº. 19.586/2020, que fala sobre as suspensões de aulas devido à sua “inconstitucionalidade em razão da violação do Princípio da Razoabilidade”.

Além disso, a juíza determinou que o estado deve entregar os planos e protocolos para prevenção do contagio da covid-19 na volta às aulas e que deverão ser seguidos pelas escolas do estado. Assim, a juíza deu o prazo de 5 dias, a partir do início da intimação, para que o governo estadual entregue os planos.

As escolas devem se adequar ao protocolo de revezamento de alunos em sala, visando minimizar possíveis contágios com a doença.

“O Estado da Bahia deverá adequar as escolas públicas aos protocolos estabelecidos para início das aulas no prazo máximo e improrrogável de 01 de março de 2021”, diz o texto.

O atual governador, Rui Costa (PT) participou na sexta-feira de reuniões com prefeitos do estado para discutir as voltas aulas e os protocolos de proteção para retomada das atividades. A maioria dos prefeitos participa do evento de forma remota.

 

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Prefeito de Salvador afirma sobre volta às aulas: ‘Queremos voltar com aulas online em fevereiro’

Uma notícia circulou nas redes nesta manhã de sábado (30) e chamou a atenção dos soteropolitanos. O atual prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), afirmou na manhã de sexta-feira (29) que tem intenção de retomar aulas da rede municipal de Salvador ainda no mês de fevereiro.

Segundo o gestor, ele tem conversado com o secretário municipal de Educação, Marcelo Oliveira, sobre as possibilidades das aulas presenciais de forma segura.

“Queremos já em fevereiro retornar com as vídeoaulas. Assim que for concluído o trabalho, que vem sendo realizado em parceria com o governo do Estado, sentaremos com o governador pra decidir. Mas não depende de mim nem do governador, depende das condições sanitárias”, afirmou Bruno.

Além disso, o prefeito comentou sobre a ansiedade de ter uma data para as escolas voltarem às atividades. “principalmente do setor privado da educação, porque eles precisam de uma data pra iniciar o processo de matrícula, mas precisamos passar por algumas etapas para se prever uma data”, completou.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Aulas presenciais serão liberadas apenas com as turmas pela metade e em dias alternados, afirmou Rui Costa

O atual governador da Bahia, Rui Costa, declarou na quinta-feira (10) que planeja autorizar a retomada das aulas presenciais nas escolas baianas. Nesse contexto, o governador declarou que aguardará o numero de casos reduzir antes de tomar a decisão final. Alem disso, Rui também disse que pretende reduzir a quantidade de alunos em uma sala de aula e os dias letivos serão reduzidos a metade.

Assim, só serão autorizados 20 alunos por sala de aula e só haverá aulas segunda, quarta e sexta.

“Nós vamos voltar com metade da turma. Então a ideia é ter aula segunda, quarta e sexta com metade da turma, para só ter 20 alunos na sala”, disse. “E terça, quinta e sábado seria a outra metade da turma, justamente para ter menos gente e menos aglomeração”, afirmou o governador em um evento público.

Ademais, ele também comentou sobre a proibição das festas e realçou que “não quer ter o risco de não ter um leito de UTI para colocar as pessoas”.

“Não é porque vai passar um dezembro ou um janeiro sem festa que ninguém vai morrer, pode morrer se for para a festa. Então eu peço por favor que nos ajudem, para que a gente não tenha nenhuma festa, e, portanto, possa passar essa tempestade”, completou o governador.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.