Jequié: Mulher morre ao tentar salvar filha e neta de carro desgovernado no bairro Jacarezinho

Uma triste história é destaque nesta segunda-feira (22). Uma mulher foi atropelada por um carro desgovernado e morreu após tentar salvar a filha e a neta.

Sandra Breia Cavalcante Paim, de 41 anos, faleceu no último sábado (20), após uma saveiro preta, que trafegava em alta velocidade pela rua José Moreira Sobrinho, no bairro Jacarezinho, em Jequié, a atingir. De acordo com as informações de testemunhas, Sandra estava acompanhada pela filha e pela neta. Ao perceber o veículo, ela conseguiu empurrar as duas familiares, mas não conseguiu se salvar, sendo atingindo e ficando gravemente ferida.

A vítima chegou a ser socorrida pelo SAMU, porém faleceu no Hospital Prado Valadares, também na cidade de Jequié. O motorista da saveiro, que ainda não foi identificado, fugiu no local do acidente sem prestar socorro. Para ajudar a polícia, existem câmeras de segurança pelo local e as imagens podem ser de grande importância pra identificar o responsável pelo crime.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Depois de receber vacina contra a covid-19, idosa é atropelada pela filha e acaba não resistindo

Uma notícia triste chama a atenção nesta segunda-feira (16). Em Conceição da Aparecida (MG), depois de receber a primeira dose da vacina contra a covid-19, uma idosa de 94 anos veio a óbito  vítima de atropelamento  pela própria filha. As informações  são do G1 Minas Gerais.

As informações apontam no sentido de que a filha de Edna Batista  estava com sua mãe e voltavam pra casa  após  a idosa  receber  a vacina. No trajeto de volta resolveram parar  numa plantação de girassóis a fim de tirar fotos. A filha esqueceu de puxar o freio de mão   e o veículo  desceu e passou por cima de sua mãe que chegou a ser  socorrida   por unidade médica. A idosa não resistiu aos ferimentos e  veio a óbito antes mesmo  de chegar ao hospital.

Dentro do veículo estavam além da condutora  uma outra filha  e ambas foram levadas  ao hospital abaladas com o que tinha acontecido.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Social.

Idoso sobrevive milagrosamente de atropelamento violento e desabafa após o ocorrido:” Quando eu me virei não vi mais nada”

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de terça-feira (2). O idoso aposentado Adriano Alexandre de Lima, de 67 anos, “Nasceu de Novo”, de acordo com um socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O idoso sobreviveu a um violento atropelamento enquanto andava em uma calçada na cidade de Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza), no último domingo (31). A polícia prendeu o motorista, que estava com sinais de embriaguez.

De acordo com Adriano, ele estava voltando pra casa quando tudo aconteceu: “Eu tinha ido fazer umas compras no supermercado e vim de lá para cá na calçada. Quando eu passei depois do sinal um pouco, tem uma parada de ônibus e vinha eu e minha esposa. E eu ouvi um barulho atrás da gente. Quando eu me virei não vi mais nada, o carro já tinha me pegado […] me jogou para cima e eu sei que quando caí não vi mais nada”.

Ele caminhava com sua esposa, a doméstica Ana Célia Nogueira, 53 anos, que não chegou a ser atingida. “Quando de repente eu ouvi aquele barulho, ele ainda quis olhar pra trás, […] e eu vi só a pancada”, contou Ana Célia.

“Não pegou em mim porque ele tava mais do lado”, completou a mulher.

Assim, o homem foi encaminhado após o acidente para o Hospital Pajuçara Doutor Dionísio, onde recebeu tratamento.

O homem que dirigia o carro não fugiu do local, mas também não prestou socorro. De acordo com Ana Célia, ele ficou ao lado dela e não falou nada. A mulher o repreendeu falando: ‘tá vendo o que tu fez?’. Além disso, ela afirmou que o homem apresentava sinais de embriaguez.

Veja o vídeo disponibilizado pelo site diário do Nordeste:

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Médica morre atropelada em cruzamento e causa comoção dos colegas e pacientes: “Era uma mãe para o hospital”

Uma triste notícia circulou nas redes nesta manhã de sábado (23). A médica cardiologista Lúcia Belém, de 61 anos, faleceu na última quinta-feira (21) após ser atropelada em cruzamento. O fato aconteceu na esquina da avenida Dom Luís com a rua Coronel Jucá, no bairro Meireles, na cidade de Fortaleza.

De acordo com testemunhas, a médica atravessava uma faixa de pedestres para pegar o seu carro que estava estacionado. Assim, neste momento uma mulher que conduzia um Range Rover Evoque fez uma conversão para à esquerda e atingiu a médica. Infelizmente, a mulher morreu na hora.

A condutora do veículo permaneceu no local para prestar socorro e depois deu esclarecimentos à polícia. O Sindicato dos Médicos do Ceará escreveu uma nota de pesar pela morte da médica.

Os colegas de Lúcia ainda estão em choque pelo ocorrido: “A notícia foi um choque imediato. Ainda estamos nesse choque. Parece fora da realidade”, afirma Frederico, amigo da médica há mais de 20 anos.

De acordo com Frederico, a mulher tinha uma vida devota à medicina e ao cuidado aos pacientes.

“Sempre muito preocupada com seus pacientes, brigando contra o sistema e lutando pelas fragilidades que o sistema tem para serem resolvidos. Ela era uma verdadeira leoa: defendia e buscava o melhor para ele [paciente]. Se o acompanhante não tinha dinheiro para passagem, ela dava. Ela fazia o papel de assistente social e médica. Além disso, ela tinha um carisma muito específico. Ela era amiga do faxineiro ao diretor do hospital. Tinha facilidade de dialogar com todos. Era uma relação próxima e intensa”, relembrou.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.