Jovem ativista LGBT+ ligado ao movimento MST é encontrado carbonizado

Ainda nesta terça-feira (04), uma notícia tem repercutido entre as mídias sociais. Isso, porque um ativista LGBT+, ligado ao MST, foi encontrado carbonizado na cidade em que residia.

O fato ocorreu na cidade de São João do Triunfo – Paraná, no último Sábado (1). O corpo de Lindolfo Kosmaski, de 25 anos, foi encontrado carbonizado. O MST informou que indícios apontavam para um crime de ódio provocado por homofobia. Havia, ainda, sinais de tiros no corpo do jovem, “pois os assassinos, além de dispararem dois tiros contra o jovem LGBT, carbonizaram seu corpo”.

Lindolfo era estudante da turma de Licenciatura em Educação do Campo da Escola Latina Americana de Agroecologia (ELAA), ativista da causa LGBTQIA+, do partido dos trabalhadores (PT), e do movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

“Era um jovem humilde, solidário e cheio de sonhos. Atuava como professor na rede estadual de ensino no Paraná e na última eleição municipal concorreu a vereador pelo PT no município de São José do Triunfo. Além disso, estava dando sequência aos estudos cursando mestrado no Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e em Matemática na Universidade Federal do Paraná (UFPR)”, diz a nota do MST.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Ativista Greta Thunberg faz críticas ao presidente Bolsonaro por sua atuação no combate a pandemia de covid 19 e em questões ambientais

Uma notícia tem gerado muita polêmica nas redes sociais nesta terça-feira (20). A fala da ativista ambiental Greta Thunberg numa coletiva da Organização Mundial da Saúde, tem repercutido por todo o mundo. Na ocasião, Greta afirmou que Bolsonaro se omitiu em estabelecer medidas de proteção a vida na humanidade. Comentou ainda que o chefe do executivo é responsável também pelo meio ambiente e pela sua preservação.

Greta afirmou que não é sua intenção direcionar críticas isoladas a pessoas mas enfatizou a responsabilidade do atual presidente Bolsonaro em meio ao momento vivido pela humanidade com relação a pandemia de covid 19 além das questões climáticas. Citou ainda a postura da gestão do governo federal em meio a pandemia e disse que Bolsonaro é responsável e que fracassou em garantir condições de vida atuais e futuras para a coletividade.

Falou ainda sobre vacinação. Dados da Organização Mundial de Saúde mostram que 1 em cada 4 pessoas em países ricos já foram vacinadas contra a covid 19, enquanto em países pobres este índice é de 1 em 500.
A fundação de Greta Thunberg anunciou a doação de 100 mil euros para a Organização Mundial da Saúde com o intúito de corrigir este cenário em distribuição igualitária de vacinas contra a covid 19 pelo consórcio Covax- Facility. Estes valores correspondem em moeda nacional a quase R$ 670 mil. A ativista ainda enfatizou que a comunidade internacional seja mais ativa com relação ao processo de vacinação mundial.

O Diretor Geral da OMS, Tedros Adhanom, disse que a pandemia ainda está em uma crescente com as mortes aumentando pala quinta semana consecutiva e até hoje os dados oficiais falam em mais de 3 milhões de mortes em todo o mundo

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Convidado deixa Fátima Bernardes sem jeito após ironizar campanha com bordão da emissora durante entrevista

Uma notícia está sendo destaque nesta segunda-feira (19). Durante o seu programa matinal “Encontro”, Fátima Bernardes recebeu alguns convidados e debateu sobre assuntos importantes. Um dos assuntos é sobre o “Dia do Indígena”, comemorado hoje, 19 de abril.

Durante uma conversa com ativista Cristian Wariu, do povo indígena xavante, ao divulgar o trabalho “Falas da Terra”, documentário muito importante realizado pela emissora, ele chamou a atenção ao ironizar uma famosa campanha da Globo.

“Ótima oportunidade para quem quer entender mais sobre povos indígenas, ver essa diversidade, ver a gente em diferentes espaços, cada um com sua luta, utilizando diferentes ferramentas para estar dentro da sociedade indígena. Que possamos ter, pelo menos nesse espaço da Globo, cada vez mais ‘Falas da Terra’, e não ‘Agro é Pop’”, disparou.

“Agro é Pop” faz parte de uma propaganda da rede Globo que enaltece as qualidades do agronegócio. Porém, o agronegócio é a principal ameaça aos povos indígenas, considerando as grandes perdas territoriais desse povo para a produção agrícola.

O documentário “Falas da Terra” será exigido hoje pela emissora após a edição do BBB.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.

Após tentar interromper gravidez, ativista pró-aborto morre na Argentina; a suspeita é de que houve negligência médica

Uma notícia em sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira(19). A jovem Maria Del Valle Gonzalez Lopes, que era presidente da Juventude Radical da cidade de La Paz, Argentina, morreu em decorrência de complicações depois de um aborto legal. O incidente aconteceu depois que Maria deu entrada no hospital Arturo lllia, em Mendoza, na quarta-feira (7), desejando a interrupção da gravidez. Quatro dias depois do procedimento a jovem não resistiu e veio a óbito. A morte de Maria Del Valle está sendo tratada pela polícia como um ‘’possível caso de negligência médica ‘’.A jovem teria recebido um suposto medicamento incorreto.

A jovem ficou bastante conhecida por ser militante política na defesa do aborto legal na Argentina. De acordo com o jornal Mendoza Post, a jovem teria tomado uma pílula abortiva e cerca de dois dias depois começou a se sentir muito mal chegando a precisar de internação no sábado (10) com muitas dores na região do abdômem. Maria veio a óbito no dia seguinte por infecção generalizada.

Segundo informações, a jovem foi medicada com uma pílula comumente conhecida por fazer o útero ‘’expulsar’’ o bebê. Este medicamento causa efeitos colaterais como a perda de sangue.

De acordo com o médico cirurgião argentino Luis Durand, este tipo de infecção generalizada é muito comum em processo de gravidez interrompido. ‘’A infecção geral ou septicemia, em uma mulher que toma misoprostol para abortar, pode ocorrer quando a expulsão é incompleta e os restos do bebê permanecem no útero. Por isso é uma falácia dizer que qualquer instrumentação em um organismo possa ser segura’’, disse Luis.

A ativista ‘’pró -vida’’, Guadalupe Batallán, desabafou no Twuitter afirmando que os grupos feministas se calaram por que o aborto de Maria aconteceu em um hospital legalizado e monitorado pelo governo argentino. A ativista alertou as mulheres que apesar da legalização do procedimento na Argentina, a prática do aborto e um ato de risco.

‘’Maria Del Valle tinha 23 anos e uma vida inteira pela frente. Era estudante e se tornou presidente da Juventude Radical de Mendoza.Ela abortou legalmente na quarta-feira (7) e morreu no fim de semana. Eu vou contar para vocês porque as feministas ficam quietas.#MorreuPor AbortoLegal#, Contou.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.