Após tentar interromper gravidez, ativista pró-aborto morre na Argentina; a suspeita é de que houve negligência médica

Uma notícia em sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira(19). A jovem Maria Del Valle Gonzalez Lopes, que era presidente da Juventude Radical da cidade de La Paz, Argentina, morreu em decorrência de complicações depois de um aborto legal. O incidente aconteceu depois que Maria deu entrada no hospital Arturo lllia, em Mendoza, na quarta-feira (7), desejando a interrupção da gravidez. Quatro dias depois do procedimento a jovem não resistiu e veio a óbito. A morte de Maria Del Valle está sendo tratada pela polícia como um ‘’possível caso de negligência médica ‘’.A jovem teria recebido um suposto medicamento incorreto.

A jovem ficou bastante conhecida por ser militante política na defesa do aborto legal na Argentina. De acordo com o jornal Mendoza Post, a jovem teria tomado uma pílula abortiva e cerca de dois dias depois começou a se sentir muito mal chegando a precisar de internação no sábado (10) com muitas dores na região do abdômem. Maria veio a óbito no dia seguinte por infecção generalizada.

Segundo informações, a jovem foi medicada com uma pílula comumente conhecida por fazer o útero ‘’expulsar’’ o bebê. Este medicamento causa efeitos colaterais como a perda de sangue.

De acordo com o médico cirurgião argentino Luis Durand, este tipo de infecção generalizada é muito comum em processo de gravidez interrompido. ‘’A infecção geral ou septicemia, em uma mulher que toma misoprostol para abortar, pode ocorrer quando a expulsão é incompleta e os restos do bebê permanecem no útero. Por isso é uma falácia dizer que qualquer instrumentação em um organismo possa ser segura’’, disse Luis.

A ativista ‘’pró -vida’’, Guadalupe Batallán, desabafou no Twuitter afirmando que os grupos feministas se calaram por que o aborto de Maria aconteceu em um hospital legalizado e monitorado pelo governo argentino. A ativista alertou as mulheres que apesar da legalização do procedimento na Argentina, a prática do aborto e um ato de risco.

‘’Maria Del Valle tinha 23 anos e uma vida inteira pela frente. Era estudante e se tornou presidente da Juventude Radical de Mendoza.Ela abortou legalmente na quarta-feira (7) e morreu no fim de semana. Eu vou contar para vocês porque as feministas ficam quietas.#MorreuPor AbortoLegal#, Contou.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Terremoto de magnitude de 6,4 pontos na escala Richter é registrado na Argentina, na cidade de San Juan

Uma triste notícia circulou nas redes na manhã desta terça-feira (19). Um terremoto de grande estatura atingiu a província de San Juan, na Argentina. O fato ocorreu na noite de ontem, segunda-feira (18).

De acordo com o Instituto Nacional de Previsão Sísmica (Inpres) do país, o terremoto alcançou 6,4 na escala Richter e teve seu epicentro a 57 quilômetros a sudoeste da capital local.

Em seu perfil no twitter, o governador de San Juan, Sergio Uñac, pediu calma à população e afirmou que não havia informações imediatas sobre as vítimas fatais do desastre.

” Vamos colocar em prática todas as medidas que aprendemos para prevenir incidentes, enquanto nos comprometemos em conhecer o impacto disso para colaborar em tudo que for necessário. Neste momento quero transmitir calma às famílias, após o terremoto que vivemos em #SanJuan”, afirmou.

O terremoto, que foi registrado às 23h46, também foi sentido em diversas outras cidades do país como Mendoza, Córdoba, Santa Fé, La Rioja, e na província de Buenos Aires. O terremoto também foi sentido na cidade de Santiago, capital chilena.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.