Bolsonaro se irrita com apoiadora e não completa comentário sobre episódio com Kajuru

Uma notícia está sendo destaque nesta quarta-feira (14). Após o senador Jorge Kajuru afirmar que o presidente Jair Bolsonaro não recebeu o presidente da Pfizer em agosto do ano passado para firmar contratos de importações de vacinas contra a Covid-19, Bolsonaro tentou conversar sobre o episódio com apoiadores, mas foi interrompido.

Ao tentar falar sua versão sobre a declaração de Kajuru, uma mulher o interrompeu para cumprimenta-lo e o deixou bastante irritado, sem conseguir finalizar o raciocínio.

“Só aproveitar um pouquinho o momento aqui. Eu sou acusado de quase tudo. Inclusive, ontem, aconteceu uma coisa muito bacana. Posso falar? O senador Kajuru falou que eu dei um chá de cadeira de 10 horas no presidente da Pfizer e falou que um ex-ministro ia…”

Mas não é só isso. Jair Bolsonaro também se mostrou incomodado com as críticas que vem recebendo pela sua atuação na pandemia. “O pessoal vem reclamando que acabou emprego. Quem fechou o comércio não fui eu, quem te obrigou a ficar em casa não fui eu. E eu faço a minha parte. Impressionante. O pessoal, em vez de dar força para mim, critica. Não sou ditador do Brasil”, disse.

O presidente ainda completou dizendo que nada poderia fazer para intervir nos estados e municípios para evitar a adoção de medidas restritivas. “Quem deu poderes para estados e municípios fazer o que estão fazendo, inclusive, ignorando a Constituição? Quem foi que deu esse poder? Quando indicavam ministro do Supremo (Tribunal Federal), ninguém falava nada. Quando indicavam autoridades para tudo quanto era lugar, ninguém falava nada. Agora, cobram tudo de mim”, finalizou.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

 

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.