Caso Flordelis: Pai de pastor Anderson morre e é o 3º parente a partir depois do religioso

O pai do pastor Anderson do Carmo, assassinado em 2019, morreu neste sábado (11). Jorge de Souza, de 81 anos, foi vítima de um infarto, em São Paulo, e era pai do pastor Anderson, marido da ex-deputada e pastora Flordelis. Com a morte de Jorge, este é o terceiro membro da família de Anderson que morre de causas naturais após o crime contra o pastor que gerou comoção em todo país.

Quatro meses após o assassinato do pastor Anderson, a irmã dele veio a falecer. Conforme alega o advogado da família, a mulher morreu “de desgosto”.  Já Maria Edna do Carmo, de 65 anos e mãe do religioso, faleceu vítima de um infarto por pico de glicose em 2020.

Jorge esteve presente, no último dia 23 de novembro, em parte do julgamento dos filhos de Flordelis, Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cézar dos Santos de Souza, julgados e condenados pela morte do pastor Anderson, assim como Flordelis. 

Jorge de Souza chegou a passar mal durante o dia em que a sentença foi proferida e atuou, na ocasião, como assistente de acusação do Ministério Público. “Me sinto arrasado… (…) Maldade, ganância… Ela podia ter se separado dele. Ela estaria solta e ele, vivo. Mas aconteceu isso”, lamentou Jorge na ocasião.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Justiça condena filhos de Flordelis pela morte do pastor Anderson do Carmo

 A Justiça condenou dois filhos da ex-deputada federal Flordelis, juntos, a mais de 35 anos de prisão. Os filhos de Flordelis respondiam pela morte do pastor Anderson do Carmo, que ocorreu em junho de 2019.

O julgamento, que foi presidido pela juíza Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, aconteceu nessa terça-feira (23), no Fórum da cidade. A sessão teve início na tarde dessa terça-feira, e a sentença foi proferida por volta das 5h45 desta quarta-feira (24).

Flávio dos Santos Rodrigues, que estava sendo acusado de atirar no pastor Anderson, foi condenado pela Justiça a 33 anos e dois meses de prisão por homicídio triplamente qualificado, porte ilegal de arma, uso de documento ilegal e associação criminosa armada.

Lucas Cézar dos Santos Souza, que era acusado de ser o comprador da arma que foi utilizada no assassinato, foi condenado pela Justiça a sete anos e meio de prisão por homicídio triplamente qualificado. Por ter colaborado com as investigações, a pena de Lucas foi reduzida.

No total, oito pessoas prestaram depoimento, e os réus foram interrogados em 15 horas de julgamento. Durante seu interrogatório na noite de terça-feira, Lucas afirmou que Flávio desejava acabar com o sofrimento da mãe, segundo informou o portal G1. Lucas ainda revelou que Flávio teria contado sobre a sua intenção cerca de um mês antes do crime.

Nesta conversa, Flávio teria falado que a mãe estaria sofrendo por causa de “trâmites” do pastor Anderson do Carmo em Brasília. Lucas disse no interrogatório que não sabia que a pistola Bersa 9 milímetros, que havia comprado, seria usada para matar o pastor Anderson.

O pastor Anderson do Carmo foi morto a tiros em 2019. A ex-deputada Flordelis é acusada pela Justiça de ser a mandante do assassinato. Flordelis foi presa um dia após ter perdido o mandato parlamentar na Câmara dos Deputados e ter sido expulsa do PSD, e segue em prisão desde o dia 13 de agosto. A ex-parlamentar está presa no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.