Homem preso em penitenciária cria perfis falsos nas redes sociais e seduzia homens no Brasil e no exterior

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (28). Um homem de 34 anos, preso no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), foi indiciado pela Polícia Civil nessa segunda-feira (26) pelo crime de estelionato. Segundo a polícia, o homem usava perfis falsos em um aplicativo de mensagens e se passava por mulheres com o objetivo de seduzir vítimas no Brasil e no exterior. O detento conseguiu fazer vítimas em Portugal, Síria e Suriname, além do Brasil.

O delegado responsável pelas investigações, Leonardo Alves, disse que o homem criava contas falsas em redes sociais com o uso de fotos retiradas de outras contas na internet. O detento criava os perfis falsos utilizando um telefone celular. As investigações apontam que o homem seduzia e estabelecia relação afetiva com as vítimas e a partir disso começava a pedir dinheiro em troca de imagens.

Aos poucos ia criando uma relação de afeto e trocava até mesmo fotos íntimas, momento em que o interno passava a pedir dinheiro para continuar enviando imagens ou alegava que o celular precisava de reparos”, comentou o delegado. Mas não é só isso…

De acordo com as investigações, as trocas de mensagens aconteceram entre fevereiro e março deste ano e foram enganadas pelo menos 13 pessoas: 10 vítimas entre o Amapá e outros municípios do estado e 3 estrangeiros de Suriname, Portugal e Síria. A polícia não informou o valor oriundo do crime de estelionato. O homem está preso desde março após ser pego em flagrante com porções de drogas. As investigações que seguiram após a prisão do homem confirmaram o envolvimento dele com o crime de estelionato.

Da redação do Acontece na Bahia

Foto: PC/Divulgação

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.